ERIKA TAMURA: GAMAN – O segredo do povo japonês

 

Quase todos os dias, recebo e-mail de leitores me perguntando qual é o segredo do povo japonês para se reerguerem. Afinal, o Japão é exemplo de reconstrução, exemplo de fênix, pois tem o poder de renascer das cinzas.
Na minha opinião, o segredo se baseia em um conjunto de grandes e pequenos valores que somados fazem a diferença para o país se sobressair sobre qualquer adversidade. Valores como, o respeito ao próximo, o pensamento sempre priorizando o bem, a força de vontade admirável e foco para não desistir dos objetivos. Mas tem uma característica que admiro muito, e que pode ser o grande diferencial, é uma palavra que os japoneses usam muito por aqui, o GAMAN. Gaman, na tradução literária da palavra seria em português, aturar. Mas vai além disso, é um aturar que envolve paciência com suportar o ruim, na esperança de que algo bom venha depois.

Logo após o tsunami, quando estive visitando abrigos com as vítimas do tsunami em Miyagi, eu vi realmente o poder e a força dessa palavra, quando eu perguntava para as crianças se elas estavam famintas, e elas me responderam que sim, mas dá para fazer um GAMAN, pois estão todos na mesma situação, e ficar reclamando não vai resolver o problema. Isto é, elas estavam com fome sim, mas suportam tudo isso. Um país que tem crianças com esse tipo de pensamento, é um país que está preparado para estar no topo humanitário sempre! Crianças que já sabem o poder da palavra GAMAN, é realmente emocionante!

Admiro quando um japonês fala que uma situação está ruim, mas ainda dá para suportar. Quando eles usam essa palavra, gaman dekiro, ou seja dá para suportar, é porque a situação está realmente crítica, mas aguentam!

Acho isso muito incrível, digno de respeito e admiração certamente, pois vejo muitos brasileiros que vivem aqui, reclamando por coisas bem insignificantes. Por exemplo, logo após o tsunami, em um abrigo aqui em Ibaraki, uma brasileira ganhou um oniguiri (bolinho de arroz) para se alimentar, visto que na época havia uma escassez de alimentos, ela reclamou e disse que só o oniguiri não ia matar a sua fome… Lastimável !!

É claro que o sucesso de uma nação não se baseia somente nisso, ainda mais quando se trata do povo japonês, que possui uma cultura muito rica e cheia de significados. A evolução e o sucesso pode estar amparada numa tríplice estrutura importante: educação, tecnologia e inovação. A educação no Japão tem funcionado veementemente, tem alguns pontos que não concordo, mas isso não vem ao caso, recursos tecnológicos o Japão também possui, mas a inovação eu acredito estar ainda no processo inicial. Inovação tecnológica o Japão tem pioneirismo, mas falo em inovação na forma de interação mundial, de forma globalizada. É um país difícil de lidar nesses termos, por ser muito fechado, mas que agora aos poucos tem percebido a importância de uma abertura econômica, e a importância da quebra de barreiras, para uma melhor integração.

E em tudo isso também entra a palavra GAMAN, pois até mesmo nessas três vertentes estrutural é necessário suportar as adversidades externas, e a palavra inovação assusta um pouco os japoneses mais tradicionalistas e ninguém duvida que eles estão fazendo muito gaman, para poderem pensar num futuro melhor.

A conclusão que tiro de tudo isso é que, GAMAN, tem um significado mais forte, para mim, pode ser traduzido como resiliência. E disso tudo podemos tirar uma grande lição para o sucesso, resiliência com flexibilidade e jogo de cintura. O segredo para começar um Brasil melhor!

De nada adianta reclamar dos políticos, se você cidadão, não fizer a sua parte. A culpa não é dos políticos, e sim da situação favorável na qual você deixou chegar!

 

 

 

 

*Erika Tamura nasceu em Araçatuba e há 15 anos mora no Japão, onde trabalha com desenvolvimento de criação. E-mail: erikasumida@hotmail.com

 

 

 

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

JOJOSCOPE: Japão na GIFT FAIR 2015 O Japão estará presente na 50ª Brazilian International Gift Fair, uma gigantesca feira de utilidades domésticas e artigos para presentes voltada para ...
ERIKA TAMURA: O que é SABJA? SABJA (Serviço de Assistência aos Brasileiros no Japão), é uma Organização não governamental, que atua no Japão em benefício à comunidade brasileira. ...
JORGE NAGAO: Blocos paulistanos | Casimiro de Abre... Blocos paulistanos     O Jornal Nacional mostrou, como sempre, alguns blocos do carnaval carioca (cito alguns, no texto do Casimi...
CANTO DO BACURI > Mari Satake: Fragmentos     Fragmentos   Filha de imigrantes. Os pais vieram para cá muito jovens ainda. Vieram sem filhos acreditando que nos primei...

4 Comments

  1. Nao concordo com muitos pontos desta materia,
    Desculpa mais o povo japones nao tem valores, respeito um pro outro muito menos ( nem carteles nos transporte publicos fazem os jovens seder o lugar, amor ao proximo ? se nem amor pelos filhos e pais tem porq tanta violencia entre eles q a gente ve no dia a dia na tv)
    Vc fala sobre o gaman das criancas, gaman fazem em sudamerica ate o ponto de morrer de fome, gaman as criancas do japao fazem na escola ao ponto de se suicidar porq nao guentam tanto ijime!!
    Minha querida Japao e tecnologia, trabalho,dinhero , mais ta muito longe de ser um pais com amor ao proximo, moral e soliedaridade!!
    O povo se levanto depois do jishin porq e um pais economicamente bom! Sudamerica crece divagar sabe porq??? Nao tem dinhero , mais tem muito carinho ao proximo, ouviu alguma vez o ditado De um prato comen dois ou tres!?? E assim q nosso pova luta dia dia divagarinhu mais sem deixar de lado nossa fe em Deus e amor pela nossa familia!!
    La o povo rouba e mata de fome aqui o povo rouba por preguica de nao querer trabalhar e mata por falta de Moral e Amor!!

    • Com certeza você não teve uma educação japonesa para entender tudo isso… Pra você, bom mesmo é o Brasil, onde o “amor ao próximo” faz um delinquente matar uma pessoa por R$ 5,00… Quando tem alguma catástrofe (enchente, desmoronamento), ninguém saqueia, ninguém fura fila de distribuição de alimentos, todo mundo fica quietinho na fila organizada… Ora meu! Se não gosta, vai embora!

  2. muito bem erica li teu comentario e achei lindo,pois isso é a pura verdade,estive vendo em reportagens as crianças e os adultos que sobreviveram ao tusiname e aprendi que por muitas dificuldade que tenha enfrentado,nada se compara com o sofrimento que eles passaram ai mais dava pra ver que dentro de cada um havia uma esperança viva,isto com certeza é a grande misericordia de Deus que da força aos cansados e alivia a angustia dos oprimidos.Deus os abençoi em cristo Jesus

  3. concordo plenamente com vc o jp é um exemplo pra qualquer país que tudo é possível quando nos colocamos no lugar do nosso próximo. Omedetou para os nihonjins.

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *