DEBATE: Tema de documentário, ‘Yami no Ichinichi’ será discutido no Cedem/Unesp na próxima quinta-feira

O Cedem, Centro de Documentação e Memória da Unesp, promoverá no próximo dia 17 (quinta), às 18h30, o cinedebate: “Yami no Ichinichi – o crime que abalou a colônia japonesa no Brasil (2012), de Mario Jun Okuhara. O filme retrata as graves violações de direitos humanos perpetradas contra a população japonesa no Brasil, durante a ditadura de Getúlio Vargas (1937-1945) e o governo constitucional de Eurico Gaspar Dutra (1946 a 1951). As restrições impostas pelo Estado brasileiro impediram qualquer forma de comunicação em língua japonesa.

 

O diretor do documentário, Mario Jun Okuhara (Foto: divulgação)

O diretor do documentário, Mario Jun Okuhara (Foto: divulgação)

 

“Yami no Ichinichi” revelou casos de tortura e morte reconhecidos pela Comissão Estadual da Verdade “Rubens Paiva”, em seção realizada com o apoio da Comissão Nacional da Verdade, em 10 de outubro de 2013.

Evidenciou-se a perseguição de caráter político contra 172 imigrantes japoneses, detidos no Instituto Correcional da Ilha Anchieta (Ubatuba/SP), de 1946 a 1948. Foram imputadas, aos 172 indiciados, as acusações de crime contra a segurança nacional e de infração dos artigos do decreto-lei nº 383, de 1938.

A realização do documentário “Yami no Ichinichi” possibilitou o resgate desse período da História desconhecido por brasileiros e descendentes de japoneses, propiciando o pedido de retratação pública ao Estado (sem cunho pecuniário), como reconhecimento oficial dos valores intrínsecos de um povo e de sua contribuição para o processo histórico de formação da Nação brasileira.

Durante o evento será exibido o teaser do filme (aproximadamente 10 minutos)

Filme completo (90 minutos), acesse: http://youtu.be/QDf_egB3MG4

 

Expositor

Mario Jun Okuhara: idealizador do “Projeto Abrangências” sobre a história dos imigrantes japoneses no Brasil e sócio-diretor da IMJ Produções.

 

Debatedores

Masayuki Fukasawa: sociólogo, pesquisador e editor-chefe do jornal Nikkey Shimbun.

Ricardo Taira: autor do livro “Assinatura do Preso” e editor-chefe do Jornal da Cultura.

David Leal de Almeida: sociólogo, diretor do Instituto Cultural Brasil-Japão e diretor do documentário “Perigo Amarelo – o Lado B da história da imigração japonesa no Brasil”.

 

Mediação

Maria Leandra Bizello: graduação em História, Mestrado e Doutorado em Multimeios, todos pela UNICAMP. É Profa. Dra. do curso de Arquivologia e do Programa de PG em Ciência da Informação com ênfase em História e Cinema, na Unesp – campus de Marília.

 

Inscrições gratuitas – enviar nome completo, e-mail e instituição para:

Sandra Santos (organização e produção), e-mail: ssantos@cedem.unesp.br

Data e horário: 17 de setembro, quinta-feira, às 18h30

Onde: Praça da Sé, 108 – 1º andar (metrô Sé)

Duração: 2h30 – 60 lugares

Certificado de participação: a ser retirado no evento

www.facebook.com/cedemunesp

www.cedem.unesp.br

(11) 3116–1701

 

 

Related Post

74º CONCERTO BUNKYO AOS DOMINGOS Quarteto Jovem se apresenta no Bunkyo Onde: Pequeno Auditório do Bunkyo (Rua São Joaquim 381, 3º andar do Prédio Anexo, Liberdade) Dia 20/09/2015 ...
EVENTOS: No dia 17 de março, Acontecerá o Tradicio...   O Natsu Matsuri, festival de Verão é anualmente organizado pela ASEBEX e pelos bolsistas e estagiários brasileiros que estarão embarcando pa...
JOJOSCOPE: Naomi Kawase na TV Cultura   A diretora Naomi Kawase, em Cannes, recebendo o prêmio por A Floresta dos Lamentos, em 2007.   Uma das diretoras mais independen...
TEATRO: Eduardo Okamoto estreia OE inspirado em Ke... Estreia nesta segunda (4), em curta temporrada, no Sesc Consolação, espetáculo solo do ator Eduardo Okamoto, OE. Apresentado recentemente na Mostra Of...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *