ERIKA TAMURA: Novamente Brasil

Estou de volta ao Brasil, para um compromisso que assumi com o Consulado do Japão em São Paulo, onde fui convidada para participar de uma reunião.

Aproveitando a minha estadia em Araçatuba, a escola onde minha filha estuda, representada pela diretora Ilma, convidou-me para eu ministrar uma palestra para os jovens. E aceitei prontamente, pois falar para os adolescentes me revigora.

Pois bem, fui hoje, dia 20, na escola Jorge Corrêa de Araçatuba para a conversa com os jovens. O tema foi: Educação no Japão.

Relatei sobre as diferenças das escolas no Brasil e no Japão, as diferenças culturais são enormes, e por isso os alunos se mostraram tão interessados.

Mas para mim, mais importante que falar sobre cultura japonesa, é conseguir despertar algo nos jovens. E o que é esse “algo”? É indefinido, mas tento explicar assim, é aquele brilho no olhar, é aquele momento que os alunos entendem que são privilegiados, é despertar a consciência da importância deles para o mundo, é mostrar que todos são capazes e o quão importante é sonhar.

E enfatizei bem isso, o sonho! Sonhem alto, façam desse sonho o objetivo da vida de vocês e corram atrás. Não há nada de errado nisso.

Errado é parar no tempo, errado é não evoluir, errado é não acreditar em si mesmo. Isso é prejudicial, pois a estagnação não é bom em nenhuma área da vida.

Minha filha Melissa, fez um poeminha para um trabalho escolar, e em poucas palavras mandou um super recado para todos:

 

“Comparar você do ano passado

Ver a melhoria

E elogiar a si mesmo

Não é vergonha

Comparar você do ano passado

e não ver a melhoria

Isso que é vergonha”.

 

Se as minhas palavras na palestra de hoje, conseguir fazer a diferença na vida de um desses jovens, para mim, já valeu a pena. Missão cumprida!

A troca de energia que ocorre nessa interação com os jovens, me revitaliza. Sei que dou a palestra para falar sobre a minha experiência, mas me faz tão bem que sinto que a maior beneficiada sou eu!

A escola que minha filha estuda é pública, estadual, e de excelente qualidade. Já escrevi sobre isso antes, mas tenho que reforçar que a qualidade do ensino dessa escola me surpreendeu. Moro no Japão há muito tempo, e tinha algumas ideias estereotipadas e erradas sobre alguns aspectos do Brasil, e isso incluía a escola pública. Portanto o fato da minha filha frequentar essa escola, para mim, é motivo de orgulho!

Me surpreendeu positivamente o fato da maioria dos jovens ali presentes, já saberem a carreira profissional que querem seguir. Pois quando dou palestras desse tipo para alunos brasileiros no Japão, a resposta é desanimador, pois a maioria encontra-se perdida em relação ao futuro.

O Nelson Mandela, fez um discurso de posse em 1994, que acho excelente, e adoro replicar para mim mesma nos momentos difíceis:

“Nosso grande medo não é o de que sejamos incapazes.

Nosso maior medo é que sejamos poderosos além da medida. É nossa luz, não nossa escuridão, que mais nos amedronta.

Nos perguntamos: “Quem sou eu para ser brilhante, atraente, talentoso e incrível?” Na verdade, quem é você para não ser tudo isso?

Bancar o pequeno não ajuda o mundo.

Não há nada de brilhante em encolher-se para que as outras pessoas não se sintam inseguras em torno de você.

E a medida que deixamos nossa própria luz brilhar, inconscientemente damos as outras pessoas, permissão para fazer o mesmo”.

Não é incrível isso?

 

Podemos ser brilhantes? Sim, podemos! Só depende da conscientização e força de vontade de cada um.

ERIKA TAMURA

ERIKA TAMURA

nasceu em Araçatuba e há 18 anos mora no Japão, onde trabalha no Serviço de assistência aos brasileiros no Japão da Ong chamada Sabja

E-mail: erikasumida@hotmail.com
ERIKA TAMURA

Últimos posts por ERIKA TAMURA (exibir todos)

     

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *