COMUNIDADE: JCI Brasil-Japão celebra sucesso do RevitaLiba

Mais de 300 pessoas compareceram ao RevitaLiba, projeto idealizado pelo Consulado Geral do Japão em São Paulo e organizado pela JCI Brasil-Japão no último dia 28, com apoio do poder público, da comunidade local e de empresários, além de entidades e associações do terceiro setor com o objetivo de deixar um legado para a comunidade de descendentes de japoneses e para as pessoas que moram, frequentam ou visitam o bairro. A ação começou bem cedo, por volta das 7 horas, e consistiu em um mutirão de limpeza, ações de conscientização com lojistas e workshop com a cantora Haikaa Yamamoto. O trabalho foi encerrado por volta das 10h30.

 

RevitaLiba supera expectativas e mostra ‘força dos jovens’. Foto: Aldo Shiguti

 

Estiveram presentes o cônsul geral do Japão em São Paulo, Yasushi Noguchi, o deputado federal Walter Ihoshi (PSD-SP), o prefeito regional da Sé, Eduardo Odloak e empresários como Chieko Aoki e Hirofumi Ikesaki, que também preside a Acal (Associação Cultural e Assistencial da Liberdade), entre outros.

Foi a segunda faxina no bairro em pouco mais de dois meses. No dia 5 de agosto, foi a vez do programa “Faça seu Bairro Lindo”, uma iniciativa da Prefeitura e que contou com apoio do vereador Aurélio Nomura (PSDB).

 

Diretoria e Seinen do Bunkyo marcaram presença. Foto: Aldo Shiguti

 

Desta vez, a JCI Brasil-Japão foi a entidade escolhida pelo então cônsul Takahiro Nakamae para liderar o programa – com o apoio de mais duas entidades jovens, o Interkaikans e a Comissão de Jovens do Bunkyo. A adesão, porém, superou as expectativas dos organizadores. “Foi bastante positivo, conseguimos alcançar e até superar o número de voluntários que estávamos prevendo inicialmente. Recebemos apoio de empresas, entidades e do poder público, que contribuíram demais para o sucesso do evento”, disse o coordenador Vitor Cesar Nakamura.

“Quando a causa é nobre todos ajudam. Esperávamos mobilizar algumas lideranças, e no entanto, tivemos o apoio de várias entidades, empresas privadas e do governo japonês. Para nós foi muito gratificante sentir essa confiança nos jovens nikkeis. Com certeza a gente vê esse projeto como futuro carro-chefe da JCI Brasil-Japão junto à comunidade”, revelou  a presidente da JCI Brasil-Japão, Marcia Mariko Nakano, revelando que  a previsão de chuva chegou a colocar em risco o projeto.

 

Um dos grupos de voluntários prontos para iniciar o trabalho de limpeza no bairro da Liberdade. Foto: Aldo Shiguti

 

Quase cancelado – “Estávamos com muito receio e quase cancelamos o evento duas semanas antes por causa da previsão de chuva, mas todos, incluindo o Consulado, decidiram manter a data. Acredito que esse espírito de comprometimento que sentimos, não só do Consulado como também das empresas privadas e da própria equipe, foi muito importante para o sucesso deste evento”, comemorou Márcia, que destacou também a importância do trabalho de conscientização feito pelos voluntários.

 

Diogo, Ikesaki, cônsul, Marcia, Ihoshi e Odloak. Foto: Aldo Shiguti

 

Para Odloak, o problema de lixo na região da Liberdade está “justamente no comércio, que muitas vezes é o gerador de lixo”. “Muitas vezes precisaria ser contratado um serviço de coleta e o comerciante não o faz e acaba descartando o lixo na primeira esquina ou entrega para um carroceiro  jogar na outra esquina. E aí  você tem esse impacto que a gente vê em toda a cidade. Esse é um primeiro passo, de conscientizar as pessoas da importância da limpeza e também os comerciantes – bares, restaurantes, barracas, etc – a descartar o lixo de forma correta”, disse Odloak ao Jornal Nippak, acrescentando que, “como foi dito aqui, quem limpa não suja”.

 

Foto: Aldo Shiguti

 

Cidadania – Para ele, “quando você se conscientiza que a rua é um espaço seu e, portanto, você tem que mantê-la limpa, sem dúvida começa uma nova etapa na cidade, de organização, de cidadania, de melhoria como um todo”. Para Odloak, só o poder público atuando é insuficiente.  “O trabalho é incansável porque você nem termina o trabalho e o pessoal já está jogando papel na rua de novo”, conta, explicando que a Liberdade “tem um diferencial porque a população já esta predisposta a ajudar”. “Ela entende que também tem obrigação como cidadão de manter esses espaços limpos. É um exemplo para toda a cidade”, destacou, acrescentando que a Prefeitura Regional da Sé cedeu “boa parte do material de limpeza” e trambém contribuiu para a divulgação do evento. “Trata-se de uma importante iniciativa da comunidade e que o poder público, sempre que puder, tem que ajudar”, afirmou.

 

Foto: Aldo Shiguti

 

Força dos jovens – Para a presidente da JCI Brasil-Japão, o RevitaLiba foi importante para mostrar para a sociedade “a força dos jovens” e que “os jovens precisam ser cidadãos ativos”.  “Esta é a missão da JCI Brasil-Japão, ou seja, fazer que os membros sejam mais cidadãos ativos, criando projetos que causem impacto para a comunidade, projetos que vão de encontro com a comunidade e que solucionem problemas”, afirmou Márcia.

Para o deputado federal Walter Ihoshi, que ajudou a limpar trecho da Rua Galvão Bueno ao lado do cônsul, “essa nossa juventude tem ideais e esses ideais estão se transformando em ações concretas”. “E o projeto RevitaLiba visa justamente fazer esse mutirão de limpeza, que faz parte da tradição japonesa. Desde pequenas, as crianças japonesas aprendem limpar sua escola e seus espaços. Trazer esse conceito para o Brasil, sobretudo para o bairro da Liberdade, é emblemático, por que nós estamos no bairro mais japonês fora do Japão fazendo essa ação envolvendo toda a comunidade nipo-brasileira mas agregando também a sociedade brasileira”, destacou Ihoshi.

 

A empresária Chieko Aoki estava animada. Foto: Aldo Shiguti

 

A empresária Chieko Aoki também não hesitou em apoiar o projeto. “Fiquei encantada com o projeto da JCI Brasil-Japão de fazer um trabalho de cidadania. Eles tem uma energia tão boa que não tinha como não participar. Iniciativas como essa, onde os jovens pensam na coletividade, de cuidar de todos, é um exemplo para as crianças, para os idosos e para todos os cidadãos. Acho que essa semente deve se espalhar e eu quero ajudar mesmo”, disse Chieko.

 

Vitor Nakamura, cônsul Noguchi e Marcia Nakano. Foto: Aldo Shiguti

 

Cônsul – Para o cônsul Yasushi Noguchi, que mal chegou em São Paulo e já ajudou a limpar as ruas da maior cidade da América do Sul, a ação foi importante para que mais brasileiros possam conhecer o espírito japonês. “Estou muito satisfeito limpando a Liberdade, esse bairro tão tradicional para os japoneses e também mostrando esse espírito de limpeza, que é muito importante para os japoneses.

Espero que os brasileiros conheçam um pouco mais deste espírito japonês”, disse Noguchi, explicando ao Jornal Nippak que só havia participado de uma ação semelhante quando criança. “Mas estou muito feliz”, assegurou ele, que teve o aval do “profisisonal”, Arnaldo, gari há mais de 20 anos.

 

A cantora Haikaa Yamamoto também participou da ação. Foto: Aldo Shiguti

 

Para Márcia Nakano, o RevitaLiba não termina nesta ação. “Hoje foi só um pontapé inicial para mostrar o quem por aí. Podem aguardar novidades. Estamos muito felizes com tudo que aconteceu, com todo esse apoio e adesão”, comemorou.

 

ALDO SHIGUTI

ALDO SHIGUTI

Redator-chefe
ashiguti@uol.com.br
ALDO SHIGUTI

Últimos posts por ALDO SHIGUTI (exibir todos)

     

    Related Post

    ENTREVISTA: HARUMI GOYA: ‘O horizonte para este an... Pouco mais de um ano e meio após entrar para a história do Bunkyo (Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social) como a primeira m...
    LITERATURA: Fujyama lança livro de poemas nesta te... Acontece nesta terça-feira (6), a partir das 19 horas, na Casa das Rosas (Av. Paulista, 37), no bairro do Paraíso, em São Paulo, o lançamento do livro...
    ESPECIAL/18º FESTIVAL DO JAPÃO: 18º Festival do Ja... Realizado pelo Kenren (Federação das Associações de Províncias do Japão no Brasil), o tradicional Festival do Japão, que já faz parte do Calendário Tu...
    RIO DE JANEIRO: Multidão prestigia a ‘Noite do Jap... Excelente. Esse foi o resultado da pesquisa de opiniões para a “Noite do Japão” realizada no último dia 11, na sede da Associação Nikkei do Rio de Jan...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *