COMUNIDADE: Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil dá início às obras de acessibilidade

 

O Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil (MHIJB) deu início às obras do Projeto de Modernização e Acessibilidade. A primeira etapa, a construção de uma plataforma ligando o oitavo ao nono andar, deve ser concluídaem março. Asegunda fase prevê a implantação de audioguias que ficarão disponíveis para atender os visitantes do museu. A terceira e última será a publicação de um catálogo. Existe ainda a possibilidade de o oitavo andar ter seu espaço para exposição ampliado.

 

Nas férias, museu recebe em média cerca de 2 mil visitantes (foto: divulgação)

 

As informações foram dadas pelo presidente do MHIJB, Inácio Moriguchi, que atendeu a reportagem do Jornal Nippak na semana passada ao lado da vice-presidente, Lídia Yamashita.

De acordo com Moriguchi, a execução das obras de acessibilidade e modernização do museu só estão sendo possíveis graças à Lei de Incentivo à Cultura, popularmente conhecida como Lei Rouanet,que permite que cidadãos (pessoa física) e empresas (pessoa jurídica) apliquem parte do Imposto de Renda devido em ações culturais. Para o projeto, o museu conseguiu captar R$ 400 mil, sendo R$ 240 mil do Banco Sumitomo-Mitsui; R$ 100 mil da Yakult e R$ 60 mil da Sakura. Faltam, ainda, cerca de R$ 4 mil.

 

Lidia Yamashita e Inácio Moriguchi (foto: Aldo Shiguti)

 

Moriguchi antecipou que a direção do museu pretende fazer um “teste” para tentar levantar o restante. Como se trata de um valor não muito alto, a ideia é convocar pessoas físicas para participar da campanha. A convocação deve ser feita através de carta até o final deste ano.

Moriguchi explicou que, paralelamente, o museu está tocando outros projetos. Um deles refere-se às melhorias na reserva técnica e no setor administrativo do MHIJB. Na verdade, trata-se de uma readequação de espaços do terceiro andar do edifício do Bunkyo (Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social). O projeto, elaborado pela Echo’s Arquitetura Associados, encontra-se em fase de licitação. Para as obras, serão usados parte dos recursos doados pelo empresário japonês Minoru Otsuka ao Bunkyo no ano passado e que, além de obras no museu, contemplava melhorias no Grande Auditório; transformar o Ginásio de Esportesem Espaço Multiuso; e obras de restauro do Pavilhão Japonês.

Do total dos 100 milhões de ienes (cerca de R$ 2 milhões), coube ao museu a quantia de R$ 478 mil. As reformas no Grande Auditório e no Pavilhão Japonês ficaram com a maior fatia.

Além deste projeto, Lidia Yamashita lembra que, no ano passado, por ocasião da exposição “A Arte dos Quimonos e as Gravuras Japonesas do Acervo Artístico do Palácio”, realizado em maio no Palácio dos Bandeirantes como parte das comemorações dos 105 anos da imigração japonesa no Brasil, foi lançada a campanha de arrecadação para a construção de uma reserva técnica. Trata-se de um espaço adequado para armazenar os quimonos, que atualmente encontram-se “empilhados”, o que pode comprometer as peças. “O ideial é armazená-los em armários metálicos deslizantes”, conta Lidia, explicando que, dos R$ 600 mil exigidos, foram captados R$ 200 mil através de patrocínios da Fast Shop e do Banco de Tokyo-Mitsubishi, sendo que uma parte foi destinada para a própria exposição.

 

O piloto Takuma Sato visitou o museu no ano passado (foto: Jiro Mochizuki)

 

Associação Amigos do Museu – Segundo Moriguchi, outros dois projetos que também estão merecendo atenção especial da direção referem-se à ampliação do quadro de colaboradores da Associação Amigos do Museu, que atualmente conta com cerca de 30, e obras de identificação no Espaço Cultural Bunkyo, no antigo ambulatório do Enkyo.

No caso da Associação Amigos do Museu, existe ainda uma proposta de constituí-la legalmente, o que ainda não é o caso, para que, uma vez oficializada, a entidade possa captar recursos diretamente para o museu, o que atualmente está sendo feito através do Instituto Brasil-Japão de Integração Cultural e Social.

(Aldo Shiguti)

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

VINHEDO: 8ª EDIÇÃO DO FESTIVAL DO JAPÃO ACONTECE N... A Associação Cultural e Esportiva Nikkey de Vinhedo (Acenvi) realiza neste fim de semana (20 e 21), no Parque Municipal Jayme Ferragut, a oitava ediçã...
LITERATURA: Alexandre Kishimoto faz pré-lançamento...   Cinema Japonês: Ambulantes de Bastos (foto: divulgação)   No dia 13 de março, às 19h no Auditório do Centro Cultural de Hiroshim...
XADREZ: Alunos da rede municipal participam dos Jo... Começou nesta terça-feira (21) um dos maiores campeonatos de Xadrez Escolar do país. São os Jogos Estudantis de Xadrez por Equipe 2013. Mais de 6,...
SOCIAL: 15º Concurso de Karaokê – Kayosai &#...   Karaokê – A Assistência Social Dom Gaspar – Ikoi-no-sono realizou em 21 de abril, o 15º Concurso Karaokê – Kayosai na sede da entidade em Gu...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *