COMUNIDADE: Pavilhão Japonês reabre ao público após obras de restauro

Depois de passar um período fechado para obras de restauração, o Pavilhão Japonês, localizado no Parque do Ibirapuera (zona Sul de São Paulo), reabriu suas portas ao público no último dia 6 (quarta-feira). Um dos raros pavilhões fora do Japão a manter suas características em perfeito estado de conservação, o Pavilhão Japonês foi um dos projetos oficiais das comemorações dos 120 Anos do Tratado de Amizade, Comércio e Navegação Brasil-Japão.

 

Pavilhão Japonês é um dos raros a manter suas características em perfeito estado (Foto: Aldo Shiguti)

Pavilhão Japonês é um dos raros a manter suas características em perfeito estado (Foto: Aldo Shiguti)

 

As intervenções ficaram a cargo, mais uma vez, da empresa japonesa Nakashima Komuten, comandada por Norio Nakashima, com longa tradição na construção e restauração de madeira (casas, pontes, palcos, templos, entre outros) – que doou a madeira e vem realizando as obras voluntariamente desde 1988.

As obras tiveram início no dia 24 de novembro e consumiram cerca de quatro semanas. Durante sse período, os seis especialistas “escolhidos a dedo” por Nakashima trocaram o alicerce e restauraram a cobertura e o forro. Para manter as características originais do Pavilhão, além de mão de obra especializada, foram utilizadas madeiras de duas espécies de ciprestes nativos do Japão: o sugi para a restauração do telhado afetado pela ação de cupins, e o hinoki nas estruturas das bases dos pilares que estão desgastadas pelo clima brasileiro e pelo tempo.

 

Presidente do Bunkyo com equipe comandada por Nakashima (C) (Foto: Aldo Shiguti)

Presidente do Bunkyo com equipe comandada por Nakashima (C) (Foto: Aldo Shiguti)

 

Chamado carinhosamente de “Guardião do Pavilhão Japonês”, Norio Nakashima disse à reportagem do Jornal Nippak não se tratar apenas de um trabalho estético, “mas uma intervenção necessária para que a construção dure mais 50 ou 100 anos”.

No mês de janeiro, para comemorar o aniversário de São Paulo, o Pavilhão Japonês ficará aberto também nos dias 21, 22 e 25 (quinta, sexta e segunda).

 

ALDO SHIGUTI

ALDO SHIGUTI

Redator-chefe
ashiguti@uol.com.br
ALDO SHIGUTI

Últimos posts por ALDO SHIGUTI (exibir todos)

     


     

     

    Confira a programação:

     

    Programação especial:


    O Olhar Japonês no Brasil

    De 21 de janeiro a 28 de fevereiro de 2016 (em comemoração ao aniversário de São Paulo, aberto também nos dias 21, 22 e 25; quinta, sexta e segunda-feira)

    Exposição de Arte Craft (cerâmica), curadoria de Kenjiro Ikoma, presidente da Comissão de Arte Craft do Bunkyo

    Exposição de Bonsai, curadoria de Márcio Augusto de Azevedo, fundador do Bonsai Kai

    Exposição de Ikebana, curadoria de Cristina Sagara, vice-presidente da Comissão de Administração do Pavilhão Japonês

    Concerto de Música Clássica Japonesa (aos finais de semana), curadoria de Shen Ribeiro, presidente da Associação Brasileira de Música Clássica Japonesa

     

    Visitação: quarta-feira, sábado, domingo e feriados

    Horário: das 10h às 12h e das 13h às 17h

    Contribuição adulto: R$ 10,00

     

     

     

    Related Post

    MÚSICA: ‘Desconhecida’, Maiko Kozakura conquista p... E o público cantou junto com Maiko Kozakura. Em sua primeira – e única – apresentação no país, a cantora criou uma empatia tão grande com o público br...
    SOCIAL: A Águia de Ouro leva centenas de nikkeis à... Uma das festas mais populares do Brasil, o carnaval traz centenas de foliões japoneses encantados, que não resistiram e vão cair na passarela do samba...
    ATLETISMO: São Judas Tadeu conquista o bicampeonat...   A ANMA – Associação Nikkei Mirim de Atletismo – realizou, dia 15 de setembro, sua 35ª competição. Fundada em 1996, a associação tem co...
    FALECIMENTO: Internautas lamentam morte de Içami T... O educador Içami Tiba (Foto: divulgação) O corpo do psiquiatra, educador e escritor Içami Tiba foi enterrado nesta segunda-feira (3), no Cemitério...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *