EMPREENDEDORISMO: Talk 2017 supera desafios com palestrantes ‘de peso’ e público diferenciado

Em sua quarta edição, o ciclo de palestras “Talk 2017” teve um saldo bastante positivo. Pelo menos para a comissão organizadora. Driblando adversidades e superando desafios semana após semana, o evento teve boa adesão do público e um time de palestrantes que ficou marcado pela expertise em suas respectivas áreas.

 

Talk 2017 supera desafios com palestrantes ‘de peso’ e público diferenciado. Divulgação

 

Realizado pela primeira vez fora do Nippon Country Club, no Centro Universitário Ítalo-Brasileiro (zona Sul de São Paulo), o ciclo de palestras teve uma dinâmica diferente: ao invés somente das duas sessões de palestras, contou, também, com a “Arena Talk”, reunindo três grandes empreendedores para um debate sobre dicas e macetes para quem deseja partir para o rumo do empreendedorismo.

 

Fernando Scherer, o Xuxa, fala sobre sua carreira durante o Talk 2017 na UniÍtalo. Foto: Jiro Mochizuki

 

Na abertura, estiveram presentes, além do presidente do NCC, Valter Sassaki, a cônsul geral adjunto do Japão em São Paulo, Hitomi Sekiguchi e a vice-reitora da UniÍtalo, Priscila Simões, que elogiou a proposta do Talk.

“Quando os organizadores nos procuraram em busca de um lugar para realizar o evento, percebi o quanto o evento está alinhado com a proposta da instituição, que é levar conhecimento para a comunidade”, disse Simões.

 

Hitomi Sekiguchi. Foto: Jiro Mochizuki

 

Para Hitomi Sekiguchi, o Talk “não tem sushi nem taiko, tão tradicionais em eventos da comunidade nikkei”, mas sua presença no evento se justifica pois “o Consulado busca divulgar a cultura japones bem como intensificar as relações entre os dois países, além de prestar assistência aos japoneses que residem aqui. “E isso só é possível graças a parceria com entidades como o Nippon Country Club”, explicou Hitomi.

 

Priscila Simões e Valter Sassaki. Foto: Aldo Shiguti

 

Para Valter Sassaki, que destacou a parceria com o Consulado Geral do Japão em São Paulo, o Talk “foi uma grande vitória para todos”. Segundo ele, a soma de esforços de todos da comissão organizadora fez com que o evento superasse expectativas. “Desde a primeira edição, sempre os jovens buscavam levar conhecimento para outros jovens. Uma ação do bem voltado para o conhecimento. Neste ano realizaram fora do clube, com um resultado bastante positivo, tendo uma mescla de público, todos interessados em ouvir histórias inspiradoras”, ressaltou Sassaki, acrescentando que “o país só vai sair da crise se investirmos mais nos jovens”. “E o Nippon tem feito um trabalho nesse sentido, de formar novas lideranças”, afirmou.

 

Arena Talk reuniu três grandes empreendedores. Foto: Jiro Mochizuki

 

Oportunidades – No palco, brilharam nomes representativos do mercado empresarial e artístico. Chieko Aoki, Fernando Scherer, Toni Garrido, Robinson Shiba, Manuella Curti, Júlio Zaguini, Edivan Costa e Marcelo Tas levaram mensagens de motivação para o público, cada qual com sua própria história de sucesso e superação. “O Talk é uma iniciativa de jovens para jovens. Desde o começo, sempre apoiei a causa e venho com o maior prazer falar sobre negócios e empreendedorismo. É um evento que gosto muito˜, destacou Shiba.

A empresária Chieko Aoki, que participou pela primeira vez de uma edição do Talk, destacou a importância do evento. “Nessa faixa etária, dos 25 anos, as pessoas têm muitas dúvidas sobre a carreira. Tudo é ótimo e tudo é ruim nessa idade. Se a gente pode contribuir com nossa experiência, do que mais ajudou…”, disse Chieko, que em suas palestras prefere falar de coisas “que deram certo ou que tenham ajudado”. “Tenho um princípio: não gosto de falar de problemas, só gosto de falar de soluções”, explicou, acrescentando que “a cultura das minhas empresas é um reflexo dos meus valores e das minhas crenças e daquilo que acredito que sejam importantes”, afirmou a empresária, que na palestra destacou a experiência de conhecer outras culturas – “para valorizar nossa própria cultura” – e sobre oportunidades.

 

A empresãria Chieko Aoki. Foto:Jiro Mochizuki

 

10 lições –  “No Brasil, a gente tem muitas oportunidades, até mais que em outros países. Se eu continuasse morando em outros países, a Blue Tree não teria todos esses hotéis que tem hoje porque o mercado é competitivo e porque já tem muitos negócios realizados”, disse ela, que convidou todos os jovens a empreenderem.

“O que sustenta um país não são as grandes corporações, são as pequenas e médias empresas, em qualquer lugar do mundo. E o que é preciso para empreender? Primeiro, coragem; segundo, critérios”, afirmou Chieko, que compartilhou com a plateia 10 lições que aprendeu com a vida.

 

Marcelo Tas. Foto: Jiro Mochizuki

 

Excelência – Já o segundo palestrante, o nadador Fernando Scherer, mais conhecido pelo carinhoso apelido de Xuxa, falou sobre seu aprendizado em 18 anos como atleta profissional  – encerrou a carreira em 2007 – e sobre como alcançar seus objetivos profissionais e como tentar alcançar a excelência.

 

Edivan Costa. Foto: Jiro Mochizuki

 

Medalhista olímpico – foi bronze nas Olimpíadas de Atlanta, em 1996, nos 50 metros livres, e em Sydney, em 2000, no revezamento 4×100 metros livres, Xuxa disse que nadava, em média, entre 10 mil e 12 mil metros “praticamente todos os dias”. “Ainda tinha a musculação e a parte física, o que dava em média de 6 a 8 horas treinando todos os dias. Esse foi meu objetivo, ganhar medalhas e ser o mais rápido possível, buscar uma excelência”, disse Xuxa, que revelou que, em 1993, então com 18 anos, às vésperas de seu primeiro campeonato mundial, pensou em desistir da carreira.

 

Toni Garrido, do Cidade Negra. Foto:Aldo Shiguti

 

“Todo mundo, algum dia, vai passar por dificuldades e vai pensar em desistir de seus sonhos. Se fosse fácil, todos realizariam seus sonhos”, destacou. Segundo Xuxa, para se dar bem na vida, o mais importante “é fazer o que gosta, e fazer com paixão”. “Não tem como ser feliz se você não fizer algo que realmente gosta. O dinheiro vem como consequência após você alcançar a satisfação pessoal. Excelência é esforço, é dedicação. É fazer o que você ama todos os dias, mesmo que seja corriqueiro”, afirmou, acrescentando que o processo para se alcançar a excelência “é mais gostoso que a realização”.

 

Evento beneficiou cinco entidades assistenciais. Foto: Aldo Shiguti

 

Beneficente –  Além do rico conteúdo para o público, o Talk deste ano teve outra grande conquista: a arrecadação de mais três toneladas de alimentos não-perecíveis. Todo o donativo será distribuído entre cinco entidades assistenciais: Casa da Esperança Kibô-no-Iê, Yassuragui Home, Assistência Social Dom José Gaspar (Ikoi-no-Sono), Associação Pró-Excepcionais Kodomo-no-Sono e Casa do Zezinho.

“Nossa causa é justamente a de levar conhecimento para quem busca temas como carreira, negócios e empreendedorismo, em troca de alimentos para associações. Toda a nossa arrecadação será revertida em alimentos, pois sabemos da dificuldade das entidades em manter o cotidiano de seus respectivos internos. Então, para nós, foi muito gratificante, contamos com diversos apoios, voluntários que dedicaram um tempo no sábado para nos ajudar, a força do Nippon, da Uniítalo, dos veículos de comunicação que abrem um importante espaço para divulgação, caso do Jornal Nippak, e de tantas pessoas que vieram para essa corrente do bem. Só podemos agradecer do fundo do coração toda a mobilização”, explicou o coordenado geral do Talk 2017, Carlos Agena.

 

ALDO SHIGUTI

ALDO SHIGUTI

Redator-chefe
ashiguti@uol.com.br
ALDO SHIGUTI

Últimos posts por ALDO SHIGUTI (exibir todos)

     

    Related Post

    COMUNIDADE: Shizuoka Kenjin do Brasil celebra 60 a... Fundada em 1957, a Associação dos Shizuoka Kenjin do Brasil, com sua sede localizada atualmente no número 193 da Rua Vergueiro, no bairro da Liberdade...
    17º FESTIVAL DO JAPÃO/ESPECIAL: 17ª edição supera ...   Cercado de expectativas não só pelas dificuldades geradas com a mudança de administradores do espaço mas também por ser um ano atípico – coi...
    BEISEBOL: Marília é campeão do XVIII Campeonato Br...   Marília campeão do 18º Campeonato Brasileiro de Beisebol categoria pré-infantil (foto: Nelson Yajima)     Realizado entr...
    NOTA: MISSA DE SÉTIMO DIA DE NICOLAU HIRATA Nicolau Yoshikatsu Hirata, pai do cantor Joe Hirata (Foto: Arquivo pessoal)   Faleceu no último domingo (15), por volta das 4h05, na cidad...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *