COMUNIDADE: Cônsul Takahiro Nakamae prestigia Shinnenkai do Centro Cultural Hiroshima

Dirigentes e associados do Centro Cultural Hiroshima do Brasil realizaram, no último dia 14, em sua sede social, na rua Tamandaré, 800, no bairro da Liberdade, o seu shinnenkai, tradição japonesa de amigos e colegas de trabalho darem boas-vindas  à chegada do Ano Novo.

 

O cônsul Takahiro Nakamae (sentado) com associados do Centro Cultural Hiroshima do Brasil (Foto: Osmar Maeda)

O cônsul Takahiro Nakamae (sentado) com associados do Centro Cultural Hiroshima do Brasil (Foto: Osmar Maeda)

 

A confraternização deste ano foi realizada após a primeira reunião do ano da entidade. Na abertura, o presidente Yasuyuki Hirasaki destacou e agradeceu a presença do cônsul geral do Japão, Takahiro Nakamae, que é natural dessa importante província japonesa, dirigentes da Fundação Nishimura, de associados e dirigentes que se dedicaram aos diversos eventos e departamentos da associação.

 

Takahiro Nakamae, Yasuyuki Hirasaki e Shiguero Orita (Foto: Osmar Maeda)

Takahiro Nakamae, Yasuyuki Hirasaki e Shiguero Orita (Foto: Osmar Maeda)

 

O deputado estadual Hélio Nishimoto foi representado pelo assessor Shiguero Orita.

Neste ano, a festa de confraternização de Ano Novo do Centro Cultural Hiroshima exibiu um prato muito especial, o sashimi de pirarucu, conhecido peixe da região amazônica, que agora já está sendo reproduzido com sucesso, no interior do estado de São Paulo.

 

Hirasaki segura uma bandeja com sashimi de pirarucu (Foto: Osmar Maeda)

Hirasaki segura uma bandeja com sashimi de pirarucu (Foto: Osmar Maeda)

 

O Centro Cultural Hiroshima do Brasil, que em 2016 completa 61 anos de atividades, é uma instituição privada, sem fins lucrativos, que tem por finalidade a preservação da memória e identidade da arte e cultura da província de Hiroshima, além de promover o intercâmbio cultural com estudantes de São Paulo e outros projetos de interesse da associação.

O Centro possui auditório com capacidade para 200 pessoas, bem como salas de leitura, estudos e cursos de ioga, karatê, jui-jitsu, karaokê e danças. Exposição fotográfica fixa da bomba atômica de Hiroshima e Nagasaki. O Centro dispõe ainda de alojamento para estudantes em intercâmbio e de quadra poliesportiva coberta, que diariamente, das 6 às 7 horas, é utilizado pelo pessoal do radio-taissô, a ginástica saudável.

 

Participantes do Shinnenkai (Foto: Osmar Maeda)

Participantes do Shinnenkai (Foto: Osmar Maeda)

 

60 anos do Centro Cultural – No final do ano passado, as celebrações dos 60 anos do Centro Cultural Hiroshima do Brasil contaram com as presenças ilustres do governador de Hiroshima, Hidehiko Yuzaki, do prefeito da cidade, Kazumi Matsui, e do presidente da Câmara Municipal, Masanori Nagata.

Em São Paulo, essas autoridades japonesas cumpriram uma extensa agenda de compromissos, que incluiu uma exposição fotográfica da tragédia de Hiroshima no Memorial da América Latina, na zona Oeste e uma bonita festa no Grande Auditório da Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social – Bunkyo, no bairro da Liberdade.

 

 

 

Related Post

HAICAI BRASILEIRO O Jornal Nippak publica aqui os haicais enviados pelos leitores. Haicai é um tipo de poema que se originou no Japão. Seu maior expoente é Matsuo Bashô...
COMUNIDADE: ‘Faria tudo outra vez’, afirma embaixa... No último dia 12, tão logo terminou a queima de fogos de artifício no Autódromo de Interlagos (zona Sul de São Paulo), o embaixador do Japão no Brasil...
HOMENAGEM: Câmara Municipal de São Paulo homenagei...   No último dia 24, em plena segunda-feira à noite, o Salão Nobre da Câmara Municipal de São Paulo ficou lotado como há muito não se via. Afin...
SOCIAL: Undokai reuniu oito associações das provín...   Undokai – Em 19 de maio um mega Undokai reuniu oito associações das províncias de  Okinawa, Kagoshima, Oita, Fukuoka, Kumamoto, Saga, Nagasa...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *