ERIKA TAMURA: Paulinho Gogó no Japão

Queridos leitores, eu não estou acreditando que já estamos no final do ano. Meu Deus, como passou rápido!

Ao mesmo tempo que paro para pensar sobre o fato de já estarmos no fim do ano, também acho que foi um ano longo em outros aspectos. O motivo é que tenho metas traçadas para o ano de 2017, e não vejo a hora de começar a realiza-las.

Confesso que o mês de dezembro aqui no Japão é uma época triste, pelo menos para mim, pois estou longe da família, mas enfim, é a hora em que mais torço para acabar logo o ano.

E esse finalzinho de ano, tem sido bem corrido para mim, estou organizando um evento que tem ocupado todas as horas do meu dia. É um show beneficente do Paulinho Gogó no Japão.

Para quem não conhece, Paulinho Gogó é um personagem do programa humorístico “A praça é nossa”, e tem o bordão: ” Quem não tem dinheiro, conta história”.

Quando o humorista Luiz França entrou em contato comigo e propôs a ideia de realizarmos esse show no Japão, a princípio fui contra, porque pensei em não fazer nenhum evento em dezembro, pois é um mês corrido por si só, são vários relatórios que tenho que fazer no meu trabalho, fechamento de projetos, balanço de realizações das ações sociais da ONG que trabalho, fora os “bonenkais” (confraternização de final de ano) que participo. Mas depois, pensei bem, respirei e busquei a resposta no meu coração. Se para mim, festas de fim de ano aqui no Japão são tristes, para algumas outras pessoas também são. E por que não trazer um pouco de alegria com um show que faça o pessoal sorrir e espantar, mesmo que momentaneamente, a tristeza? Sim, está decidido! Vamos fazer esse show e fazer que ele seja inesquecível para quem for assistir.

A sensação de acolhimento nessas horas é essencial.

Natal é uma data que no Japão praticamente não existe. Existe o lado comercial, as lojas enfeitadas, todos os lugares com algum tipo de iluminação natalina, mas a verdadeira razão do Natal, a maioria dos japoneses desconhece, afinal não é um povo cristão. Eu não quero nunca esquecer que Natal é a data de nascimento de Jesus Cristo, e não quero ser dominada pela ideia comercial e meramente capitalista que existe no Japão. Por favor.

Quando propusemos ao Maurício Manfrini (ator que faz o Paulinho Gogó), fazer um evento beneficente para a ONG e ele topou, fiquei muito feliz! Temos que valorizar esse tipo de atitude, pois um artista, que tem o seu ganha pão nos shows, com um personagem, topar sair do seu país, numa agenda apertadíssima, atravessar o mundo e concordar em fazer um show beneficente, me faz acreditar que ainda existem pessoas admiráveis!

Sabe o que admiro em uma pessoa? O que ela é, e não o que ela tem. As coisas que o dinheiro não compra, é o que realmente mostra as qualidades e os defeitos das pessoas. Defeito todo mundo tem, mas as qualidades devem ser valorizadas.

Organizar evento dá trabalho, mas é o que eu gosto realmente de fazer. Se pudesse, largaria todos os outros trabalhos e faria somente evento. Acho que um dia eu chego lá, pelo menos é isso que tenho buscado fazer, e essa é uma das metas de 2017, um dos motivos que me deixa ansiosa para que o tempo passe logo.

Dá vontade de fazer um pedido assim: Senhor tempo, passe rápido para eu poder chegar logo no meu objetivo, mas não tão rápido que eu não possa usufruir de todo o trajeto até lá, pois quero caminhar, as vezes rápido, mas também alternar com passos vagarosos. Se possível descansar quando estiver cansada, e correr quando eu tiver muita energia, sem muita pressão, se bem que, muitas vezes uma pressãozinha faz bem, e pode ser um incentivo para a realização de tarefas. E, por fim, quero chegar ao meu destino final, plena, completa e feliz, muito feliz com o resultado obtido. Prometo que serei profissional e comprometida. Terei responsabilidade e peço sabedoria para poder ter discernimento nas tomadas de decisões. Muito obrigada.

Será que dá para ser assim? Como seria bom não é mesmo?

Como disse no artigo anterior, a vida é um sopro, e aproveita-la bem exige um certo comprometimento consigo mesmo, é uma busca infinita de razões e objetivos. Uma gangorra de emoções, com certezas e incertezas a serem encontradas pelo caminho.

Hoje em dia, quem é que tem certeza de alguma coisa? Muitos acham que têm, mas na verdade, não têm…

Quero um mês de dezembro leve, sem tristeza no olhar e sem tempo para pensamentos negativos. Por isso a presença do Paulinho Gogó no Japão é tão significativo para nós. Uma alegria, que chegará em boa hora para os brasileiros que assim como eu, não sabem o que é Natal há muito tempo.

 

ERIKA TAMURA

ERIKA TAMURA

nasceu em Araçatuba e há 18 anos mora no Japão, onde trabalha no Serviço de assistência aos brasileiros no Japão da Ong chamada Sabja

E-mail: erikasumida@hotmail.com
ERIKA TAMURA

Últimos posts por ERIKA TAMURA (exibir todos)

    photo1

     

     

    Related Post

    BEM ESTAR: Somos passageiros de um Amor Eterno Somos Luz! Somos  o Amor! A nossa essência é puro Amor! Irradiamos Luz, irradiamos Amor! Somos centelha de Luz, que vamos acendendo a Luz ...
    ERIKA TAMURA: Suíça e sua democracia ativa Recentemente estive na Suíça, de férias. Fui passear, mas achei interessante a forma de governo suíço. O governo da Suíça é constituído por set...
    MUNDO VIRTUAL: Bloqueio da internet móvel após o f... Um assunto tem voltado às telas dos noticiários nestes últimos dias: o bloqueio da internet móvel após o fim da franquia de dados contratada, que pass...
    ERIKA TAMURA: Show do Begin em Tokyo No último dia 20, passei por uma experiência única e inesquecível. Fui ao show da banda Begin, aqui no Japão. Para quem não sabe, Begin é uma banda...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *