ERIKA TAMURA: Olimpíadas de Tóquio e seus problemas.

Estamos em 2015, faltando 5 anos para a realização das Olimpíadas de Tóquio em 2020, e o país se vê em uma onda de sucessivos escândalos.

Primeiro foi a história do plágio do logo, onde o designer Kenjiro Sano, fora acusado de plagiar o logo do Teatro de Liége na Bélgica. O logo do teatro de Liége foi desenvolvido pelo designer belga, Olivier Debie, e na minha opinião, é idênntico ao logo desenvolvido pelo designer japonês para as Olimpíadas. Num primeiro momento o Japão negou a acusação de plágio, mas a mídia japonesa não falava em outro assunto, tnto se falou que foram aparecendo novas acusações, de propagandas, de designers em sacolas, etc. Conclusão: O Japão decidiu não usar o polêmico logo de Kenjiro Sano e até agora não sei na verdade, qual o logo a ser utilizado.

Eu, propriamente, gosto do logo usado na fase de seleção das cidades para ser sede das Olimpíadas de 2020. Um logo onde o aro olímpico é desenhado por flores. Não sei porque não utilizam esse desenho, acho simples, lindo e significativo. A cara do Japão, pois a bandeira do Japão, apesar de ter seus significados é de uma simplicidade espetacular.

A mídia japonesa, mostrou o momento da retirada dos logos olímpicos das principais ruas de Tóquio, e a repórter japonsa, perguntando ao público qual a sensação em ver isso, onde os entrevistados respondiam sentir vergonha com tudo isso que está acontecendo.

Outro constrangimento que ocorreu no Japão, relacionado às Olimpíadas, se deu com a construção do estádio olímpico, ou sua não construção, até o momento. Para os japoneses, a obra está atrasada e ainda foi detectada irregularidades orçamentárias com o projeto. O falatório foi tanto, a ponto do Primeiro Ministro japonês, Shinzo Abe, vir a público para pedir desculpas ao povo, e dizer que as obras serão retomadas, dessa vez sem desvios de verbas, pois há uma grande preocupação em relação ao término do estádio até 2020.

O Japão também descartou o trabalho de um designer britânico para um novo estádio que atenderia tanto os jogos olímpicos quanto a copa do mundo de rugbi.

Particularmente tenho vivido na pele a polêmica do estádio de rugbi. Tudo porque a sede da ONG que eu trabalho, fica localizada exatamente ao lado do estádio de rugbi em Tóquio. E já recebemos a intimação para que nos mudemos até o mês de dezembro, porque o prédio atual será demolido para englobar as dependências do novo estádio.

E quase todos os dias, presencio manifestações e protestos contra a demolição do estádio atual e construção de um novo, sendo que o atual poderia ser aproveitado, sem a necessidade de quebrar tudo e construir outro. Mas pelo jeito, de nada tem adiantado, pois o tempo está correndo e a intimação continua válida.

Como todos podem ver, os problemas com a realização de uma olimpíada não acontece somente no Brasil.

Não dá para comparar, mas não é porque o Japão é um país desenvolvido que tudo ocorre às mil maravilhas.

A vantagem é que apesar de tudo, o Japão sabe como resolver os problemas, e não tenho dúvidas de que as Olimpíadas de Tóquio será um sucesso.

 

 

 

ERIKA TAMURA

ERIKA TAMURA

nasceu em Araçatuba e há 18 anos mora no Japão, onde trabalha no Serviço de assistência aos brasileiros no Japão da Ong chamada Sabja

E-mail: erikasumida@hotmail.com
ERIKA TAMURA

Últimos posts por ERIKA TAMURA (exibir todos)

     

    Related Post

    AKIRA SAITO: CERTO É CERTO E ERRADO É ERRADO     “Um ato errado não pode se transformar em algo certo, apenas porque muitas pessoas assim o desejem”   Com o avanço da tecnologia...
    CANTO DO BACURI > Francisco Handa: Entregador de c... Entregador de compras Omar chega devagar Pede com delicadeza “quero ajudar!” Leva num carrinho compras Leva num carrinho sonhos. Omar é no...
    AKIRA SAITO: MELHOR QUE ONTEM “As desculpas lhe servem apenas para manter o estado atual: O de Comodismo”     A busca constante pela perfeição nos traz sempre a be...
    LEGISLAÇÃO com FELÍCIA HARADA: ALIENAÇÃO PARENTAL... (Lei nº 12.318, de 26 de agosto de 2010)   Quando do advento da Lei nº 12.318, de 26 de agosto de 2010, assistimos pela mídia notícias sobre a a...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *