ERIKA TAMURA: Brasilidades no Japão

Semana passada, foi aberta com todas as pompas, a exposição do Oscar Niemeyer em Tóquio.

Estive presente na abertura, e pude ver claramente a grandeza de suas obras. O convite já possui um título imponente: Oscar Niemeyer, o homem que construiu Brasília. E quando entrei no pavilhão da exposição do Museu de Arte Moderna de Tóquio, um arrepio misturado com uma ponta de orgulho me pega de surpresa.

 

(Foto: Erika Tamura)

(Foto: Erika Tamura)

 

Vou confessar, dá um orgulho enorme em ver as obras de um arquiteto brasileiro sendo exposta em um museu do outro lado do mundo, mais precisamente Tóquio, que é a capital das obras arquitetônicas!

O evento, que considero histórico, faz parte das comemorações dos 120 anos do Tratado de Amizade entre Brasil e Japão.

 

(Foto: Erika Tamura)

(Foto: Erika Tamura)

 

(Foto: Erika Tamura)

(Foto: Erika Tamura)

Durante a abertura da exposição, estava presente também, o cantor Guilherme Arantes, que coincidentemente fez show no dia seguinte em Tóquio. E entre uma conversa e outra com o cantor, olho para Guilherme Arantes, ele está com lágrimas nos olhos, olhando para uma foto de Brasília. Onde ele diz: “Ao mesmo tempo que sinto uma alegria enorme em ver os japoneses contemplando as obras de Niemeyer, sinto uma tristeza pelo que Brasília se transformou…”. A construção de Brasília foi uma evolução e porque não dizer, uma revolução na época. Foi um projeto ousado para o seu tempo, e atualmente vejo que foi totalmente necessário, a centralização do poder, principalmente geograficamente falando. Hoje sabemos da importância da construção de Brasília e entendemos a capacidade de visualização de Juscelino.

A tristeza a qual Guilherme Arantes se refere, é a realidade política do Brasil. Muita corrupção, pouca ação, tudo muito contraditório e injusto demais. Eu amo ser brasileira, tenho um orgulho enorme, mas a situação política me envergonha.

Quando vejo os japoneses, desde os mais intelectuais até a sua plebe, olhando curiosamente e admirando as obras de Niemeyer, dá um orgulho monstruoso. Dá vontade de falar, esse cara aí é do meu país!

 

(Foto: Erika Tamura)

(Foto: Erika Tamura)

 

Pena que os brasileiros não dão a sua devida importância. Hoje quando se fala em Brasília, a maioria dos brasileiros associam com algo negativo, e isso é quase automático. Sendo que a história da construção de Brasília é muito rica.

Sei que existem inúmeros defeitos nas obras do Niemeyer, assim como existem críticas, e outros mais, mas por que não olharmos o lado positivo?

Conhecer mais sobre a cultura brasileira não faz mal a ninguém, pelo contrário, te dá arbítrios para poder ter uma opinião com argumentos. Niemeyer não fez somente Brasília, antes de criticar, vamos conhecer o seu acervo, e depois com algum parâmetros em mãos emitir alguma opinião.

 

(Foto: Erika Tamura)

(Foto: Erika Tamura)

 

Acho que a comunidade brasileira que vive no Japão, poderia aproveitar a oportunidade e visitar essa exposição, garanto que as crianças não irão se arrepender, pois é algo para ficar na memória. Além do mais, a exposição conta com uma ala belíssima, onde um tapete gigante reproduz o parque do Ibirapuera de São Paulo.

Vale a pena, não só pelo conhecimento, mas pelo momento reflexivo, como aconteceu com o cantor Guilherme Arantes.

 

ERIKA TAMURA

ERIKA TAMURA

nasceu em Araçatuba e há 18 anos mora no Japão, onde trabalha no Serviço de assistência aos brasileiros no Japão da Ong chamada Sabja

E-mail: erikasumida@hotmail.com
ERIKA TAMURA

Últimos posts por ERIKA TAMURA (exibir todos)

     

     

     

     

     

     

     

    Related Post

    MEIRY KAMIA: O poder do sorriso Você sabia que o sorriso pode ser um grande diferencial para atrair amigos e conquistar clientes? E é de graça! O sorriso é uma reação humana, gera...
    ERIKA TAMURA: Mulheres Felizes   O artigo da semana passada foi um sucesso, total! Recebi muitas mensagens falando sobre o tema, e como falei sobre mulheres fortes pelo mund...
    JORGE NAGAO: The Books: Ong The Wood “Joia Rara”, nova novela das 6, trata do Budismo. Nestes tempos velozes e furiosos, certamente ela servirá para elevar a espiritualidade dos teles...
    MUNDO VIRTUAL: Direito à imagem e proveito econômi... Em ocasião anterior, já abordei aqui o uso da imagem de alguém, com ênfase no intuito de zombaria, crítica e ofensa direta ao seu titular, através de ...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *