COMUNIDADE: Nissei, Cláudia Nakazato, de Casa Verde, é eleita Miss Ryuso

Representante da Associação Okinawa de Casa Verde, Cláudia Ery Nakazato, de 32 anos, não conteve as lágrimas tão logo foi anunciada a vencedora do concurso Miss Ryuso 2016. “Não estou acreditando”, “surreal” e “ainda não caiu a ficha” foram algumas das expressões usadas pela jornalista após receber a coroa e a faixa da Miss Ryuso 2015, Yara Rie Hatano Kanashiro. Pudera, foi a primeira vez que participou de um concurso. “Imaginava uma coisa completamente diferente”, admitiu Cláudia, única nissei entre as 16 concorrentes – a candidata Thaisa Iha Leite, representante da Associação Okinawa de Miracatu, não participou por motivo de saúde.

 

Representante da Associação Okinawa de Casa Verde, Cláudia Ery Nakazato, de 32 anos, não conteve as lágrimas tão logo foi anunciada a vencedora do concurso Miss Ryuso 2016. Foto: Aldo Shiguti

Representante da Associação Okinawa de Casa Verde, Cláudia Ery Nakazato, de 32 anos, não conteve as lágrimas tão logo foi anunciada a vencedora do concurso Miss Ryuso 2016. Foto: Aldo Shiguti

 

Beatriz (2ª Princesa), Claudia Nakazato (Miss Ryuso), Daniele (1ª Princesa) e Pietra (Miss Simpatia). Foto: Aldo Shiguti

Beatriz (2ª Princesa), Claudia Nakazato (Miss Ryuso), Daniele (1ª Princesa) e Pietra (Miss Simpatia). Foto: Aldo Shiguti

 

Para ela, o que a motivou enfrentar a passarela foi a possibilidade de conhecer um pouco mais a cultura de seus ancestrais. “Poder vestir o bingata [quimono tradicional de Okinawa] foi uma sensação inexplicável. Além disso, representar minha família foi motivo de orgulho para mim”, contou Claudia, que como prêmio ganhou uma passagem de ida e volta para Okinawa, com cinco dias de hospedagem e participação no tradicional festival Naha Matsuri de 2016.

 

Claudia ganhou passagem para o Japão dos patrocinadores. Foto: Aldo Shiguti

Claudia ganhou passagem para o Japão dos patrocinadores. Foto: Aldo Shiguti

 

Yara Rie, Miss de 2015, ao lado da Miss Ryuso 2016, Claudia. Foto: Aldo Shiguti

Yara Rie, Miss de 2015, ao lado da Miss Ryuso 2016, Claudia. Foto: Aldo Shiguti

 

Além de Claudia Nakazato, os jurados também elegeram Daniele Miho Takara, da Associação Okinawa da Vila Carrão, como 1ª Princesa; e Beatriz Akemi Yonamine, da  Associação Nanjo Shimin do Brasil, como 2ª Princesa, além de Pietra Saori Kimura Aoki, da Associação Okinawa do Jabaquara, como Miss Simpatia. O prêmio de Melhor Torcida foi para a Associação Okinawa do Ipiranga.

 

Joe Hirata e o vereador Ushitaro Kamia em meio às candidatas. Foto: Aldo Shiguti

Joe Hirata e o vereador Ushitaro Kamia em meio às candidatas. Foto: Aldo Shiguti

 

Eiki Shimabukuro discursa durante a cerimônia de abertura. Foto: Aldo Shiguti

Eiki Shimabukuro discursa durante a cerimônia de abertura. Foto: Aldo Shiguti

 

 

Experiência – O Miss Ryuso foi o ponto alto do 29º Kyodo Matsuri, realizado pela Associação Okinawa Kenjin do Brasil e Centro Cultural Okinawa do Brasil, nos dias 30 e 31 de julho, na sede do CCOB, em Diadema (Região do ABCD paulista), mas não foi a única atração. Pela primeira vez, o evento foi realizado também no sábado, graças ao apoio da Prefeitura Municipal de Diadema. O público do primeiro dia, no entanto, ficou aquém do esperado. Já no domingo o movimento correspondeu às expectivas dos organizadores.

 

José Kanashiro, Eiki e o secretário de Transportes de Diadema. Foto: Aldo Shiguti

José Kanashiro, Eiki e o secretário de Transportes de Diadema. Foto: Aldo Shiguti

 

Torcida lotou o salão do CCOB e agitou o concurso Foto: Aldo Shiguti

Torcida lotou o salão do CCOB e agitou o concurso Foto: Aldo Shiguti

 

Segundo o coordenador geral da festa, José Kanashiro, como primeira experiência “foi válida”. “Mas temos ajustes a fazer”, disse ele, acrescentando que montou uma estrutura para receber o mesmo público que costuma frequentar o evento no domingo também no sábado. Além das atrações tradicionais com foco na cultura okinawana, também se revezaram no palco do CCOB grupos e artistas locais representando diversos estilos, como forró, viola e capoeira. “Foi uma tentativa de integrar a comunidade okinawana com os moradores da região”, justificou Kanashiro, lembrando que a praça de alimentação também contou com novidades. Pratos da culinária okinawana como o Okinawa Sobá, Hijá nu Shiru (sopa de cabrito), Ashitebiti (joelho de porco) e o famoso Saatá Andagui (bolinho de chuva) dividiram espaço com o baião de dois, por exemplo.

 

O cantor Joe Hirata se apresentou pela 1ª no palco do evento. Foto: Aldo Shiguti

O cantor Joe Hirata se apresentou pela 1ª no palco do evento. Foto: Aldo Shiguti

 

Associação Minyo Hozonkai do Brasil. Foto: Aldo Shiguti

Associação Minyo Hozonkai do Brasil. Foto: Aldo Shiguti

 

O presidente da Associação Okinawa Kenjin do Brasil e Centro Cultural Okinawa do Brasil, Eiki Shimabukuro, também lembrou que foi a primeira vez que o evento foi realizado neste novo formato, com um dia a mais. “Mas o mais importante é que outras pessoas puderam conhecer um pouco mais sobre a cultura japonesa, em especial a okinawana”, destacou Shimabukuro, acrescentando que até o ano passado o festival era restrito aos uchinanchus.

 

Apresentação da Heróis Sanshin Band. Foto: Aldo Shiguti

Apresentação da Heróis Sanshin Band. Foto: Aldo Shiguti

 

Associação Cultural e Esportiva Okinawa de Santa Maria. Foto: Aldo Shiguti

Associação Cultural e Esportiva Okinawa de Santa Maria. Foto: Aldo Shiguti

 

Já o vereador Ushitaro Kamia lembrou que a comunidade nikkei e órgãos públicos são parceiros em muitos empreendimentos de sucesso. Segundo ele, graças ao trabalho e cooperação de todos foi possível chegar à 29ª edição do Kyodo Matsuri – Miss Ryuso, “um evento que serve para expressar toda nossa gratidão pela acolhida através de manifestações culturais e da culinária”. “Por isso é importante darmos continuidade a este trabalho, de preservar a cultura japonesa, pois certamente é um estímulo para as novas gerações”.

 

Foto: Aldo Shiguti

Foto: Aldo Shiguti

 

Foto: Aldo Shiguti

Foto: Aldo Shiguti

 

O deputado estadual Jooji Hato (PMDB) e o vereador George Hato (PMDB), além do secretário dos Transportes de Diadema, José Carlos Gonçalves, também prestigiaram o evento.

 

A professora Satie Akamine homenageou a integração cultural. Foto: Aldo Shiguti

A professora Satie Akamine homenageou a integração cultural. Foto: Aldo Shiguti

 

 

Pastelaria Castelo Azul participou do 29º Kyodo Matsuri. Foto: Aldo Shiguti

Pastelaria Castelo Azul participou do 29º Kyodo Matsuri. Foto: Aldo Shiguti

 

 

ALDO SHIGUTI

ALDO SHIGUTI

Redator-chefe
ashiguti@uol.com.br
ALDO SHIGUTI

Últimos posts por ALDO SHIGUTI (exibir todos)

     

    Related Post

    PARANÁ: Beto Richa assina acordo com Japão para at...   Com o objetivo de atrair novas empresas para o Estado, o Governo do Paraná, Beto Richa (PSDB), fez contato com mais de 300 indústrias japone...
    COMUNIDADE/POLÍTICA: Kamia convida Serra e Kassab ... Noite de terça-feira. Estavam todos lá, reunidos na casa do vereador Ushitaro Kamia (PSD), na zona norte de São Paulo. Aos poucos, o salão foi ficando...
    MINAS GERAIS: Morre idoso japonês que recebia a s... Sem família no Brasil, morreu no dia 22 de fevereiro, o agricultor aposentado, Shiguenobu Yahiro de 75 anos, que estava internado no Hospital São Luca...
    MÚSICA: Isadora Kataoka parte em ‘busca do sonho’.... Carinhosamente chamado como “show despedida de Isadora Kataoka”, o evento realizado no último dia 11, no Instituto Cultural Nipo-Brasileiro de Campina...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *