ERIKA TAMURA: Tokyo Sky Tree

 

Semana estive visitando a torre Sky Tree, localizada na capital japonesa, Tóquio, às margens do rio Sumida.

Sky Tree, que esse mês comemora um ano desde a sua inauguração está em festa. Milhares de turistas se aglomeram à sua volta em busca de um melhor ângulo para as fotos. E para comemorar o seu aniversário, durante a noite, a torre conta com um jogo de luzes especiais, que muda de cor a cada momento. Realmente muito lindo!

O que me impressionou mesmo foi a grande quantidade de pessoas para subir na torre, mesmo em um dia nublado, e ameçando chover, a fila era quilométrica. Incrível, o que uma atração turística é capaz de fazer, pois tudo em volta gira em torno do Sky Tree, uma movimentação econômica considerável, geração de empregos e oportunidades incríveis, construção de estações de trens e paradas de ônibus, tudo para atender a demanda turística que para ali emergiu no último ano.

A torre possui 634 metros de altura, quase o dobro do que possui Tokyo Tower, até então um dos maiores símbolos da capital nipônica, que possui 333 metros de altura. E essa altura de 634 metros não é por acaso, a torre Sky Tree, na verdade, presta uma homenagem à um samurai japonês, considerado como herói, chamado Musashi, e os números (6-Mu, 3-sa, 4-shi) é uma abreviatura do nome do homenageado.

Essa é a terceira vez que vou passear no Sky Tree, e todas as vezes, sempre enxergo com um olhar diferente, parece que fica cada vez mais atraente, mais envolvente. Cada vez que vou descubro uma curiosidade, me surpreendo com um olhar diferente.

A começar pelos elevadores, lindos, chiques e rápidos, sobem 300 metros numa rapidez questionadora.

Depois a vista, é algo inacreditável, Tóquio parece brinquedo. E ainda tem um chão de vidro, que me dá vertigens toda vez que chego perto.

Tudo isso me encanta, mas o que realmente me chama a atenção é a quantidade de pessoas, como disse anteriormente, muitos turistas. Soube que logo após o terremoto/tsunami de 2 anos trás, o número de turistas no Japão caiu 30%, mas tenho quase certeza que esse número já não existe mais, pois percebi que o turismo no Japão continua em ritmo aquecido, o que é muito bom! E se depender do primeiro ministro japonês, esse número deve aumentar, pois Abe, incentiva a vinda de capital estrangeiro, e até mesmo a circulação monetária interna, uma forma de movimentação financeira a curto prazo.

Mas também, dá para entender todo esse alvoroço todo em torno do Tóquio Sky Tree, e essa demanda no turismo do Japão, aqui é um país lindo, e que vale muito a pena ser visitado e mais do que isso, conhecer a cultura japonesa, e entender o porquê de cada ponto turístico ter se tornado a referência e símbolo que lhes é designado.

 

 

Erika Tamura

nasceu em Araçatuba e há 15 anos mora no Japão, onde trabalha com desenvolvimento de criação. E-mail: erikasumida@hotmail.com

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

JORGE NAGAO: O Hino Nacional Brasileiro   Há uns dez anos, Barrichello estava no pódio quando ouviu os primeiros acordes de um hino que lhe pareceu familiar. Cutucou o Schumacker e p...
SILVIO SANO > NIPÔNICA: Participar é preciso…... O tema desta Nipônica, depois de tudo que ocorreu ao longo da semana que passou, não poderia ser outro senão... o mar de lama, inclusive literal, que ...
CANTO DO BACURI > Mari Satake: A mulher que desapa...   A mulher que desapareceu Nasceu no sertão da Paraíba. Com a mãe e cinco irmãos veio para São Paulo muito criança ainda. Devia ter em torno ...
ERIKA TAMURA: A QUEDA DAS MINISTRAS NO JAPÃO Essa semana, no Japão, duas ministras pediram afastamento do cargo por serem suspeitas de corrupção e algumas outras ilicitudes a mais. A ministra ...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *