ESPECIAL: Em ano olímpico, 60ª edição do Prêmio Paulista homenageia destaques esportivos

A edição de número 60 do Prêmio Paulista de Esportes não poderia acontecer em momento mais propício: às vésperas da competição mais importante do planeta, os Jogos Olímpicos Rio 2016. E pelo quinto ano consecutivo, a cerimônia de entrega terá como palco a Câmara Municipal de São Paulo, maior Casa Legislativa da América Latina. A noite de gala do esporte nikkei será no próximo dia 16, com a presença de dirigentes e convidados especiais.

 

Câmara Municipal de São Paulo receberá evento pelo quinto ano consecutivo. Foto: Arquivo Jiro Mochizuki.

Câmara Municipal de São Paulo receberá evento pelo quinto ano consecutivo. Foto: Arquivo Jiro Mochizuki.

 

Idealizado pelo extinto Jornal Paulista – que mais tarde se uniria com outro tradicional jornal da comunidade nipônica, o Diário Nippak, dando origem ao Nikkey Shimbun (em japonês) e Jornal Nippak (em português), que a partir da fusão encaparam a sua realização – o Prêmio Paulista de Esportes tem como objetivo justamente valorizar e incentivar novos talentos nikkeis e reverenciar o trabalho de dirigentes abnegados.

Este ano, além das 18 modalidades especiais, a Comissão Organizadora indiciou quatro personalidades para receber o Prêmio Especial. Um dos destaques é o jogador de beisebol Paulo Roberto Orlando, astro do Kansas City Royals da Major League Baseball (MLB). O jardineiro (posição em que atua) tornou-se o primeiro brasileiro a conquistar um título da World Series.

 

Homenageados – Além dele, outros atletas brasileiros que brilharam lá fora também foram homenageados pelo Prêmio Paulista. Casos do mesa-tenista Hugo Hoyama, atual técnico da equipe feminina de tênis de mesa. Maior campeão brasileiro na modalidade, Hoyama participou de seis Olimpíadas e conquistou 15 medalhas em Jogos Pan-Americanos, sendo 10 de ouro.

A nadadora Poliana Okimoto foi outra atleta nikkei que projetou o nome do Brasil no exterior. Campeã Mundial de Águas Abertas e com vaga assegurada para a maratona aquática nos Jogos Olímpicos, Poliana também foi homenageada pelo Prêmio Paulista de Esportes.

Mas não foram só atletas de destaques os únicos homenageados. Aqueles que “ralam” em modalidades muitas vezes distantes de qualquer holofote e que da mesma forma contribuem para preservar a cultura japonesa também tiveram seus nomes lembrados.

Para Marcos Yamada, colaborador do Jornal Nippak e um dos coordenadores do Campeonato Brasileiro Intercolonial de Tênis de Mesa, a maior competição do gênero na América Latina – e que este ano chegou a sua 66ª edição na Acema (Associação Cultural e Esportiva de Maringá) – o Prêmio Paulista de Esportes é atualmente “a única homenagem que existe atualmente para o pessoal da comunidade nipo-brasileira que trabalha no e com esportes”. “Sem dúvida nenhuma, trata-se de um reconhecimento de que alguma forma colabora para a evolução dos atletas, clubes e dirigentes”, destaca Yamada, que congratula a Comissão Organizadora pela iniciativa. “É uma pena, o esporte nikkei não conta com apoio oficial de nenhum órgão governamental”, lamenta.

 

Auditório costuma ficar lotado no dia da cerimônia. Foto: Arquivo Jiro Mochizuki.

Auditório costuma ficar lotado no dia da cerimônia. Foto: Arquivo Jiro Mochizuki.

 

Ferramenta – Parceiro do Prêmio Paulista de Esportes, o vereador Aurélio Nomura, líder da bancada do PSDB na Câmara Municipal lembra também que o Prêmio Paulista é um dos mais antigos da comunidade nikkei.

“Em um momento ou outro, vários atletas que representaram ou vão representar o Brasil nos Jogos Olímpicos já foram agraciados com o Prêmio”, diz o vereador, acrescentando que o “incentivo serve também para os dirigentes que ajudam a manter acesa a chama trazida pelos imigrantes japoneses”.

“A história da imigração japonesa no Brasil é sustentada pelo tripé educação, esporte e cultura. Então, a gente verifica que, mesmo naquela época, os pioneiros já percebiam que não adiantava somente trabalhar. Havia a necessidade de se fortalecer o caráter dos jovens, o que era possível através da prática de esportes”, destaca Nomura, acrescentando que “certas modalidades que nossos antepassados trouxeram na bagagem hoje estão perfeitamente integradas à sociedade brasileira”. “É o caso das artes marciais, representadas pelo judô e karatê. Temos também o beisebol, que revelou atletas que hoje são destaques no cenário internacional, como os jogadores Paulo Orlando e Yan Gomes [atualmente no Cleveland Indians]. Enfim, o esporte é uma ferramenta importantíssima não só para forjar o caráter dos jovens como também ajudou os japoneses a superarem a timidez e assim se integrarem à sociedade brasileira”, ressalta Aurélio Nomura.

 

ALDO SHIGUTI

ALDO SHIGUTI

Redator-chefe
ashiguti@uol.com.br
ALDO SHIGUTI

Últimos posts por ALDO SHIGUTI (exibir todos)

     

    Os homenageados deste ano são:

     

    ATLETA / MODALIDADE

    Alberto Luis Fukuda – Atletismo

    Antonio C. Matsubara – Tiro ao Alvo

    Basilio Vicente Parachin – Kobudo

    Camila M. Oguira Silva – Softbol

    Hideko Nakahara – Kenko Taisso

    Issao Saito – Mallet Golf

    Itsuko Ichida – Rizumu Taisso

    Jorge Ishii – Golfe

    Mario Morimoto – Tênis de Mesa

    Oscar Yukio Hayashi – Kendô

    Paulo Roberto Orlando – Beisebol

    Roberto Mitio Harada – Judô

    Rui Aparecido de Sá Júnior – Sumô

    Sergio Hiroshi Takamatsu – Karatê

    Sueo Shimada – Park Golfe

    Takeshi Saguti – Gatebol

    Valdemar Tumao Sassaki – Tênis de Campo

    Yuriko Yoshioka – Aikidô

     

    Especiais:

    Kenji Ishii (Especial) / Seiti Sacay (Especial/Atletismo) / Mario Nakati (Especial/Karatê) / Yoshi Nishii (Especial/Golfe)

     

     

    Related Post

    QUILT NIHON: Patchwork japonês em exposição pela 1...   Na onda dos grandes eventos acontecendo por aqui, o Brasil recebe uma das mais importantes exposições de patchwork contemporâneo do mundo: a...
    RIO DE JANEIRO: Festa de despedida ao cônsul-geral... Em 19 de fevereiro de 2017 a comunidade se despediu do Sr. Tsuyoshi Yamamoto, cônsul-geral do Japão no Rio de Janeiro, na sede da Associação Nikkei do...
    SILVIA IN TOKYO: ATOR QUE VIOLENTOU FUNCIONÁRIA DE... PEDIDO DE DESCULPAS CARREGADO DE RANCOR SURPREENDE REPÓRTERES       O ator Yuta Takahata, 22, que estava detido em Maebashi (...
    TRADIÇÃO: Palestra e workshop no Bunkyo desvendam ...   A Fundação Japão e o Consulado Geral do Japão em São Paulo promovem no dia 2, no Pequeno Auditório do Bunkyo (Sociedade Brasileira de Cultur...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *