COMUNIDADE: Em São Paulo, aliancenses reforçam laços de amizade no 50º Encontro da Aliança Kyoyuukai

Em clima de saudosismo e confraternização foi realizado, no último dia 30, nas dependências da Associação Okinawa Kenjin do Brasil, no bairro da Liberdade, em São Paulo, o 50º Encontro da Aliança Kyoyuu-Kai. O evento contou com a presença do cônsul geral do Japão em São Paulo, Takahiro Nakamae; do deputado federal Walter Ihoshi (PSD-SP); do vereador Ushitaro Kamia (PSD); do vice-presidente do Bunkyo (Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social), Jorge Yamashita e do presidente do Kenren (Federação das Associações de Províncias do Japão no Brasil), Mikihisa Motohashi, além de ex-moradores ilustres como Reimei Yoshioka (ex-presidente da Assistência Social Dom José Gaspar Ikoi-No-Sono) e Kihatiro Kita (ex-presidente do Bunkyo) e uma comitiva de 50 moradores das Três Alianças, entre eles, o presidente da Zen Aliança, Isao Sato; o presidente da Associação da 1ª Aliança, Yuzo Mochizuki; o presidente da Associação da 2ª Aliança, Teruno Yaoita, o presidente da Associação da 3ª Aliança, Kiyoshi Shimazaki e o vereador de Mirandópolis, Roberto Kazushi Sekiya (Solidariedade).

 

Ushitaro Kamia, Walter Ihoshi, Toshio Ichikawa e o cônsul geral do Japão, Takahiro Nakamae (Foto: Aldo Shiguti)

Ushitaro Kamia, Walter Ihoshi, Toshio Ichikawa e o cônsul geral do Japão, Takahiro Nakamae (Foto: Aldo Shiguti)

 

Antes do início dos discursos, foi feito um minuto de silêncio em homenagem aos antepassados. Em suas falas, as autoridades destacaram o espírito de união como uma das características marcantes dos nascidos ou de quem mora nas Três Alianças, e a longevidade do encontro. Em seu discurso, o presidente da Aliança Kyouyuukai, Toshio Ichikawa, destacou que “somos a única comunidade no Brasil que mantém um encontro de confraternização com essa longevidade”. “O primeiro foi realizado em 1965 e desde então renovamos nossos laços de amizade anualmente”, disse Ichikawa, que aproveitou para convidar o cônsul para fazer uma visita às Três Alianças, localizadas no município de Mirandópolis (SP).

 

ança Kyoyuukai homenageou seus pioneiros (Foto: Aldo Shiguti)

Aliança Kyoyuukai homenageou seus pioneiros (Foto: Aldo Shiguti)

 

Expressando respeito aos antecessores das Alianças, Takahiro Nakamae lembrou os esforços dos pioneiros, como Shigeshi Nagata, “entre outros que contribuíram enormemente para a construção das Alianças”. “Posso imaginar as dificuldades e os desafios que estes imigrantes encontraram durante os primeiros anos da criação das Alianças. Soube, também, que os 90 anos que se seguiram também não foram fáceis e foram superados com muita determinação”, explicou o cônsul, acrescentando ter sido informado também sobre as atividades mantidas no local, incluindo a divulgação da língua japonesa.

 

Idosos com 88 anos ou mais também foram homenageados (Foto: Aldo Shiguti)

Idosos com 88 anos ou mais também foram homenageados (Foto: Aldo Shiguti)

 

Trabalho, aliás, que vem sendo feito atualmente com a ajuda dos professores japoneses Fumihiko Kimura, Eiji Tani e Yoko Wakabayashi, que estavam presentes no auditório.

 

Organizadores, convidados e autoridades durante cerimônia (Foto: Aldo Shiguti)

Organizadores, convidados e autoridades durante cerimônia (Foto: Aldo Shiguti)

 

Passado e presente – Natural de Pereira Barreto e há 15 anos radicado na 1ª Aliança, o vereador Roberto Kazushi Sekiya fez questão de participar do evento pela primeira vez “pela importância do momento”. “Vim para reforçar meu apoio a esta tradição tão bonita e que precisa ser preservada e, ao mesmo tempo, renovar os laços de amizade pois este encontro não pode acabar”, disse ele ao Jornal Nippak. “Nunca vi uma comunidade com tantas histórias publicadas”, contou o verador. Uma destas histórias está registrada no livro “Aliança – A Terra da Cooperação”, publicado originalmente em japonês por Kai Kimura . Traduduzido para o português por Arnaldo Massato Oka, a obra estava sendo vendida no dia a um preço promocional. O livro, que revela os bastidores da construção das Alianças e é um documento histórico para as novas gerações, está à venda no Nikkey Shimbu pelo telefone: 11/3340-6060.

 

 

Evento recebeu público estimado em cerca de 450 pessoas (Foto: Aldo Shiguti)

Evento recebeu público estimado em cerca de 450 pessoas (Foto: Aldo Shiguti)

 

E para quem quer saber como estão os bairros hoje, Kazushi convidou os presentes para fazer uma visita ao Bosque Chikazu Kitahara, que depois de remodelado ficou “um dos mais bonitos de Mirandópolis”. Localizado na 1ª Aliança, as melhorias no bosque foram feitas através da parceria com o Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo (FUSSESP) com a Prefeitura de Mirandópolis, que adquiriu aparelhos e instalou um playground. O local, mantido com a ajuda da Associação das Alianças, conta ainda com uma pista de caminhada e 11 monumentos em homenagem aos fundadores.

 

 

Os professores Fumihiko Kimura, Eiji Tani e Yoko Wakabayashi (Foto: Aldo Shiguti)

Os professores Fumihiko Kimura, Eiji Tani e Yoko Wakabayashi (Foto: Aldo Shiguti)

 

Acerola – Segundo Kazushi, os filhos dos fundadores também estão ajudando a escrever um novo capítulo desta história. “Em 2010 reativamos a Cooperativa Agrícola da Fazenda Aliança, fundada na década de 30. Estamos com um barracão novo para fazermos embalagens e armazenamento de produtos”, conta o vereador, acrescentando que as Alianças colhem hoje cerca de 300 toneladas de acerola por ano. “Somos o segundo maior produtor do Estado de São Paulo, atraás apenas de Junqueirópolis”, comemora Kazushi, lembrando que cem por cento da produção vai para uma indústria de polpa de Guaraçaí. “Além de acerola, produzimos também morango, limão, carambola e goiaba”, conta o vereador, que foi um dos precursores da feira livre, que acontece todas as sexta-feiras.

 

Ushitaro Kamia: “Me sinto como se fizesse parte da família” (Foto: Aldo Shiguti)

Ushitaro Kamia: “Me sinto como se fizesse parte da família” (Foto: Aldo Shiguti)

 

Já Ushitaro Kamia, vereador de São Paulo, explicou que também se considera parte da família aliancense pois sua esposa, Laura, nasceu no bairro de Formosa (ex-Mirandópolis, hoje Guaiçara). “Procuro me integrar com o que acontece na região, principalmente nas áreas econômica e da saúde”, afirmou Kamia, que saudou os professores Fumihiko, Eiji e Yoko “que ajudam a preservar e transmitir para as novas gerações o legado deixado por nossos antepassados”.

 

 

120 Anos – Último a discursar, o deputado federal Walter Ihoshi lembrou que no dia anterior esteve em Araçatuba, onde prestigiou a festa do Bon Odori. O parlamentar destacou que sempre participa das atividades culturais da região Noroeste e fez uma menção especial às Alianças, “que mantém nossas tradições através da cultura e trabalha com afinco para que essa cultura seja levada para as novas gerações”.

 

Walter Ihoshi: “As Alianças mantêm vivas as nossas tradições” (Foto: Aldo Shiguti)

Walter Ihoshi: “As Alianças mantêm vivas as nossas tradições” (Foto: Aldo Shiguti)

 

“Muitos aliancenses deixaram sua terra natal com o intuito de estudarem e se tornarem pessoas importantes dentro da comunidade, como Kihatiro Kita, que presidiu o Bunkyo, e tantas outras lideranças que batalharam e nunca esqueceram suas raízes. Todos fazem questão de manter vivas nossas tradições , em especial neste ano, que celebramos os 120 Anos do Tratado de Amizade, Comércio e Navegação Brasil-Japão, com o olhar no futuro e levando adiante nossa cultura”, finalizou Ihoshi.

Depois dos discursos, os presentes participarm de uma almoço no sistema motyori com cerca de 150 quilos de carne oferecido pelas Três Alianças e, é claro, um bolo com direito a parabéns pra você puxado pela apresentadora Lucia Ikawa.

(Aldo Shiguti)

 

 

ALDO SHIGUTI

ALDO SHIGUTI

Redator-chefe
ashiguti@uol.com.br
ALDO SHIGUTI

Últimos posts por ALDO SHIGUTI (exibir todos)

     

     

    Related Post

    TÊNIS DE MESA/64º INTERCOLONIAL: Eric Jouti e Izum...   Eric Jouti e Izumi Nishida são os grandes campeões individuais do 64º campeonato Brasileiro Intercolonial de Tênis de Mesa, realizado de24 a...
    SILVIA IN TOKYO: CANTORA QUE LEVOU FACADAS SAI DO ...   CANTORA RECUPEROU A CONSCIÊNCIA CERCA DE DUAS SEMANAS APÓS O ATAQUE   Foto: www.asianjunkie.com A cantora pop Mayu Tomita, 20, que ...
    COMUNIDADE: 32º Akimatsuri prossegue neste fim de ... Principal evento da comunidade nipo-brasileira do Alto Tietê e região, o Akimatsuri – Festival de Outono – atraiu cerca de  30 mil pessoas no primeiro...
    AKIMATSURI: Jovem de Poá é eleita a ‘Miss Akimatsu... A jovem estudante Carolina Rodrigues Mutou, de 16 anos, moradora de Poá, no Alto Tietê, é a “Miss Akimatsuri 2016”. O título foi concedido na noite do...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *