ERIKA TAMURA: Empregos no Japão

Como estou agora no Brasil, as pessoas me abordam para perguntar especificamente sobre o mercado de trabalho  no Japão. Tenho respondido da seguinte forma: Tem muito emprego, mercado está aquecido! Mas faço sempre uma ressalva, o ano de 2015 será um ano de mudanças no Japão, pois está previsto para ser aprovado a lei de vistos para asiáticos, abrindo assim o mercado de trabalho para chineses, filipinos, tailandeses, entre outros, como mão de obra legalizada para ser empregada na grande demanda de empregos no qual o Japão está passando.
E é aí que quero que os brasileiros se atente, pois os asiáticos, a maioria entrará no Japão já preparados, ou seja, além de qualificados estarão com o idioma na ponta da língua. E quando eu falo da importância em se aprender o japonês, muitas pessoas me criticam, achando que sou metida ou arrogante. Acho que não preciso falar muito, basta observar as voltas que a vida dá para perceber que quem sabe o japonês já leva vantagem o mercado de trabalho no Japão.
Estive reunida semana passada com o ex-Presidente do Brasil, o Senhor Fernando Henrique Cardoso, e falávamos exatamente sobre essa lacuna da comunidade brasileira no Japão. Como pode o movimento dekassegui ter mais de 20 anos e a maioria dos brasileiros sequer dominam o idioma local? O próprio estudo do japonês já significa uma qualificação.
Logo após a crise econômica japonesa em 2008, o número de brasileiros no Japão tem decrescido consideravelmente, mas agora, por um conjunto de fatores, parece que esse número tem aumentado e ainda com previsão de alavancar mais, foi o que me disse o Cônsul do Japão em São Paulo, Noriteru Fukushima.
Fukushima esteve em Araçatuba para cumprir a sua agenda de compromissos, e eu fui convidada a almoçar com ele, mais uma comitiva de líderes da colônia japonesa de Araçatuba. E durante a conversa, destaquei a minha admiração pelo primeiro ministro japonês, Shinzo Abe, no qual o Cônsul respondeu que o ministro vem trabalhando duro para manter a economia do Japão crescente, o que tem sido um desafio, pois ela dá grandes amostras de estagnação. O Cônsul, ressaltou ainda que durante o mês de outubro o número de vistos japoneses emitidos aos brasileiros aumentou em relação ao mesmo mês no ano anterior. Com expectativa de aumentar ainda mais no ano de 2015.
Pelos contatos que tenho no Japão, e mais ainda pelo que tenho lido sobre a economia japonesa, o número de vagas de emprego não para de aumentar, e isso faz com que a procura seja maior que a oferta. Mas um detalhe curioso é que o salário oferecido não aumentou, pelo contrário, em alguns casos até abaixou. Acredito que seja pela demanda da mão de obra asiática, que já está veementemente com algum vínculo empregatício em vista.
Eu espero, de verdade, que o Japão continue com a economia aquecida, e com os empregos para os estrangeiros em alta, pois a economia no Brasil está muito estranha, para não dizer duvidosa. Voltei para o Brasil e sinceramente não tenho coragem de investir em negócios no Brasil, pelo menos por enquanto.
E esse mesmo medo que tenho, aflige muitos investidores externos em proporções maiores.
As pessoas me pedem conselhos, se acho o Japão melhor que o Brasil ou se vale a pena ir para o Japão para tentar ganhar dinheiro. A resposta que dou é a seguinte: Se você tem um emprego estável e que ganha razoavelmente bem, não vá para o Japão. Pois o salário do Japão não está aquelas coisas e é muito difícil guardar dinheiro como nos tempos áureos.
Mas se está desempregado, endividado ou coisa parecida, vá! Pois no Japão é certeza que irá trabalhar e consequentemente ganhar. O que todos tem que entender é que o perfil do trabalhador brasileiro no Japão mudou, deixou de ser dekassegui para ser imigrante. E essa é uma realidade que o próprio governo japonês tem trabalhado para entender e se estruturar para atender, pois deixaram de ser mão de obra temporária para ser mão de obra permanente.
Tendo tudo isso em mente, dá para se ter uma noção para uma escolha acertada no caminho da vida de muitas pessoas que ainda tem a grande dúvida: Brasil ou Japão.
E que venha 2015, um ano de muito trabalho, afinal comemoraremos os 120 anos do Tratado de Amizade Brasil e Japão. Boa sorte para todos!

 

===============================================================

Erika-Tamura

Erika Tamura

nasceu em Araçatuba e há 15 anos mora no Japão, onde trabalha com desenvolvimento de criação. E-mail: erikasumida@hotmail.com

 

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

AKIRA SAITO: COMPANHEIRISMO   “Todo esforço move o plano para algum lugar, quando este esforço é feito de forma conjunta, o resultado pode ser muito melhor”   Quan...
JORGE NAGAO: “Até Quando Você Quer Viver?”   Você assistiu a este “reality show” exibido no fim de 2012 pelo canal GNT?. O programa causou polêmica. Muitos gostaram mas a blogueira Iara...
SILVIO SANO: Não há mais vagas!!   Depois de certa idade, com a vida cada vez mais sedentária, o ideal à saúde é provocar autos exercícios, quaisquer que seja. Como há tem...
AKIRA SAITO: FAÇA SEMPRE POR MERECER   “Acredite em seu próprio poder e seja merecedor de suas conquistas”     Muitas pessoas sonham com algo grande e às vezes impo...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *