ERIKA TAMURA: Japão x Estado Islâmico

O Japão passou a viver momentos de tensão devido a uma infeliz declaração do seu Primeiro Ministro Shinzo Abe, que disse a imprensa internacional destinar 200 milhões de dólares para acabar com o terrorismo e ajudar os países que lutam contra o Estado Islâmico. Segundo Abe, esses 200 milhões de dólares não é propriamente em dinheiro vivo e sim em ajudas humanitárias.

Mas a verdade é que essa declaração enfureceu os ativistas extremistas do Estado Islâmico, fazendo com que dois japoneses fossem pegos como refém e consequentemente foram decapitados por não terem chegado em acordo nenhum.

Eu estava no Japão quando toda essa história começou, e na verdade as notícias mais reais e “pesadas”, tive acesso por internet em sites internacionais, pois a imprensa japonesa tem uma postura amena, eu diria que não é uma censura, mas evita a todo custo um alarde nacional, acho que resguardada seria a definição ideal.

Quando o primeiro japonês foi morto e sua foto já rodava a internet com o corpo decapitado e a sua cabeça em cima do corpo, a imprensa japonesa não mostrou de jeito nenhum, mostrava a foto dele na mira de uma faca terrorista e a outra foto era mostrada embaçada. Não sei qual o real motivo para o abrandamento dessas imagens, mas enfim, a verdade é que a situação atual do Japão me aprece delicada, para não dizer perigosa.

Enquanto tudo isso acontecia, eu acompanhei tudo pelo noticiário japonês e vi uma entrevista em rede nacional do Ministro Abe, onde ele se manteve firme na sua posição e reafirmando sempre que não se curvaria diante as ameaças do Estado Islâmico.

Sempre fui uma admiradora do Abe, e nunca escondi isso de ninguém, mas acho que agora ele colocou o Japão numa zona de risco desnecessariamente, e de graça!

Por causa das suas declarações, o Japão virou alvo terrorista, e o que mais me preocupa é que as Olimpíadas de 2020 será em Tóquio e está logo aí.

Segundo as próprias palavras dos terroristas, o Japão sempre foi um país neutro e totalmente fora de rota de ataques, e tem mais, está a mais de 8 mil quilômetros de distância, e por que o Premiê japonês decidiu se intrometer num assunto que não lhe diz respeito? Pois então agora a nação japonesa irá pagar por essa intromissão. Essas foram as palavras ditas pelo terrorista enquanto apontava uma faca para os dois prisioneiros japoneses, em tom de ameaça e com um inglês de sotaque britânico.

Posso estar enganada, e acho até que no Brasil as pessoas acham que estou exagerando, mas é um momento delicado e de alerta. E isso tudo pode afetar a economia japonesa. O ministro Abe, até agora vinha lutando bravamente numa política econômica que ele mesmo nomeou como Abenomics, e tudo isso pode ir por água abaixo por uma leviandade momentânea. Pois pra mim foi uma idiotice essa declaração do Abe, se meter num assunto onde o Japão não tem nada a ver, e sem pensar nas consequências que isso pode gerar para o Japão.

O Japão que até o momento mostrou-se pacifista e paciente até demais, afinal, a China e a Coréia do Norte vive provocando o Japão de diversas formas, e o governo japonês finge que nada vê e nada sente, e agora, colocou o dedo numa ferida alheia, por um motivo que realmente desconheço e se há realmente um motivo para tais declarações, creio que seja totalmente relevantes diante das consequências.

Agora é arcar com tudo isso e correr atrás para que nada de mais grave aconteça no Japão, um país que amo, mas que por um deslize de seu ministro, entrou no alvo terrorista.

 

 

 

===============================================================

Erika-Tamura

Erika Tamura

nasceu em Araçatuba e há 15 anos mora no Japão, onde trabalha com desenvolvimento de criação. E-mail: erikasumida@hotmail.com

 

 

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

JORGE NAGAO: Humorsquito e o Templo Zu Lai  Humorsquito     1) Se não mantiver a caixa d’água bem fechada, pode ser a gota d’água. 2) Se não remover as folhas da calha, ...
JORGE NAGAO: TRÊS SONETOS Três sonetos O soneto é composto por duas quadras e dois tercetos. Desde Camões até hoje é uma forma poética  que tem muitos seguidores apesar de ter...
CANTO DO BACURI – Francisco Handa: Oração pa... Era um velho templo naquela cidade do interior. Quando chegava a noite, o vento carregava a terra vermelha que impregnava as paredes, carcomidas p...
ERIKA TAMURA: O futuro dos jovens brasileiros no j...   Amo morar no Japão, admiro esse país que tão bem me acolheu, adoro viver aqui, mas tenho que fazer uma observação não muito positiva do que ...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *