ELEIÇÕES 2012: ‘Quase 100%’, prefeito reeleito de Cajati quer investir em obras fundamentais

 

Neste domingo (28) – data do segundo turno das eleições municipais – enquanto mais de 31 milhões de eleitores voltam às urnas para eleger prefeitos e vices em 50 cidades com mais de 200 mil habitantes – somente no Estado de São Paulo são cerca de 17 milhões de eleitores, o que representa 55,36% do eleitorado no Estado, em 12 municípios, incluindo a Capital – em Cajati, no Vale do Ribeira, o prefeito reeleito, Luiz Koga (PSDB), ainda comemora o resultado obtido em 7 de outubro.

 

Luiz Koga comemora reeleição em praça pública (foto: Ximene Hebling)

 

Reeleito com 11.546 votos, Koga obteve o surpreendente índice de 98,12% dos votos válidos. A “quase unanimidade” tem explicação. Na reta final, a candidatura de seu adversário, o ex-prefeito Marino de Lima, do PMDB, foi impugnada e os poucos mais de 5 mil votos que recebeu não foram contabilizados.

Feliz, Luiz Koga já planeja as ações para seu segundo mandato. “Continuarei indo em busca de recursos do Governo Estadual e Federal para que Cajati consiga verbas necessárias a fim de melhorar cada vez mais todas essas áreas, afirmou o político. Temos construções e alguns projetos em andamento, principalmente na saúde pública. Vamos investir pesado nessa área”, enfatizou o prefeito.

 

Reurbanização da Av. Adolfo Muniz – visão noturna (foto: Ximene Hebling)

 

“O mais importante será manter o trabalho que iniciamos neste mandato e investirmos em obras fundamentais, como a construção de uma nova rodoviária”, disse, explicando que, ao longo de sua carreira política vem trabalhando com transparência, dedicação e honestidade para que os recursos públicos sejam aplicados em prol do desenvolvimento socioeconômico do município, um modelo de governo marcado por inúmeras ações desenvolvidas em diversas áreas da Administração Pública: Esporte; Educação e Cultura; Infraestrutura Urbana e Rural; Saúde; Serviços Socioassistenciais; Agricultura e Meio Ambiente.

“Quando assumi, a cidade estava meio abandonada”, disse Koga, lembrando que deu até para sentir um “friozinho na barriga”. “O primeiro ano e meio da minha administração foi bastante difícil porque tive que colocar a casa em ordem”, conta Koga, afirmando que ficou surpreso com o apoio da população de Cajati.

Segundo ele, o cenário começou a mudar quando os primeiros resultados surgiram. Na Educação, reformou mais de 90% das unidades da rede municipal de Ensino, construiu quadras poliesportivas e está construindo uma nova creche que irá aumentar em 100% o número de vagas nas escolas municipais.

 

Reurbanização da Praça da Biblia (foto: Ximene Hebling)

 

“Cajati é hoje o único município do Vale do Ribeira que conta com a Educação e Formação Municipal em tempo integral”, garante Koga, acrescentando que também melhorou a qualidade da merenda e investiu em qualificação profissional.

Na área da Saúde, implantou a Farmácia Central, que facilitou o acesso da população ao medicamento aumentando em 10 vezes a capacidade de atendimento com mais de 200 remédios diferentes à disposição. Luiz Koga também investiu no Centro de Atenção Psicossocial (CAPs), reduzindo em 70% as internações Psiquiátricas.

 

Desafio – “Também investi em áreas como a limpeza dos córregos e em obras infraestrutura urbana e rural”, diz o prefeito, que nasceu em Itapecerica da Serra (SP) e com apenas três anos de idade foi morar com os pais, Mitsuki e Nobu Koga, no bairro de Capitão Braz, já em Cajati.

Bananicultor, Luiz Koga lembra que entrou para a política ao apoiar o então candidato a deputado estadual e hoje líder do governo na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, Samuel Moreira.

“Foi quando o grupo político do PSDB de Cajati me convidou para lançar minha candidatura à Prefeitura e decidi aceitar o desafio”, conta Koga, antecipando que já foi sondado para alçar outros voos. “Em política tudo pode acontecer, mas a ideia é terminar o meu segundo mandato”, assegura o prefeito.

(Aldo Shiguti)

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

LITERATURA: Sob o Signo do Sol Levante será lançad... Acontece nesta segunda-feira (23), a partir das 19 horas, no Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil, o lançamento do livro “Sob o Signo do So...
OKINAWA: Tudo pronto para o 1º Encontro Mundial de...   Já está tudo pronto para o 1º Sekai Wakamono Uchinanchu Taikai (Encontro Mundial de Jovens Okinawanos), que será realizado de 25 a 29 de jul...
LITERATURA: Paulo Kaneko na CBN   Ouçam a entrevista que o peregrino Paulo Kaneko, autor de No Caminho de Shikoku, deu para o programa Caminhos Alternativos da Rádio CBN, que...
VALE DO RIBEIRA E REGIÃO: Yamamura é reeleito e Uc... Em Assembleia Geral Ordinária realizada no dia 23 de janeiro, na Associação Cultural e Esportiva de Piedade, a Uces – União Cultural e Esportiva da Su...

One Comment

  1. Quando fiquei sabendo que o prefeito eleito tivera 98% levei um susto. Mas agora vi que chegou a esse percentual porque os votos do adversário foram anulados. Na realidade o percentual real, mas não legal, é de cerca de 70%. Assim a proeza maior é de Jamil Ono, prefeito reeleito de Andradina, uma cidade bem maior do que Cajati (desconhecida da maioria), e com percentual próximo de 70%.

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *