COMUNIDADE: Em seu segundo mandato, Bruno Omori comemora conquistas nos 65 anos da ABIH-SP e mira futuro

O presidente da ABIH-SP – Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Estado de São Paulo –, Bruno Omori, não tem o que reclamar de 2014. O ano, para ele, foi bastante movimentado. Em parte, por causa da realização da Copa do Mundo.

 

Há dois mandatos como presidente da ABIH_SP, Bruno Omori conquistou avanços para o setor (foto: Aldo Shiguti)

Há dois mandatos como presidente da ABIH_SP, Bruno Omori conquistou avanços para o setor (foto: Aldo Shiguti)

 

Em sua segunda gestão frente à ABIH-SP, o mais jovem – assumiu em 2010 então com 32 anos – e também o primeiro nikkei a ocupar a presidência da entidade, Bruno disse que a segunda maior competição esportiva do planeta foi importante para o setor de hotéis e turismo não só do Estado de São Paulo como também do Brasil porque “agregou um mercado que não viria e trouxe junto uma demanda nova”.

Coordenador da Câmara Temática da Copa 2014 do Conselho Estadual de Turismo do Estado de São Paulo – do qual é conselheiro – o jovem explica que o Mundial representou uma entrada de fluxo 4% a mais no geral para o setor. “Vamos fechar 2014 com 7,4 bilhões de reais em diárias de hotéis e 1,5 bilhões de reais em venda de alimentos e bebidas somente dentro de hotéis”, comemora Bruno, acrescentando que a ABIH-SP conta com cerca de 2.500 estabelecimentos entre hotéis, flats, resorts e pousadas, totalizando 180.000 apartamentos e 100 mil colaboradores no Estado.

Não à toa, São Paulo terminou como o principal destaque entre os estados que sediaram a competição, sendo que 15 das 32 seleções que participaram da Copa se alojaram no Estado de SP. Segundo Bruno, uma das ações que contribuiu para esse reconhecimento foi a parceria  entre a ABIH-SP, a Aprecesp (Associação das Cidades Estâncias Turísticas do Estado de São Paulo), a FBHA (Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação) e a Uvesp (União dos Vereadores do Estado de São Paulo), que resultou na criação do “Turismo como Fator de Desenvolvimento Econômico”.

“O objetivo foi criamos uma sinergia capaz de transformar o turismo do Estado de São Paulo como importante ferramenta de geração de empregos e de divisas”, observa Bruno, que por conta do Mundial participou de vários fóruns e congressos, no Brasil e também no exterior. Entre eles, destaque para o Congresso Mundial de Hotéis da International Hotel e Restaurante Association (IHRA) realizando em março, em Itelaken, na Suíça.

“Fiz uma série de palestras sobre o mercado hoteleiro, oportunidades de turismo no Brasil e o impacto da realização da Copa do Mundo e dos Jogos Olímpicos na economia brasileira”, disse o nikkei, que representou a ABIH nacional e palestrou para representantes de associações de hotéis de mais de 60 países presentes nos cinco continentes.

 

Bruno Omori (C) com o irmão, Leonardo e o pai Carlos (foto: divulgação)

Bruno Omori (C) com o irmão, Leonardo e o pai Carlos (foto: divulgação)

 

Conquistas – “Na ocasião, participei  de um debate mundial representando os hotéis da América do Sul e tive reuniões com representantes da Fifa”, diz Bruno, que aponta ainda como importantes conquistas nestas duas gestões a criação do Selo de Acessibilidade e Inclusão Social. Lançado em parceria com a Secretaria da Pessoa com Deficiência do Estado de SP e com a ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas – o programa tem como objetivo oferecer ao mercado hoteleiro e de turismo um amplo programa de informação e orientação visando à eliminação de barreiras arquitetônicas e de comunicação nas edificações destinadas a hospedagem.

Outro importante avanço da ABIH-SP, que este ano comemora 65 anos de existência, foi a criação, pelo governador de SP, do Conselho de Artesanato Paulista, e que resultou na parceria entre a ABIH-SP e a Sutaco – Superintendência do Trabalho Artesanal nas Comunidades com o objetivo de divulgar e vender o artesanato paulista dentro dos hotéis no Estado de São Paulo.

Na ABIH-SP desde 2007, Bruno Omori também destaca como conquistas o trabalho de fortalecimento das regionais, que trouxe para a entidade associações do Vale do Ribeira, Araraquara, Extremo Oeste Paulista e Região Bragantina, a exemplo do que já havia feito com Atibaia e região, Socorro e a Serra da Mantiqueira; a criação dos Comitês Temáticos e um canal de comunicação direto com hoteleiros, fornecedores e colaboradores.

 

Prêmios – Em função de toda essa atuação, Bruno teve seu trabalho reconhecido. Eleito uma das 21 Personalidades do Ano pelo júri do Prêmio Caio, a mais importante premiação do mercado de eventos e turismo brasileiro, o nikkei também foi o vencedor do Grand Prix na categoria Institucional. A cerimônia de outorga aconteceu no dia 9 de dezembro, no Expo Center Norte. Para ser eleito Grand Prix, Bruno Omori passou antes por três etapas de votação: foi indicado pelos jurados do Prêmio Caio, foi aprovado pelo Conselho Diretor da premiação e foi submetido à votação popular. Recentemente, Bruno recebeu também o Prêmio Magnífico no segmento Turismo.

Formado em Administração de Empresas pelo Mackenzie com MBA pela FGV, Bruno Omori que, agora, alçar novos voos. Paulistano e filho de Carlos Omori, um dos mais respeitados empresários do ramo de hotelaria de São Paulo, Bruno já se prepara para mais um ano de muito trabalho.

 

Bruno Omori ao lado do pai, Carlos Omori (foto: divulgação)

Bruno Omori ao lado do pai, Carlos Omori (foto: divulgação)

 

120 Anos – Em 2015, a ABIH-SP deve participar das comemorações e das atividades dos 120 Anos do Tratado de Amizade, Comércio e Navegação Brasil-Japão a pedido do Consulado Geral do Japão em São Paulo. Para ele, que chegou a jogar beisebol nos tempos de faculdade – foi um dos diretores da Fupe (Federação Universitária Paulista de Esportes) – será mais um desafio em sua carreira, que inclui também a presidência do IDT-Cema (Instituto de Desenvolvimento, Turismo, Cultura, Esporte e Meio Ambiente) e a vice-presidência da Confederação Brasileira de Mixed Martial Arts (CBMMA). “Japão e Brasil podem desenvolver muitos projetos em conjunto”, diz ele, que também administra a Omori Corporate ao lado do pai e do irmão mais novo, Leonardo.

Para 2015, Bruno Omori também elegeu como meta conquistar a presidência ABIH nacional, da qual é o atual diretor. Se conseguir, será o primeiro presidente nikkei em toda história da entidade, assim como aconteceu frente à ABIH-SP.

(Aldo Shiguti)

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

COMUNIDADE/POLÍTICA: Participantes do 3º Encontro ... O público que compareceu no último dia 20 ao Pequeno Auditório do Bunkyo (Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social) para prest...
KARAOKÊ / 27º BRASILEIRÃO: Renato Chibana é bicamp...   O seu nome já está lá, registrado na galeria dos campeões.  O cantor e professor Renato Chibana venceu o Grand Prix da maior festa do Karaok...
CULTURA: 8º Festival da Cultura Japonesa agita Uba... Organizado pela Associação Nipo-Brasileira de Ubatuba (Anibra), com apoio da Prefeitura de Ubatuba e patrocínio da Associação Comercial de Ubatuba e S...
EXPOSIÇÃO: Bunkyo recebe a exposição de Shunji Nis...   Quadro Shunji Nishimura (foto: divulgação) O Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil, na Sociedade Brasileira de Cultura Japones...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *