ERIKA TAMURA: Ensino Público no Brasil e no Japão

Semana passada fui conhecer a nova escola da minha filha, aqui no Brasil, em Araçatuba. O nome da escola é Jorge Corrêa, onde eu também estudei por alguns anos.
Sinceramente eu fiquei impressionada com a estrutura da escola, o método pedagógico e toda a interação no que diz respeito à alunos, pais e professores. Fiquei muito feliz em ter escolhido essa escola, e achei um privilégio a minha filha conseguir uma vaga ali, pois é muito difícil.

A escola é regida em período integral, onde é servido café da manhã, almoço e café da tarde. Possui uma grade curricular bem diversificada e atualizada, e o mais impressionante tudo gratuito!
No Japão, apesar do ensino ser público, temos que pagar, algumas taxas. O almoço é cobrado, barato, mas não é gratuito como no Brasil. E nas escolas japonesas é servido apenas o almoço, nada de lanches e é proibido levar qualquer tipo de comida e lanches de casa, tudo ali é muito rigoroso.

A educação no Japão é excelente, mas têm alguns pontos que acho inflexíveis demais, como por exemplo no verão, onde o calor japonês é massacrante, as crianças não podem beber água à vontade, tem o horário certo para matar a sede, outro exemplo, os pais não podem levar os filhos até a escola de carro, as crianças são obrigadas a irem a pé para a escola, não importa se está chovendo, nevando, com tufão, com terremoto… O que já foi pré determinado tem que ser cumprido ao pé da letra, sem brecha para jeitinho brasileiro. Aliás disciplina é a palavra que rege toda a vida escolar.

E isso,na minha opinião, faz com que os japoneses tenham comportamentos robóticos, e se tornem excelentes soldados, ou seja, agem apenas sob ordem, e obedecem a uma série de hierarquias, minando um pouco da autonomia pessoal e subjetiva que cada um carrega dentro de si.

Mas a intenção do artigo não é a de criticar o ensino público de um país e enaltecer o de outro, nada disso, apenas faço um comparativo e preciso relatar a minha surpresa com a escola da minha filha. Afinal, venho do Japão com uma ideia totalmente diferente de ensino público brasileiro, muitas pessoas me falavam que eu estava sendo louca e irresponsável em matricular minha filha em um escola pública brasileira, mas vou repetir o que falo à todos, estou realmente impressionada positivamente com a realidade que vejo atualmente na escola da minha filha, o problema é que é uma exceção à regra. Infelizmente o governo estadual, não tem condições financeiras de manter um projeto como esse em todas as escolas estaduais, por isso o Jorge Corrêa é a escola padrão e exemplo para as demais, mas também não vamos desanimar, quem sabe um dia o modelo do Jorge Corrêa se torne padrão escolar, como ocorre no Japão.

Fico muito feliz quando vejo que o Brasil ainda tem jeito e que nem tudo está perdido apesar dos pesares.

É claro que problemas existem, nem tudo é perfeito, mas no ensino privado também existem problemas, o que difere é que as resoluções podem estar mais alcançáveis, mas estou satisfeita com o ensino público que a cidade de Araçatuba oferece. Sei também o quão guerreiros são cada professores que ali estão, pois a realidade é bem menos cor de rosa do que no Japão.

Tudo isso faz com que os meus vários pontos de vista, que achava ser invariáveis, mudem cada vez que me depare com uma realidade como essa. E espero mesmo que, várias outras opiniões que tenho sobre o Brasil, mudem de forma positiva, como aconteceu agora no caso da escola da minha filha.

===============================================================

Erika-Tamura

Erika Tamura

nasceu em Araçatuba e há 15 anos mora no Japão, onde trabalha com desenvolvimento de criação. E-mail: erikasumida@hotmail.com

 

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

Beleza by YUMI KATAOKA: MAKE COPA 2014 Estamos há alguns dias para o início da COPA, então fiz um tutorial de maquiagem para podermos torcer para o Brasil juntos. Vamos lá??   ...
MUNDO VIRTUAL: Muito além dos R$ 2.000,00 Como consequência do que eu considero voracidade arrecadatória, recentemente foi vista a notícia de que os bancos devem informar à Receita Federal sob...
BEM ESTAR: Wabi-Sabi   Wabi Sabi Representa uma visão abrangente do mundo japonês, de uma estética centrada na aceitação da transitoriedade e da imperfeição. Esta ...
CANTO DO BACURI > Francisco Handa: Enquanto molhav...   Enquanto molhava os pés   Foi pelas areias molhadas Que caminhei enquanto do lado Esquerdo a água rolava em ondas A rebe...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *