ERIKA TAMURA: Manifestações no Japão

 

Essas últimas semanas têm sido intensas no Brasil, onde o povo saiu às ruas, fazendo suas manifestações e reivindicando os direitos adquiridos. Brasileiros residentes mundo a fora também foram às ruas em solidariedade ao que estava acontecendo no Brasil. E aqui no Japão também foram registradas algumas manifestações, como em Tóquio, Nagóia e Hamamatsu, cidades onde a concentração de brasileiros é maior.

Acho muito válida a iniciativa onde todos querem demonstrar a sua indignação com a realidade atual do Brasil, mas na minha opinião tem que se tomar cuidado com o que se fala, o que se pede e principalmente com a forma que isso está acontecendo. Esperei os ânimos ficarem mais contidos para escrever sobre os protestos no Japão, mais precisamente o de Tóquio, que é da região onde moro. Vi pessoas falando absurdos sobre a forma de protestar, por exemplo, li nas redes sociais, um grupo querendo protestar na frente da Embaixada do Brasil em Tóquio, acho errado isso, é a minha opinião, espero que entendam isso, mas o que as pessoas não entendem é que somos brasileiros morando no Japão, e dependemos de visto para garantir a nossa estadia aqui, e conhecendo a mente japonesa como conheço, sei que a maioria abomina todo e qualquer tipo de atitudes como essas, ainda mais vinda de um grupo de brasileiros. Porque a discriminação existe sim, mas quando se dá motivos para isso. E ao sinal do primeiro problema dentro do Japão, os brasileiros exigem a ajuda da Embaixada, oras, assim fica fácil, na hora de exigir ajuda, como no caso do tsunami no Japão e que havia uma eminência de acidente nuclear, os brasileiros exigiam que a Embaixada ajudassem os brasileiros que quisessem retornar ao Brasil, e a Embaixada ajudou dentro do possível, e agora querem protestar na porta da Embaixada, por que? E essa manifestação me deixou um pouco receosa quanto a imagem dos brasileiros no Japão. Concordo que a manifestação foi totalmente pacífica não houve nenhuma ocorrência no sentido, e quanto a isso, reconheço que a organização está de parabéns!

Mas as vezes me pergunto se o foco da manifestação realmente fora mantido até o fim, pois vi algumas reinvindicações fora do contexto. Enfim, a minha opinião é que se os governantes estão no poder é porque alguém votou neles, por isso sempre falo em consciência política e sempre sou criticada quando falo sobre isso. Agora acho que estão entendendo o que sempre quis dizer, e escrevi inúmeros artigos falando sobre a importância do voto consciente pois essa é a arma que temos para mudar o país, e disse mais, quem não votou ou quem anulou o voto, perdeu todo o direito de reclamar, pois é um direito desperdiçado. Quando escrevi sobre isso, recebi até um e-mail que estupidamente me dizia, que como moro fora do Brasil não tenho o direito de falar sobre ele, então tá… Já que moro fora do Brasil, não posso falar criticar o que vejo de errado, então também não tenho direito de participar da manifestação que ocorreu por aqui, é isso?

Enfim, minuciosidades críticas a parte, tudo o que eu já escrevi, está sendo falado e discutido no presente momento das manifestações Brasil a fora.

Quero deixar bem claro, que não sou contra as manifestações, acho que isso é um direito do povo, e deve-se usar mesmo esse direito, até o fim! E eu mesma, se estivesse no Brasil sairia para as ruas com a maior convicção pátria. O que quero dizer é que não concordo com as manifestações no Japão. Até agora, os japoneses não entenderam o que está acontecendo e não entenderam o motivo das manifestações por aqui. Cheguei até a ouvir de um grupo de japoneses, que indagavam o motivo e o objetivo de tal “bagunça” , como eles se referiram ao movimento, falaram até que havia cartazes escritos em japonês porque o grupo exigia um posicionamento do governo japonês em relação a isso tudo. É um absurdo? É!. Japoneses são alienados quando se refere a notícias do mundo, por isso falam o que pensam e geralmente sem saber a verdade das notícias, pois um deles ainda falou: “Esses brasileiros, estão pensando o que da vida? O Japão já dá emprego, visto, educação, saúde e eles ainda se acham no direito de vir até aqui e pedir isso do governo japonês??!!”. Quer dizer, eles não entenderam nada… Mas e daí? Eles estão no país deles, entendem se quiser, e como a maioria dos japoneses entendem tudo como eles querem entender, a manifestação contou com um lado ruim para a imagem dos brasileiros no Japão.

Conclusão que cheguei, achei tudo muito válido, mostrou que o povo quando quer sabe fazer valer os seus direitos, conseguem pensar para o início de uma nova conscientização política e isso é um grande passo, um avanço para a nação com certeza. Quero deixar os meus parabéns para as pessoas que organizaram as manifestações e que trabalharam para o sucesso das mesmas.

 

 

Erika Tamura

nasceu em Araçatuba e há 15 anos mora no Japão, onde trabalha com desenvolvimento de criação. E-mail: erikasumida@hotmail.com

 

 

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

AKIRA SAITO: SUCESSO = COMPROMISSO “Muitos chamam de sorte, mas para aqueles de sucesso, o nome é compromisso”   Muitas pessoas ao verem o sucesso de outras, logo disparam que ...
JOJOSCOPE: Natal com Pato Fu       Ending do  Fantástico. Pato Fu no embalo dos brinquedos em clima de Natal. Jojoscope entra no clima desejando sup...
BEM ESTAR: Como estão vivendo? Tudo que existe  nesse planeta, cumprem  devidamente os ciclos repetidamente, em harmonia, renovando cada vez mais. O ser humano também vive de aco...
AKIRA SAITO: HEALTH AFTER 45 “A idade de uma pessoa deve ser medida pela sua disposição à vida e não apenas pelo ano de nascimento”   No título traduzido “Saúde depois do...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *