ERIKA TAMURA: Nevou em março em Tokyo

Hoje, quarta feira, dia 21 de março, feriado no Japão. Dormi até mais tarde, quando acordei, olhei pela janela e não acreditei no que vi: Neve!

Nevou hoje! Em pleno mês de março, e olha que não estamos no começo do mês e sim, quase no final. Ah, e só para completar a informação, o feriado de hoje no Japão é devido ao equinócio da primavera…

Primavera e neve, acho que é a primeira vez que vejo isso.

Comecei a prestar atenção em tudo o que vem acontecendo, não só na minha vida, mas no mundo. Nossa, o mundo está uma loucura, não é mesmo? Não me refiro somente as variações climáticas, mas já pararam para pensar nos últimos acontecimentos da sua vida? Você realmente tem dado valor ao que é importante? Tem feito o que você gosta? Ou está vivendo no automático?

Não sei se essa impressão é válida só para mim, mas não parece que cada vez mais o tempo tem passado muito mais rápido? Já estamos no fim de março de 2018!!!

Parece que foi ontem que eu estava arrumando a minha mala para passar o ano novo num chalé, no meio da neve… Mas isso já foi, passou, assim como já passou janeiro, fevereiro e março está no seu finalzinho.

Lembro-me quando eu decidi fazer uma faculdade aqui no Japão, muitas pessoas me criticaram, e acharam loucura eu estudar durante 4 anos, diziam que era muito tempo. Mas se parar para pensarmos, estou aqui há 20 anos, cada faculdade leva 4 anos, já dava para eu ter feito 5 faculdades nesse tempo. E é isso que as pessoas não se dão conta: de que o tempo passa!

Por isso acredito cada vez mais que, não podemos desperdiçar nenhum minuto do nosso tempo. E que o tempo é o nosso bem mais precioso, portanto, não aceite perde-lo com coisas mínimas e sem fundamentos.

Passamos a viver no automático, quando os objetivos e as metas já se perderam pelo caminho, e nada mais passa a ter sentido. Qual a melhor solução? Gostaria de ter uma resposta para isso. Mas acho que, estabelecer novas metas, seria um caminho.

No decorrer da minha vida, passei a entender que o impossível não existe. Pois tudo o que me falaram que seria impossível que eu realizasse, eu consegui. Claro que não foi fácil, e o caminho… Ah o caminho foi de sacrifícios, mas tudo é tão recompensador.

No mundo, também não existe impossível. Os mais importantes centros de previsão de desastres naturais, alegavam que em Kobe não havia a menos possibilidade de ocorrência de abalos sísmicos, até o momento do grande e fatal terremoto em 1995. E a neve de hoje? Quem imaginaria que nevaria no primeiro dia da primavera no Japão?

Portanto, aquela intrigazinha que te preocupa, pode ficar para trás, a fofoca, pode ser ignorada. Aquela pessoa que diz não gostar de você, não é importante. A mesquinhez do mundo pode ser resolvida com um toque soberbo, por quê não? Mas com muita consciência de que a nossa vida é muito breve, por esse motivo, por que não façamos o melhor? Porque ser feliz é prioritário, ou pelo menos deveria ser, para todos nós.

Lembre-se: pode ser que na sua primavera também neve!!

 

ERIKA TAMURA

ERIKA TAMURA

nasceu em Araçatuba e há 20 anos mora no Japão, onde trabalha no Serviço de assistência aos brasileiros no Japão da Ong chamada Sabja

E-mail: erikasumida@hotmail.com
ERIKA TAMURA

Últimos posts por ERIKA TAMURA (exibir todos)

     

    Related Post

    ERIKA TAMURA: Feliz 2015! Primeiramente quero iniciar o artigo agradecendo a todos que estiveram presentes na minha vida, 2014 foi um ano incrível, conforme compartilhei al...
    MUNDO VIRTUAL: Inteligência cibernética – su... Meu intuito hoje é estabelecer uma relação entre a forma de funcionamento da mente humana e a obtenção de benefícios no mundo virtual, a partir da idé...
    CANTO DO BACURI > Mari Satake: E ela fez sessenta ... Naquele dia ela não estaria para ninguém. Ficou só, reclusa consigo mesma. Acordou bem cedo, se arrumou toda e saiu. Sem destino definido, apenas saiu...
    TÊNIS DE MESA: Estrutura do esporte no Brasil   Para um país que vai sediar as Olimpíadas daqui a 4 anos, deveríamos aprender muito mais com as grandes potências do mundo; como criar uma p...

    Comments are closed.