ERIKA TAMURA: Brazilian Day de Tóquio 2013

 

Luan Santana e Erika Tamura no Brazilian Day de Tóquio 2013 (foto: Erika Tamura)

Todos os anos, quando chega essa época eu escrevo sobre o Brazilian Day de Tóquio, e sempre digo que será a última vez, não escreverei mais sobre uma festa que têm todos os anos… Mas sempre acaba acontecendo alguma particularidade e eu resolvo escrever, para dividir tudo com os meus leitores.

E esse ano, ocorreu um fato que nunca tinha visto em nenhuma edição do Brazilian Day, o grande número de pessoas!

E hoje eu tenho a certeza absoluta da importância da presença de um artista de peso, afinal Luan Santana está no auge, e podem falar o que for dele, mas a grande verdade é que ele consegue arrastar multidões, e fazer um parque no centro de Tóquio tornar-se pequeno.

Todos os anos, aquele pedaço do enorme parque de Yoyogui, em Tóquio, transforma-se num pedaço do Brasil, e pelo menos em 2 dias de eventos conseguimos mostrar um pouco da cultura brasileira ao povo japonês, e fazer com que os brasileiros residentes no Japão matem um pouco da saudade do Brasil.

O incrível foi ver que no domingo dia 21, apesar do calor, as pessoas já se aglomeravam na frente do palco desde as 8 da manhã, só para ver o show do Luan Santana que se iniciou as 18 horas.

Tive contato com o cantor Luan Santana e alguns integrantes de sua equipe, me impressionei com a sua simplicidade, inocência de uma criança, com um brilho de curiosidade no olhar, e apesar de tudo isso, uma maturidade para lidar com todo o sucesso, uma sensatez humana para entender o seu papel diante ao seu público.

Tive a informação de que o público presente durante o evento gira em torno de 150 mil pessoas. 150 mil?? Como assim?? Eu não tenho como imaginar isso a princípio, mas depois parando para pensar, e analisar o andamento do evento, é totalmente aceitável esse número, afinal, não se via um espaço vazio, e cada centímetro perto do palco era disputado.

Erika Tamura e Lua Santana em Tóquio (foto: Erika Tamura)

Eu até perguntei para o Luan se ele esperava realmente todo esse público e esse sucesso no Japão, e ele me respondeu que não! Ele e sua equipe, esperavam um público bom, melhor que os outros anos, mas não nesse porte.

Muitas pessoas o criticam sem ao menos conhece-lo, ou sem ao menos ver realmente o trabalho de toda uma equipe profissional, que gira em torno de Luan Santana. As vezes eu o observava fora do palco, com os amigos, e via ali um menino, que gosta de brincar, que fala besteira, mas é só subir no palco que torna-se antagônico, e me perguntava, onde foi o menino que estava fazendo palhaçada aqui? Vejo-o no palco, tão profissional, tão sério e competente naquilo que faz e totalmente entregue ao seu público, pois eu vi como Luan respeita o seu público.

Conhecendo Luan Santana melhor, percebi, o quanto é importante a estrutura dos pais, pois para ter a segurança de aguentar tamanho sucesso e ainda assim manter a humildade, significa que existe todo um trabalho estrutural de pai e mãe ali, e que está bem visível, sempre com palavras como por favor e muito obrigado na ponta língua para usar sempre que preciso, já vi pessoas que não têm nem a metade do sucesso de Luan, e nunca agradecem por nada, não pedem apenas mandam. Essa é a diferença de quem permanece no topo.

E o resultado de tanto sucesso, está aí: Brazilian Day Tóquio 2013, record de público. Sem mais…

 

 

Erika Tamura

nasceu em Araçatuba e há 15 anos mora no Japão, onde trabalha com desenvolvimento de criação. E-mail: erikasumida@hotmail.com

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

BANCO BACURI: O primeiro sonoro de Yasujiro Ozu Quando se trata dos grandes cineastas japoneses do século passado, como isso tivesse sido há tanto tempo (?), não seria exagero considerar Yasujiro Oz...
LEGISLAÇÃO COM FELÍCIA HARADA: Exclusão do condômi... O lar é o lugar mais sagrado para um ser humano. É onde ele busca guarida para os seus sentimentos, onde ele deixa florescer toda a sua alegria, onde ...
AKIRA SAITO: ETIQUETA E RESPEITO “As Artes Marciais Japonesas estão diretamente ligadas entre o respeito e a etiqueta de conduta”   武道は礼に始まり礼に終わる – Budo wa Rei ni Hajimari Re...
CANTO DO BACURI > Francisco Handa: O peso da balan... Foi uma época em que a Justiça tinha por símbolo a mulher com uma balança, com os olhos vendados. Portanto, a Justiça era cega. Servia para punir aque...

3 Comments

  1. Globo IPCTV agora acertou. trazer cantor ou cantora decadente nao traz publico. Em agosto Michel Telo vai cantar em Nagoya

  2. parabéns Erika fico muito bom , vc é demais bjosss .Shell

  3. Como você conseguiu conversar com o Luan? Parabéns !!

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *