ERIKA TAMURA: Japão e sua economia atual

Logo após o resultado da eleição norte americana, foi um reboliço só na mídia japonesa. Muito se especulou, mas nada havia de concreto para nenhum tipo de afirmação.

Eu acompanho tudo quietinha, no meu canto, e não quis escrever nenhum artigo até o presente momento porque eu queria ver o andar da carruagem, e a reação dos japoneses.

Pois bem, passado o baque da vitória do Trump, agora podemos ter alguma noção do que vem por aí? Não! Na verdade, ninguém sabe ainda, mas uma coisa posso afirmar com toda certeza, os japoneses estão muito cautelosos em relação ao futuro econômico. Um exemplo desse cauteloso receio, é o fato de nas primeiras semanas, logo após a vitória do Trump ser anunciada, o primeiro ministro do Japão, Shinzo Abe, foi aos Estados Unidos para um encontro “informal” com o Trump. Os japoneses viram isso como uma diplomacia nipônica, enquanto que o resto do mundo viu essa visita como um ato de desespero do Japão. O que é verdade nessa história, não sei, mas há várias vertentes de especulação.

O empresariado japonês, está tão cauteloso que, já se fala em uma nova crise e uma nova recessão, mas a verdade é que ninguém sabe o que irá acontecer de fato. O Trump tem o jeito dele, mas não é burro, portanto eu me apego a isso para se ter uma perspectiva otimista em relação a nova frente econômica. Que alguma coisa irá mudar, isso tenho quase certeza, só não sei se será bom para o mercado japonês.

Afinal, nesses últimos dias, a Toyota vem sofrendo várias consequências econômicas e políticas, só pelo fato de ter uma especulação envolvendo as suas fábricas no exterior. E o mercado de ações aqui no Japão está nessa oscilação financeira há dias, e pelo jeito continuará assim, até as certezas começarem a aparecer.

Os japoneses não são idiotas, eles se fazem de bonzinhos, bons vizinhos, abertos a negociações, mas não se iludam, os japoneses são perspicazes, e quando chegam para conversar, é porque já pensaram em todas as hipóteses e já estudaram minuciosamente tudo o que está por acontecer. Padrão ninja.

Eu sei bem como é difícil lidar com os japoneses, mas uma vez firmado o acordo, todos os lados ganham. E economicamente falando, o Trump poderá ser um ótimo presidente para os americanos, pois defende em primeiro lugar o interesse do seu povo, mas nas relações internacionais, pode ser que não seja tão bom assim para todos nós que não somos americanos.

Posso estar errada ou equivocada, mas o papel de um presidente de uma nação também é defender os interesses do seu povo, e trabalhar por eles, o discurso do Trump está bem claro a ideia da “América para os americanos”. O Japão não pode criticar o Trump por pensar e agir assim, pois a política do Japão é altamente protecionista e fechada. Os japoneses só não falam isso abertamente, mas na prática é.

Sei que vão chover críticas por esse artigo que escrevo, mas esse é o meu ponto de vista. Eu, uma brasileira, leiga em política e economia, apenas cidadã que vive no Japão, e que está aqui, relatando o que eu vejo, da maneira que enxergo a situação.

Outro dia, navegando pela internet, me deparo com um comentário, digamos que no mínimo, ignorante. Uma brasileira que vive no Japão, operária em uma fábrica, escreveu que para ela tanto faz quem ganhasse as eleições, poderia ser a Hillary, ou o Trump, ela estava pouco ligando para isso, pois não é americana, e tão pouco se interessa por política internacional. A minha cara de indignação foi imediata, como uma pessoa que mora no Japão, trabalha em fábrica, pode escrever um absurdo desse? Caso haja qualquer tipo de consequência econômica, devido a alguma atitude política do Trump, poderá abalar a economia financeira mundial, e quem irá sentir isso na escala do mercado econômico serão as indústrias. Será que essa pessoa estava no Japão na época da crise de 2008? Por isso eu digo que a alienação e distração podem ser perdoadas, mas a ignorância não. Não dá para perdoar a ignorância nos dias atuais, o acesso as notícias são muito intensos, mesmo que inconscientemente, ou mesmo que não queiram, as notícias pulam na nossa frente, e fazem parte do dia a dia.

Mas enfim, igual a essa brasileira do infeliz comentário, existem milhões de outras pessoas que pensam o mesmo, acham que vivem num mundo paralelo, e quando a crise chega, e os empregos se escassam, são os primeiros a reclamarem. Colocando toda a culpa no governo, governo de qualquer país, pode ser japonês, brasileiro, americano, o importante é culpar alguém.

Para quem acha esse papo de política chato, entender um pouco da economia local não é nenhum sacrifício. Falo para os meus filhos, mesmo que não tenham interesse no assunto de política internacional, leiam as notícias, e tentem entender um pouco o que acontece, pois só assim vocês terão argumentos sobre determinado assunto. Podem não dominar o tema, mas têm noção do coerente.

Tanto é que, a minha filha apresentou um texto no concurso de oratória em japonês, onde ela falou sobre a baixa taxa de natalidade no Japão, e a sua tendência decrescente, gerando uma crise previdenciária no país. Ela falou sobre tudo isso em japonês com 12 anos. E eu não forcei nada, foi do interesse dela discorrer sobre o assunto.

Portanto se a economia japonesa está cautelosa e numa posição de alerta, nós brasileiros, que vivemos no Japão, também temos que ficar atentos, pois se pintar uma nova crise agora, será um Deus nos acuda. E como em 2008, os primeiros a sentirem o baque, serão os estrangeiros que trabalham em indústrias. Todo cuidado é pouco.

 

ERIKA TAMURA

ERIKA TAMURA

nasceu em Araçatuba e há 18 anos mora no Japão, onde trabalha no Serviço de assistência aos brasileiros no Japão da Ong chamada Sabja

E-mail: erikasumida@hotmail.com
ERIKA TAMURA

Últimos posts por ERIKA TAMURA (exibir todos)

    photo1

    Related Post

    ERIKA TAMURA: Tokyo Motor Show 2017 Está sendo realizado, essa semana aqui no Japão, o Tokyo Motor Show. A maior feira automobilística da Ásia. Eu estive presente no dia de imprensa e...
    ERIKA TAMURA: Exposição Terra do Sol – pintores ni... (Foto: Erika Tamura)     No sábado dia 26 de abril, estive presente na Exposição de Arte, Terra do Sol – Pintores nipo-brasileiros...
    ERIKA TAMURA: Brasileiros de destaques no Japão Eu sempre falo que quando brasileiro se dedica com afinco em algo, não tem pra ninguém, é o melhor! Me deparo com algumas descobertas surpreend...
    ERIKA TAMURA: Dilma cancela viagem ao Japão Acabo de chegar em terras nipônicas e o que eu vejo não me agrada nada. Noticiários japoneses falando sobre o cancelamento da viagem da Presidente...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *