COMUNIDADE: Terceira Idade tem programação especial no Festival do Japão

Realizado pelo Kenren (Federação das Associações de Províncias do Japão no Brasil), o maior festival de cultura japonesa do mundo não é voltado apenas para o entretenimento. O Festival do Japão, que este ano chega a sua 18ª edição nos dias 24, 25 e 26 deste mês, no São Paulo Expo Exhibition & Convention Center (antigo Centro de Exposições Imigrantes), também oferece uma gama de orientações e serviços com foco na Melhor Idade. A programação é dirigida não só para os familiares como também para os profissionais da área.

 

Terceira Idade terá uma série de atividades no 18º Festival do Japão voltadas para o lazer e também... (Foto: Arquivo Aldo Shiguti)

Terceira Idade terá uma série de atividades no 18º Festival do Japão voltadas para o lazer e também… (Foto: Arquivo Aldo Shiguti)

 

Segundo o pastor William Maki Suzuki, que há nove anos coordena o Espaço da Terceira Idade do Festival do Japão, este ano não será diferente. “Uma das novidades será a presença do escritor Paulo Kaneko, autor do livro “No Caminho de Shikoku”, lançado em 2013 no Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil.

Para percorrer em 2008 o trajeto de 1200 quilômetros, o ex-funcionário do Banespa levou 54 dias. O percurso abrange quatro províncias japonesas – Ehime, Kagawa, Kochi e Tokushima – que compõem a ilha de Shikoku, a quarta maior do Japão.

Com ajuda de outros cerca de  15 peregrinos que percorreram outro caminho não menos famoso, o  de Santiago de Compostela – aliás, trajeto também feito pelo nikkei  – Paulo Kaneko percorrerá o Pavilhão para tirar fotos ao lado de visitantes e também será atração no estande, onde será montada uma exposição sobre o Caminho de Shikoku. Quem for não terá dificuldades em visualizar o grupo, que estará vestido “à caráter” – com trajes que lembram os monges. Ainda nesse tema, a peregrinação, o japonês Hirofumi Matsuoka ministrará palestras no auditório sobre “O Caminho de Shikoku”.

 

... para o bem estar e prevenção de acidentes (Foto: Arquivo Aldo Shiguti)

… para o bem estar e prevenção de acidentes (Foto: Arquivo Aldo Shiguti)

 

Palestras – Outro destaque no Espaço da Terceira Idade será a “redivulgação” do mangá “Banzai – A História da Imigração Japonesa em Manga”, lançado em comemoração ao Centenário da Imigração Japonesa no Brasil pela Associação Cultural e Esportiva Saúde. “Desta forma, nos inserimos ntambém nas comemorações dos 120 Anos do Tratado de Amizade, Comércio e Navegação Brasil-Japão”, explica Maki, acrescentando que o novo formato do Festival do Japão, que este ano acontecerá todo dentro do Pavilhão, não afetou o espaço reservado para a Terceira Idade, que será dividida em três áreas: o auditório, o campo de gatebol e os estandes de serviços, que terão parcerias com várias associações, entre elas as de Shogui e de Gô, que estarão presentes com jogos de tabuleiros.

Entre as palestras, Maki destaca a “Histórias e Sensações: a Audiodescrição e o Mundo da Imaginação”, com a especialista em Educação Inclusiva Cristina Kenne; “Queda em Idosos – Como Socorrer:”, com a coordenadora do Curso de Enfermagem e alunos da Faculdade Anhanguera; “Paciente com Parkinson é capaz de realizar duas tarefas ao mesmo tempo”, com a fisioterapeuta da Associação Brasil Parkinson (ABP), Erika Tardelli; e “Conhecendo a Assistência Social Dom José Gaspar – Ikoi-no-Sono”, com a coordenadora técnica e especialista em Geriatria e Gerontologia, Tatiane Nishimura; entre outras.

 

Cuidadores – “Diria qaue estamos na contramão do Festival do Japão, cujo principal objetivo é oferecer entretenimento. Nossa preocupação, além, é claro, de proporcionar lazer, é também informar os idosos e seus familiares”, explica Maki, lembrando que em 2014 entre 30 e 40 mil pessoas passaram pelo Espaço da Terceira Idade. “Desses, estimamos que cerca de 6 mil eram idosos”, observa Maki, que vê com bons olhos a profissionalização de um mercado que vem crescendo a cada ano: a figura do cuidador de idosos.

“A preocupação com os idosos sempre existiu na comunidade nipo-brasileira pois esse é um dos valores que herdamos da cultura japonesa. É preciso ver que a população de um modo geral está envelhecendo e as instituições estão cada vez mais cheias. Então, uma alternativa é tentar ajudar a preparar esses cuidadores, o que inclui também os familiares”, destaca Maki, acrescentando que “nossa intenção no Festival do Japão é apenas levantar a lebre”. “Para quem desejar se aprofundar em algum assunto indicamos a instiuição mais adequada que a pessoa deve procurar”, finaliza.

(Aldo Shiguti)

 


 

 

18º FESTIVAL DO JAPÃO

Quando: Dias 24, 25 e 26 de julho. Sexta, das 12 às 21 horas,. Sábado, das 10 às 21 horas. Domingo, das 10 às 18 horas

Onde: São Paulo Expo Exhibition & Convention Center (Rodovia dos Imigrantes, km 1,5, São Paulo)

Ingressos: R$15,00 (antecipado*) e R$18,00 (no dia)

*Ingressos antecipados pelo site e/ou Facebook (http://loja.likestore.com.br/festivaldojapao)

Informações pelos telefones:

11/3277-6108 / 3277-8569

 

 


 

 

 

ESPAÇO DA TERCEIRA IDADE (PALESTRAS)

 

SÁBADO E DOMINGO (*)

 

10 – 10H30: Sábado e domingo: Vídeos Institucionais (ABP, ABRAZ, Dança Senior)

10H30 – 11H: Sábado e domingo: “Quedas em idosos – Como Socorrer?” (Jussara Santos Lisboa – Coordenadora do curso de Enfermagem e alunos da Fac. Anhanguera)

11 – 11H30: Sábado e domingo: “Caminho de Shikoku” (Hirofumi Matsuoka – Arquiteto)

11H30 – 12H: Sábado e domingo: “Histórias e Sensações: a Audiodescrição e o Mundo da Imaginação” (Cristina Kenne, especialista em Educação Inclusiva)

12 – 12H30: Sábado: “O Parkinsoniano do Século XXI” (Clara Nakagawa   Psicóloga e gerontóloga); Domingo: “Massoterapia e Parkinson: Depoimentos” (Akira Kamatani)

12H30 – 13H: Sábado e domingo: “Cuidador/a e Idoso/a e as redes de informação” (Lídia Nadir George, presidente ACIRMESP)

13 – 13H30: Sábado: “A importância do vínculo no cuidado com a pessoa idosa”              (Maria Iannarelli – Assistente Social, Espec. na formação de cuidadores); Domingo: “Contribuições da Dança Sênior na Doença de Parkinson” (Clara Nakagawa – Psicóloga)

13H30 – 14H: Sábado e domingo: “Cuidador/a e Idoso/a e as redes de informação” (Lídia Nadir George, presidente ACIRMESP)

14 – 14H30: Sábado: “Depoimentos: cuidadora de Alzheimer e Parkinsoniano com implante de eletrodos” (Dinah Pereira e Alzy R. Coimbra); Domingo: “Lazer na velhice” (Rosa Sato Chubaci  Gerontóloga,  Professora da USP)

14H30 -15H: Sábado: “Rede Social da Pessoa Idosa” (Simone Garcia – Assist. Social espec. em Políticas Públicas e Direitos Humanos, Coord. USCS e SIGNUM); Domingo: “Caminho de Shikoku” (Hirofumi Matsuoka)

15 – 15H30: Sábado: “Reabilitação de Idosos através da Música” (Tamiles M. Miyamoto, Milena Y. Suzuki e Flávia Nishimoto – Gerontólogas, e bolsistas Jica); Domingo: Acupuntura Aplicada aos Idosos (Ma Li Chu – Acupunturista)

15H30 -16H: Sábado: “Amizade e Auto-conhecimento” (Katia Suzuki,  Formação em Capelania Hospitalar); Domingo: “Atitudes Positivas Para Um Envelhecimento Ativo” (Beth H.J. Hong – Médica)

16 – 16H30: Sábado: “Caminho de Shikoku” (Hirofumi Matsuoka); Domingo: “Amizade e Auto-conhecimento” (Katia Suzuki, Formação em Capelania Hospitalar)

16H30 – 17H: Sábado: “Atitudes Positivas para um Envelhecimento Bem Sucedido” (Beth H. J. Hong); Domingo: “Histórias e Sensações: a Audiodescrição e o Mundo da Imaginação” (Cristina Kenne, especialista em Educação Inclusiva)

17 – 17H30: Sábado: “Histórias e Sensações: a Audiodescrição e o Mundo da Imaginação” (Cristina Kenne); Domingo: “Quedas em idosos – Como Socorrer?” (Jussara Santos Lisboa – Coordenadora do curso de Enfermagem e alunos da Fac. Anhanguera)

17H30 – 18H: Sábado: “Quedas em idosos – Como Socorrer?” (Jussara Santos Lisboa – Coordenadora do curso de Enfermagem e alunos da Fac. Anhanguera); Domingo: Vídeos Institucionais

18 – 19H: Sábado: Vídeos Institucionais

 

(*) Programação sujeita a alteração sem aviso prévio

 

 

Related Post

TÊNIS DE MESA: Divisor de águas – Tóquio Nem sempre “treinar tênis de mesa na Ásia” é sinônimo de se tornar um atleta de alto rendimento ou de seleção brasileira, como foram vários mesa-tenis...
AGRICULTURA: 7º BUNKYO RURAL EM PILAR DO SUL TEM P... A Comissão Bunkyo Rural realizou nos dias 9 e 10 de setembro, em Pilar do Sul (SP), o 7º Encontro Bunkyo Rural, com o tema “Fruticultura, Desafios par...
SHOW: 7º Yutate Golden Show acontece neste domingo...   Mantendo a tradição o super produtor, Nobuo Matsuoka realiza no dia 25 de maio, em duas sessões uma às 10h e a outra às 15h, o 7º Yutate Gol...
COMUNIDADE: Wakayama vai celebrar 100 anos de imig... A Associação Wakayama Kenjinkai do Brasil realizará no dia 29 de outubro deste ano, na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, cerimônia alusiv...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *