DEBATE: Tema de documentário, ‘Yami no Ichinichi’ será discutido no Cedem/Unesp na próxima quinta-feira

O Cedem, Centro de Documentação e Memória da Unesp, promoverá no próximo dia 17 (quinta), às 18h30, o cinedebate: “Yami no Ichinichi – o crime que abalou a colônia japonesa no Brasil (2012), de Mario Jun Okuhara. O filme retrata as graves violações de direitos humanos perpetradas contra a população japonesa no Brasil, durante a ditadura de Getúlio Vargas (1937-1945) e o governo constitucional de Eurico Gaspar Dutra (1946 a 1951). As restrições impostas pelo Estado brasileiro impediram qualquer forma de comunicação em língua japonesa.

 

O diretor do documentário, Mario Jun Okuhara (Foto: divulgação)

O diretor do documentário, Mario Jun Okuhara (Foto: divulgação)

 

“Yami no Ichinichi” revelou casos de tortura e morte reconhecidos pela Comissão Estadual da Verdade “Rubens Paiva”, em seção realizada com o apoio da Comissão Nacional da Verdade, em 10 de outubro de 2013.

Evidenciou-se a perseguição de caráter político contra 172 imigrantes japoneses, detidos no Instituto Correcional da Ilha Anchieta (Ubatuba/SP), de 1946 a 1948. Foram imputadas, aos 172 indiciados, as acusações de crime contra a segurança nacional e de infração dos artigos do decreto-lei nº 383, de 1938.

A realização do documentário “Yami no Ichinichi” possibilitou o resgate desse período da História desconhecido por brasileiros e descendentes de japoneses, propiciando o pedido de retratação pública ao Estado (sem cunho pecuniário), como reconhecimento oficial dos valores intrínsecos de um povo e de sua contribuição para o processo histórico de formação da Nação brasileira.

Durante o evento será exibido o teaser do filme (aproximadamente 10 minutos)

Filme completo (90 minutos), acesse: http://youtu.be/QDf_egB3MG4

 

Expositor

Mario Jun Okuhara: idealizador do “Projeto Abrangências” sobre a história dos imigrantes japoneses no Brasil e sócio-diretor da IMJ Produções.

 

Debatedores

Masayuki Fukasawa: sociólogo, pesquisador e editor-chefe do jornal Nikkey Shimbun.

Ricardo Taira: autor do livro “Assinatura do Preso” e editor-chefe do Jornal da Cultura.

David Leal de Almeida: sociólogo, diretor do Instituto Cultural Brasil-Japão e diretor do documentário “Perigo Amarelo – o Lado B da história da imigração japonesa no Brasil”.

 

Mediação

Maria Leandra Bizello: graduação em História, Mestrado e Doutorado em Multimeios, todos pela UNICAMP. É Profa. Dra. do curso de Arquivologia e do Programa de PG em Ciência da Informação com ênfase em História e Cinema, na Unesp – campus de Marília.

 

Inscrições gratuitas – enviar nome completo, e-mail e instituição para:

Sandra Santos (organização e produção), e-mail: ssantos@cedem.unesp.br

Data e horário: 17 de setembro, quinta-feira, às 18h30

Onde: Praça da Sé, 108 – 1º andar (metrô Sé)

Duração: 2h30 – 60 lugares

Certificado de participação: a ser retirado no evento

www.facebook.com/cedemunesp

www.cedem.unesp.br

(11) 3116–1701

 

 

Related Post

EMPRESAS: Bilionário japonês Tsuji ficou rico vend... Por Exame.com   Desde o lançamento da Hello Kitty em 1974, Shintaro Tsuji conquistou os corações e as carteiras de meninas, mulheres e celebr...
22º HARU MATSURI: Comunidade nipo-brasileira de Cu...   Para celebrar a chegada da Primavera, que inicia oficialmente dia 22 de setembro (sábado), a comunidade nipo-brasileira promove o 22° Haru M...
KARAOKÊ: 16º Kohaku Utagassen da Uces estreia mais...   O Kohaku deste ano da região Sudoeste de São Paulo foi realizado no kaikan de Sorocaba e teve como vencedora, pelo terceiro ano consecutivo,...
ENTIDADES: Naguisa comemora 45 anos de fundação Um clima de confraternização e amizade marcou a cerimônia em comemoração aos 45 anos de fundação da Associação Naguisa de Cultura e Beneficência, enti...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *