ELEIÇÕES: Em São Paulo, comunidade nikkei terá quatro representantes na Câmara Municipal

Em São Paulo, a comunidade nikkei saiu com um “saldo positivo” destas eleições municipais, consideradas uma das mais difíceis pelos candidatos em função das mudanças impostas pela Reforma Eleitoral 2015. Pelo menos quantitativamente. Para a Câmara Municipal, foram reeleitos os três vereadores que já exercem mandato: Aurélio Nomura (PSDB), foi reeleito para seu sexto mandato enquanto George Ota (PMDB) e Ota (PSB) também renovaram os seus mandatos.

A partir de janeiro de 2017 eles ganharão a companhia do estreante Rodrigo Hayashi Goulart (PSD) – filho do deputado federal Antonio Goulart (PSD) e Kazuko Hayashi Goulart. Ficaram fora nomes como Ushitaro Kamia (PDT), que obteve 18.608 votos, e Victor Kobayashi (PSD), com 11.789 votos. Em nota, tanto Kamia como Kobayashi agradeceram os votos recebidos e afirmaram que pretendem continuar desenvolvendo ações que visam melhorias na cidade.

A eleição no Estado de São Paulo também deve mexer na composição da Câmara dos Deputados e na Assembleia Legislativa paulista já que o deputado federal Edinho Araújo (PMDB) foi eleito prefeito de São José do Rio Preto e o deputado estadual Igor Soares (PTN) assumirá a Prefeitura de Itapevi. Para seus lugares devem assumir, respectivamente, o deputado federal Walter Ihoshi (PSD) e Pedro Kaká (PTN).

Na capital paulista, a exemplo da eleição passada, foram eleitos 22 novos vereadores, o que representa uma renovação de 40%. A vitória do tucano João Doria para prefeito ainda no primeiro turno, fato inédito na história, dá bem a dimensão de como a eleição deste ano foi “diferente”. A começar pelo tempo de campanha, que ficou mais curto, passando de 90 para apenas 45 dias. Os candidatos também tiveram que enfrentar uma série de outras restrições, entre elas a proibição de doação de pessoas jurídicas.

 

O vereador Aurélio Nomura, reeleito para seu sexto mandato, com o prefeito eleito João Doria. Foto: Jiro Mochizuki

O vereador Aurélio Nomura, reeleito para seu sexto mandato, com o prefeito eleito João Doria. Foto: Jiro Mochizuki

 

Fiador – Reeleito para seu sexto mandato na Câmara Municipal com 41.954 votos, o líder da bancada do PSDB na Câmara Municipal, Aurélio Nomura, agradeceu a confiança e apoio dos eleitores. “Vou trabalhar ainda mais para honrar os seus votos”, disse Nomura, que teve um crescimento expressivo em relação ao seu desempenho em 2012, quando se elegeu com 29.236 votos.

Para ele, nesta eleição, somente recursos financeiros ou currículo do candidato não foram suficientes. Foram necessários “confiança’ e divulgação “boca a boca”. “Foi uma eleição em que as pessoas optaram por candidatos com uma vinculação dentro de um determinado segmento, comunidade ou setor. Foi uma campanha em que as pessoas recomendaram o seu candidato, chegando a assumir o papel de fiador”, explicou Aurélio, lembrando que, “se formos analisar as eleições passadas, tínhamos mais tempo para nos prepararmos e também mais recursos”. “Este ano as restrições que tivemos como o uso de cavaletes e faixas, além da exigência que as placas fossem confeccionadas em papel acabou criando muitas dificuldades que, aliadas ao descaso da população com a classe política, com questões como Lava Jato culminando com as discussões sobre a prática do caixa 2, criaram  uma ojeriza”, justificou Nomura, destacando que a insatisfação dos eleitores pôde ser constatada na votação maciça no Doria.

“A campanha do Doria se baseou na proposta de gestor. Seu grande diferencial foi ter se apresentado como um administrador que prometeu encarar a Prefeitura como uma empresa. Isso fez com que ele ganhasse de forma até surpreendente porque a população está cansado do modelo de se fazer política”, disse Nomura, explicando que, no seu caso, procurou não só diversificar como também ampliou sua área de atuação. “Antes, minha campanha estava muito atrelada ao eixo do metrô. Desde a eleição passada procuramos levar nossas propostas para outras regiões, como a zona Leste”, disse o tucano, afirmando que sua aprovação nas urnas o deixa “com ainda mais responsabilidade”.

“Vamos trabalhar para melhorar a qualidade de vida de todas as pessoas que moram e que procuram São Paulo em busca de oportunidades”, conta Nomura, que cita uma pesquisa realizada pela Escola do Parlamento da Câmara Municipal de São Paulo que revelou descontentamento dos moradores com sua cidade. “Temos que reduzir esta insatisfação e fazer com que São Paulo volte a ser uma cidade acolhedora. Para isso precisamos remodelar nossa cidade”, afirma Nomura.

 

Masataka Ota. Foto: Jiro Mochizuki

Masataka Ota. Foto: Jiro Mochizuki

 

Propostas – Reeleito para seu segundo mandato com 45.915 votos – o que o torna o mais votado entre os nikkeis – Masataka Ota atribuiu sua votação aos trabalhos realizados no atual mandato. “Divulguei meu balanço, expliquei meu papel no processo de reabertura do antigo Hospital do Carrão, bandeira que continua no meu segundo mandato, e ampliei meu trabalho nas áreas que atuo, em especial,  saúde e assistência social”, disse Ota, acrescentando que, “junto com o prefeito eleito quero poder ver concretizado além do hospital, projetos que já dei entrada no Legislativo”.

Entre eles, destaca a construção do CEU sobre o Piscinão do Guaraú, na Vila Nova Cachoeirinha e promover uma melhor utilização do Programa Jovem Aprendiz por meio da criação de um cadastro com as empresas, além de aprovar o desconto no ISS para empresas hoteleiras que empregarem jovens do Programa Jovem Aprendiz  em seus quadros.

 

George Hato com o presidente da Acal durante campanha. Foto: Jiro Mochizuki

George Hato com o presidente da Acal durante campanha. Foto: Jiro Mochizuki

 

Verdade – Outro que renovou seu mandato na Câmara Municipal foi o vereador George Hato. “Sobrevivi”, disse, aliviado, Hato, para quem “todas eleições difíceis”. Para o vereador, esta, em especial, começou a se mostrar difícil quando o PMDB se coligou com o PSD. Antes, segundo George, uma expectativa “mais  otimista” apontava que o PMDB pudesse fazer até quatro vereadores. Acabou fazendo apenas dois – além dele foi eleito o também peemedebista Rircado Nunes.

 

Continuidade – “Por isso, só tenho a agradecer e dizer ‘arigatou gozaimasu’”, diz George, que, ao contrário do que se imagina, aprovou o formato da campanha. “Uma campanha mais curta é menos desgastante e, consequentemente, menos estressante”, explica ele, afirmando que, além da questão da saúde, também gostou do novo formato por “não deixar muito lixo espalhado nas ruas”.

Para ele, o aumento, “expressivo”, de sua votação em relação a 2012, quando obteve 24.611 votos – este ano foi reeleito com 26.104 votos – foi fundamentalmente “por ter trabalhado com a verdade”. “Não prometi nada, não denunciei ninguém nem falei mal. Foquei apenas na minha campanha”, disse George, acrescentando que no próximo mandato pretende dar continuidade ao trabalho que já vem exercendo na Câmara Municipal, “ou seja, com projetos na área da saúde, na cultura e na prevenção”.

 

O “novato” Rodrigo Goulart com a família. Foto: divulgação

O “novato” Rodrigo Goulart com a família. Foto: divulgação

 

Estreante – Já o médico veterinário Rodrigo Hayashi Goulart, de 31 anos, estreou na política “com o pé direito”. Filho do deputado federal Antonio Goulart (PSD), Rodrigo disse ao Jornal Nippak que acompanha o trabalho do pai desde o primeiro de seus cinco mandatos como vereador na Câmara Municipal de São Paulo. “Então posso dizer que conheço bem as demandas que a capital apresenta, principalmente no que diz respeito à população da zona Sul”, disse Rodrigo, acrescentando que, assim como o pai, também costuma frequentar eventos organizados pela comunidade nipo-brasileira, “especialmente na zona Sul”.

“A comunidade nikkei pode contar com nosso mandato na Câmara Municipal. Junto com os demais representantes , vou procurar atender todos os tipos de demandas, incluindo a realização de eventos, que a gente participa”, disse Rodrigo, que tem como principais bandeiras a causa animal, a educação, mobilidade urbana, segurança pública e saúde, além de esporte e cultura.

 

ALDO SHIGUTI

ALDO SHIGUTI

Redator-chefe
ashiguti@uol.com.br
ALDO SHIGUTI

Últimos posts por ALDO SHIGUTI (exibir todos)

     

     

     

    VOTAÇÃO DOS CANDIDATOS NIKKEIS A VEREADOR NA CAPITAL

     

    Akiko Akiyama (PSOL): 466

    Aurélio Nomura (PSDB): 41.954

    Fabiano Yamashita (PHS): 1.349

    George Hato (PMDB): 26.104

    Hélio Takata (PTB): 2.358

    Kamia (PDT): 18.608

    Lucas Namasu (PSDB): 1.265

    Mauro Hashimoto (PEN): 277

    Naomi Yamaguchi (Novo): 2.118

    Ota (PSB): 45.915

    Patricia Tani (PSDC): 111

    Paulo Sakamoto (PP): 1.067

    Professora Marilda Watanabe (PSL): 785**

    Professor Maeda (PTN): 3.219

    Rodrigo Goulart (PSD): 49.364

    Rogerio Nagai (PV): 592

    Saito-San (PSDC): 562

    Sérgio Koei (PSTU): 101

    Shinsho Takara (PTN): 605

    Silvia Nakano (PSL): 432

    Simone Hieda (PSDC): 29

    Tachibana (PTN): 706

    Thiago Kawabata (PPL): 210

    Tomaz Kurashima (PV): 412

    Victor Kobayashi (PSD): 11.789

    Watanabe (DEM): 9.336

    Yamada (PSDC)***

     

    *Negrito: eleitos

    **Indeferido com recurso

    ***Não encontrado

     

    Fonte: TSE

     

     

    Related Post

    NEGÓCIOS: Schincariol passa a se chamar Brasil Kir...   A fabricante de bebidas Schincariol anunciou nesta segunda-feira dia 12 que desde esta data passa a se chamar Brasil Kirin. O grupo japonês ...
    CIDADES/ANDRADINA: Jamil discute projeto cooperaçã... O prefeito de Andradina (SP), Jamil Ono (PT), participou nesta terça-feira (22) de uma reunião na Embaixada da República de Moçambique com o conselhei...
    20ª FESTA DO SUSHI – REGISTRO/SP Show com Joe Hirata Onde: ACER – Ginásio Hiroshi Sumida (Av. Clara Gianotti de Souza 1500, Registro/SP) Dia 05/07/2015 Horário: 11h Inform...
    MOGI DAS CRUZES: 4ª edição do Bunkyo Rural acontec...   Em dois dias de evento, a 4ª edição do Bunkyo Rural aconteceu na sede da Associação dos Agricultores de Cocuera (Estrada Mogi-Salesópolis, K...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *