ENCONTRO: Prefeitos nikkeis e jovens líderes da comunidade destacam aproximação com Consulado

 

Numa iniciativa pioneira do cônsul geral do Japãoem São Paulo, Noriteru Fukushima, foi realizado no último dia 25, na residência oficial do cônsul, no bairro do Morumbi (zona Sul de São Paulo), encontro entre prefeitos nikkeis e jovens líderes da comunidade nipo-brasileira. O objetivo principal da reunião, que teve como tema “O mundo político para os jovens nikkeis”, foi despertar o interesse dos jovens nikkeis para o universo político, mudar a imagem da política e também fornecer informações para os aspirantes a políticos.

 

Participantes aprovaram iniciativa do Cônsul Noriteru Fukushima (foto: Jiro Mochizuki)

 

Estiveram presentes 13 dos 18 prefeitos nikkeis eleitos no Estado de São Paulo: Antonio Nakagawa (PV/Paranapanema); Arnaldo Enomoto (PSDB/Pereira Barreto); Iochinori Inoue (PSB/Guarantã); Jamil Ono (PT/Andradina); Marcos Higuchi (PSDB/Valparaíso); Mario Yamashita (PSDB/Lavínia); Paulo Tokuzumi (PSDB/Suzano); Pedro Koyanagi (DEM/Estrela D’Oeste); RobertoHamamoto (PSD/Caieiras); Silvio Ushijima (PSD/Irapuru); Toshio Toyota (PPS/Novo Horizonte); Tsuoshi José Kodawara (PTB/São Miguel Arcanjo) e Oscar Yasuda(PP/Pompéia).

 

Akira Yamada participou do encontro na residência do Cônsul (foto: Jiro Mochizuki)

 

Os jovens líderes foram representados por cinco entidades: Seinen Bunkyo, JCI Brsil-Japão, Interkaikans, Asebex (Associação Brasileira de Ex-Bolsistas no Japão) e Abeuni (Aliança Beneficente Universitária). Também marcaram presença o deputado federal Junji Abe (PSD-SP), os deputados estaduais Jooji Hato (PMDB) e Hélio Nishimoto (PSDB) e o vereador George Hato (PMDB), além dos presidentes do Bunkyo, Kihairo Kita, do Enkyo, Yoshiharu Kikuchi e do Kenren, Akinori Sonoda. Destaque para a participação especial do diretor da Divisão para a América Latina do Ministério dos Negócios Estrangeiros do Japão, Akira Yamada. Segundo ele, o governo japonês vem trabalhando no sentido de fortalecer as relações entre o Japão e a comunidade nipo-brasileira. Para Yamada, a expressão “japonês garantido” é uma prova que os nikkeis ocupam hoje altos cargos na sociedade brasileira.

 

Cônsul Fukushima com membros da JCI Brasil-Japão (foto: Jiro Mochizuki)

 

Paulo Tokuzumi, um dos escalados para falar em nome dos prefeitos – o outro foi Toshio Toyota, de Novo Horizonte – lembrou que a participação dos nikkeis na política é pequena, “se comparada com outros povos, como o libanês”. O chefe do Executivo de Suzano atribuiu o fato ao perfil dos japoneses, “mais tímido e retraído”. “Os japoneses tem uma característica genética voltada mais para os estudos”, assegurou Tokuzumi, acrescentando que foi “guindado” para a política pelo médico Kazuhiro Morio (ex-vice-prefeito de Suzano), em 1982, aos 25 anos, época em que presidia o Seinenkai.

 

Cônsul Fukushima com membros do Interkaikans (foto: Jiro Mochizuki)

 

“Recém-formadoem Engenharia Civil, encontrei muita resistência dentro de casa”, lembrou Tokuzumi, que foi vereador (de1983 a1987), secretário municipal de obras (1987 a1988) e vice-prefeito (de1989 a1992).

À plateia, disse que, para exercer bem o cargo, é fundamental se preparar para o que virá pela frente. “Nós nikkeis carregamos uma marca de seriedade, e não apenas um nome”, afirmou.

Já o prefeito de Novo Horizonte preferiu ocupar a maior parte do seu tempo falando dos avanços conquistados no município. Apontou como “ponto forte” de sua administração a atuação na área de educação e na ambiental.

 

Encontro reuniu 13 dos 18 prefeitos eleitos (foto: Jiro Mochizuki)

 

No bloco de perguntas e respostas, os representantes das entidades levantaram questões variadas, como as parcerias entre as Prefeituras e o chamada terceiro setor; a participação dos prefeitos nas associações nikkeis e a influência que essa participação causou na carreira política e como envolver os jovens na política.

Chamou a atenção o prefeito de Estrela D’Oeste, Pedro Koyanagi. Ao lembrar que o município, com pouco mais de 8 mil habitantes, não reúne duas dezenas de descendentes nikkeis, o prefeito chorou, sendo aplaudido pela plateia.

 

Prefeito de Andradina com participantes do encontro (foto: Jiro Mochizuki)

 

Ao final do encontro, a sensação foi a de que iniciativa do cônsul merece aplausos, mas precisa ter continuidade para não incorrer no erro de se tornar uma atitude isolada. “A reunião foi bastante positiva, principalmente ao trazer os jovens para a discussão. Na verdade, é somente a participação, de fato, que gera conhecimento. Mas a pessoa também tem que mostrar vontade para se engajar na política”, disse Jamil Ono, que antes de ser prefeito de Andradina passou por associações como a Associação Fukushima Kenjin do Brasil e a Asebex.

Uma das gratas surpresas do encontro, o prefeito de Valparaíso elogiou a abertura dada pelo cônsul. “Nunca havíamos tido uma aproximação como esta. Trata-se do primeiro passo para uma discussão mais ampla”, disse Marcos Higuchi, afirmando que hoje, ao contrário do que acontecia no passado, “são os partidos políticos que procuram ter candidatos nikkeis em suas fileiras justamente pela imagem de credibilidade construída por nossos ancestrais”.

Para o prefeito de Pereira Barreto, Arnaldo Enomoto, o encontro serviu também para aprender sobre gestão, além de saber quais são os anseios dos jovens. “Devemos sim, dar continuidade a debates deste tipo”, afirmou.

 

Prefeito de Suzano, Paulo Tokuzumi, resistência dentro de casa (foto: Jiro Mochizuki)

 

 

Combate à corrupção – Rafael Jun Mabe, que presidiu a JCI Brasil-Japão na gestão passada, também aprovou a iniciativa. Ele explicou que a entidade entregou ao cônsul Fukushima um documento com informações sobre os projetos Oratória nas Escolas e Combate à Corrupção, “um dos maiores problemas que o pais enfrenta”.

 

Representantes de entidades participam fazendo perguntas aos prefeitos (foto: Jiro Mochizuki)

 

Empolgado, Noriteru Fukushima fez um balanço positivo ao destacar que “foi a primeira vez que vi 13 dos 18 prefeitos eleitos no Estado de São Paulo em um só lugar”. “Devo agradecer a participação, pois alguns vieram de muito longe”, disse Fukushima à reportagem do Jornal Nippak. Segundo ele a ideia do encontro surgiu no seu primeiro ano de sua chegada ao país. “Tive oportunidade de visitar várias cidades e fiquei impressionado com a contribuição tanto dos políticos como dos jovens para a sociedade brasileira”, explicou o cônsul, acrescentando que não conhecia o trabalho do Interkaikans uma das cinco entidades presentes. “Espero que seja o primeiro de uma série de encontros”, enfatizou o cônsul.

(Aldo Shiguti)

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

REGISTRO: Registro realiza 57º Bon Odori e celebra... A Associação Cultural Nipo-Brasileira de Registro (Bunkyo) e o Templo Honpa Hongwanji de Registro, com apoio da Prefeitura Municipal de Registro e Fen...
ATLETISMO: Sudoeste fica em primeiro na 79ª Compet... No ano em que é comemora seu 65º aniversário de fundação, a Associação Cultural e Esportiva Piratininga realizou, no Estádio Ícaro de Castro Melo, no ...
SOCIAL: 120 ANOS DE AMIZADE 120 ANOS DE AMIZADE – A Câmara Municipal de São Paulo foi palco, no último dia 10, das cerimônias em comemorações aos 120 Anos do Tratado de Amizade, ...
COMUNIDADE: Entidades nikkeis homenageiam condecor... Diversas entidades nipo-brasileiras, entre elas o Bunkyo (Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social), Enkyo (Beneficência Nipo-...

One Comment

  1. Ah esse gordo e do interkaikans !!Esse cara causo d+ e olha a ropa ,evento mo social o cara usa jeans !! Aposto eh esse cara que falaram na hora do almoço que fico roncando mo alto na hora dos debate !!

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *