CULTURA: Fundação Japão promove Teatro Kyogen em julho

A Fundação Japão em São Paulo realiza duas apresentações de teatro Kyogen, com atores japoneses integrantes da Companhia Shigeyama de Kyoto, no mês de julho, em São Paulo. Descrito como o protótipo do teatro moderno, o Kyogen é atuado unicamente por homens, com ênfase no diálogo e preenchido por gestos ampliados, que facilitam a compreensão, além de figurinos tradicionais e vistosos. Dança e canto também fazem parte da encenação, que se mostra dinâmica e divertida.

 

Peça kaminari (foto: divulgação)

 

Desde 2001, o Nogaku, que compreende o teatro Nô e Kyogen, entrou para a Lista do Patrimônio Cultural Imaterial como uma obra-prima do Patrimônio Oral e Imaterial da Humanidade instituído pela Unesco – Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e a Cultura.

A primeira apresentação acontece gratuitamente no dia 11 de julho de 2012 (quarta-feira), às 20h, no Teatro Gazeta. Os interessados devem retirar os ingressos a partir de 06 de julho de 2012 (sexta-feira), de terça a domingo, das 14h às 20h. A segunda ocorre no dia 15 de julho de 2012 (domingo), às 12h, no Palco Principal do 15º Festival do Japão.

Os artistas Hayao Tagaya e Hiromi Shimada (pai e filho, respectivamente) apresentam as peças “Kaminari” (Deus do Trovão) e “Neongyoku” (Cantando deitado) no Teatro Gazeta. No Festival do Japão, eles encenam o clássico “Kaminari” novamente. Atuações são em japonês, mas com explicação prévia em português e a recomendação etária é livre. Hayao Tagaya é membro do The Nohgaku Peformer’s Association, mestre de Kyogen no estilo Okura de teatro Nô e representante da Tagaya Kyogen Society. Hiromi Shimada estreou nos palcos em 1984, como shite – o ator principal, em Iroha (A-be-ce) e há dez anos, tornou-se discípulo do 13º Sengoro Shigeyama.

 

“O Kyogen é um teatro tradicional cômico do Japão que existe há mais de 650 anos. Com uma estrutura de palco muito simples, sem cenografia, as estórias tratam de temas atuais como a relação de patrão e empregado, ou então apresentam personagens inusitados como o Kaminari. Não há palavras que expressem as sensações que o Kyogen encenado ao vivo pode proporcionar, e convido o público para essa experiência única”, acentua Hiromi Shimada.

 

Primeira vez – Em fevereiro de 2011, pela primeira vez no país, quatro atores da Companhia Shigeyama de Teatro Kyogen, originária da cidade de Kyoto, fizeram uma turnê gratuita, passando pelas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba, além de ministrar um workshop direcionado aos atores na Escola de Comunicação e Artes (ECA) da Universidade de São Paulo (USP). Hiromi Shimada esteve presente nas apresentações da companhia em 2011. No Teatro Gazeta, na capital paulistana, o interesse do público gerou uma enorme fila na Avenida Paulista.

 

 A origem – O Kyogen (com origem no século XIV e manteve seu formato atual desde o século XVI) – conhecido como teatro tradicional e cômico, encenado entre as peças do lírico Nô. Devido a mudança dos costumes, recentemente programas exclusivos de Kyogen – fato inédito – já tem sido apresentados no Japão.

Kyogen é constituído de duas escolas: a Okura e a Izumi. A Família de Sengoro Shigeyama, da Companhia Shigeyama de Teatro Kyogen (Kyoto), pertence à Escola Okura. A denominação do líder da família, Sengoro Shigeyama, vem do Período Edo (1603-1868) e tem sido repassado de geração em geração, encontrando-se atualmente na décima terceira linhagem. É uma família reconhecida, prestigiada pelo Palácio Imperial de Kyoto e foi apreciada pelo lorde feudal de Hikone no passado.

 

OS ARTISTAS

 

Hayao Tagaya

 

Nasceu em 1946. Membro do The Nohgaku Peformer’s Association, mestre de Kyogen no estilo Okura de teatro Nô e representante da Tagaya Kyogen Society. Em 1980, Tagaya torna-se discípulo do 4º Sensaku Shigeyama e 13º Sengoro Shigeyama, estreando na peça Tamura de teatro Nô, participando em várias apresentações de teatro Nô e Kyogen a partir de 1990. Além de criar peças novas baseadas na sua terra natal Okayama, liderou apresentações de Kyogen, como em 1998 e 2002, na Irlanda e, em 2007, na Austrália e Espanha. Desde 2001, leciona como professor de Teatro no departamento de Literatura da Universidade de Okayama, no Japão.

 

 

Hiromi Shimada

 

Nasceu em 1976. Segundo filho do ator de Kyogen Hayao Tagaya. Estreou nos palcos em 1984, como shite – o ator principal, em Iroha (A-be-ce). Em 2002, tornou-se discípulo do 13º Sengoro Shigeyama e também ingressou na Escola de Formação em Teatro Nô de Kyoto. E no mesmo ano, apresentou-se com a Companhia Tagaya de Kyogen, na Irlanda. Formou-se na Escola de Formação em Teatro Nô de Kyoto em 2009, e ingressou na Associação de Nô de Kyoto, tornando-se independente.

 

 

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

HAICAI BRASILEIRO O Jornal Nippak publica aqui os haicais enviados pelos leitores. Haicai é um tipo de poema que se originou no Japão. Seu maior expoente é Matsuo Bashô...
POLÍTICA: Toshio Toyota afirma que levará dois ano...   Toshio Toyota prefeito eleito de Novo Horizonte (foto: divulgação) O prefeito do município de Novo Horizonte, Toshio Toyota, levará dois...
JAPÃO POR SILVIA KIKUCHI: Médico se desculpa por p... O caso do brasileiro que foi tratado com violência verbal em hospital de Iwata ganha repercussão na mídia local   “Kuso, shine” (merda, morra...
ARTES: Mostra ‘Turn’ fica aberta até o dia 7 no Pa... O Governo Metropolitano de Tóquio e Conselho de Arte de Tóquio realizou a mostra “Turn”, que teve abertura no dia 18 de agosto no Paço Imperial, no Ri...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *