COMUNIDADE: Pavilhão Japonês ganha novos olhares com a concessão do Parque do Ibirapuera

Nesta quarta-feira, 7, o vereador Aurélio Nomura (PSDB) esteve com o secretário de Desestatização e Parceria da Prefeitura de São Paulo, Wilson Poit, com representantes do Bunkyo – Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social – Léo Ota e Eduardo Nakashima, além do arquiteto Eiji Hayakawa, para discutir os novos rumos e investimentos para o Pavilhão Japonês, no Parque do Ibirapuera.

 

Aurelio Nomura se reuniu com Leo Ota, o arquiteto Eiji Hayakawa e o secretário Wilson Poit. Foto: divulgação

 

Como parte do Programa de Desestatização anunciado pelo prefeito João Doria e aprovado pelos vereadores da Câmara Municipal de São Paulo, cuja articulação ficou por conta do líder do Governo, vereador Aurélio Nomura, o Parque do Ibirapuera passa por um processo de concessão à iniciativa privada, porém o Pavilhão Japonês está fora desta concessão e continuará sob a administração do Bunkyo.

Para o presidente da Comissão de Administração do Pavilhão Japonês, Léo Ota, este é um momento importante para rever a infraestrutura do espaço e adequá-lo para acolher esta população que passará a frequentar o parque. “É muito importante a revitalização do Pavilhão Japonês, sobretudo neste momento que celebramos os 110 anos da Imigração Japonesa no Brasil. Por isso estamos elaborando um projeto que visa criar um espaço multiuso e um restaurante japonês para atrair este público”.

 

Interessados – De acordo com o secretário de Desestatização, Wilson Poit, já existem investidores interessados no Pavilhão. “O Parque receberá investimentos importantes e se tornará um espaço onde as famílias vão querer passar o dia, por isso os investidores já estão enxergando o Pavilhão como um local muito apropriado para alocar um restaurante”, explicou.

Outro assunto tratado nesta reunião foi a integração do Pavilhão com o Monumento dos Imigrantes já aprovado pelo Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo (Conpresp) e pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico (Condephaat).

Related Post

SOCIAL: 108 ANOS DA IMIGRAÇÃO JAPONESA – Realizada... 108 ANOS DA IMIGRAÇÃO JAPONESA – Realizadas no dia 18 de junho, as cerimônias religiosas em memória dos imigrantes pioneiros são uma tradição importan...
REVI: Fórum Nacional reúne lideranças jovens de en... Com o tema “Qual o seu valor?”, o Fórum Nacional dos Jovens Líderes das Entidades, também conhecido como Revi, acontece nos próximos dias 18 e 19, no ...
Hospital Santa Cruz lança livro de 77 anos de hist...  Publicação aborda a trajetória da Instituição como um marco da imigração japonesa   O Hospital Santa Cruz (HSC) está completando 77 anos de ativi...
VISTO PARA YONSEI: Ihoshi espera conversar com Tar... Tema que tem despertado discussão e assunto frequente nas conversas do deputado federal Walter Ihoshi (PSD-SP) com autoridades governamentais tanto do...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *