Especial/61º PRÊMIO PAULISTA DE ESPORTES: Homenageados destacam importância do 61º Prêmio Paulista de Esportes

Uma cerimônia singela, repleta de amigos, mas de grande significado para os homenageados. Assim foi a cerimônia de entrega do 61º Prêmio Paulista de Esportes realizada na noite desta terça-feira, 18, na Câmara Municipal de São Paulo. Diante de uma plateia seleta, formada, entre outros, pelo cônsul geral do Japão em São Paulo, Takahiro Nakamae – que prestigiou o evento pela primeira vez – e o líder do Governo na Câmara Municipal de São Paulo, o vereador Aurélio Nomura, atletas e dirigentes puderam viver um dia de glória para quem, muitas vezes, passa o ano inteiro longe dos holofotes.

 

Todos os homenageados com a entrega do 61º Prêmio Paulista de Esportes. Foto: Jiro Mochizuki

 

Idealizado pelo extinto Jornal Paulista – que mais tarde se uniria com outro tradicional jornal da comunidade nipônica, o Diário Nippak, dando origem ao Nikkey Shimbun (em japonês) e Jornal Nippak (em português), que a partir da fusão encaparam a sua realização – o Prêmio Paulista de Esportes tem como objetivo justamente valorizar e incentivar novos talentos nikkeis e reverenciar o trabalho de dirigentes abnegados que contribuem e contribuíram para a divulgação e preservação das modalidades trazidas pelos imigrantes pioneiros, como o beisebol, judô e karatê, entre outras modalidades.

 

Akio Ogawa (Tiro ao Alvo). Foto: Jiro Mochizuki

 

Hoshino Hitomi (Especial-Haiku). Foto: Jiro Mochizuki

 

Retribuição – Para os homenageados, indicados por suas respectivas associações, clubes, instituições e entidades, um reconhecimento que serve de estímulo para continuar se dedicando ao que mais gostam de fazer.  E o fazem com amor. Como Yudo Yassunaga, presidente da Anma – Associação Nikkei Mirim de Atletismo – que há 19 anos realiza a Cajina – Competição Adulto Juvenil Infantil Nikkei de Atletismo. “Não tenho palavras para expressar. Não é um Prêmio para mim, mas para todos os envolvidos com o atletismo, pois foi graças ao apoio deles que cheguei até aqui”, disse Yudo, que precisou segurar as lágrimas. Bastante emocionado, agradeceu aos senpais, “que me deram oportunidade de participar nesse esporte que é tão importante para mim”.

 

Yudo Yassunaga – Especial-Atletismo. Foto: Jiro Mochizuki

 

Isao Nakamura (Especial-Golfe). Foto: Jiro Mochizuki

 

“Naquela época, nos anos 60, em que os mais antigos ainda passavam muitas dificuldades, fui prestigiado com esse apoio. Hoje retribuo com esse prêmio dividindo-o com todos aqueles que de certa forma me ajudaram. Se não fosse por eles hoje não estaria aqui”, disse Yudo que agradeceu também “às pessoas que já se foram, mas que se sintam também homenageadas”. E que sirva de estímulo também as novas gerações, pois são os jovens que vão dar continuidade ao nosso trabalho”, destacou Yudo, afirmando que a noite, certamente, será eterna. “Vou guardar esse Prêmio para o resto da vida”, destacou.

 

Daniel Jun Hira (Tênis de Campo). Foto: Jiro Mochizuki

 

Roberto Ishikiriyama (Tênis de Mesa). Foto: Jiro Mochizuki

 

Homenageado na modalidade beisebol, Pedro Ivo Okuda, do Nikkey Clube de Marília, estava “bastante contente”. “Comecei a praticar com 8 anos de idade e consegui muitas conquistas. Pude estudar no Japão e cheguei a jogar profissionalmente nos Estados e na Venezuela, entre outros países. Hoje represento o meu país na seleção brasileira e espero que em 2020, com a volta do beisebol como modalidade olímpica, o esporte possa crescer”, disse Pedro.

 

Pedro Ivo Okuda (Beisebol). Foto: Jiro Mochizuki

 

Paulo Celso S. Tanaka (Softbol). Foto: Jiro Mochizuki

 

Osamu Wada (Especial-Beisebol). Foto: Jiro Mochizuki

 

Quem também estará na torcida pelos Jogos Olímpicos de 2020 é o sensei Flavio Vicente de Souza, 7º dan karatê e 5º dan kobudo, da Associação Okinawa Shorin-Ryu Karatê Jyureikan do Brasil e Okinawa Kobudo Jinbukai Filial do Brasil, para quem a homenagem é sinônimo de “muita alegria e gratidão” pelo reconhecimento do trabalho no karatê. “Não só meu como também dos nossos antepassados que vieram ao Brasil e deixaram esta marcial que hoje conta com mais de 100 milhões de praticantes no mundo. E a tendência é aumentar porque em 2020 será um esporte olímpico”, lembrou o sensei.

 

Flávio Vicente de Souza (Karatê). Foto: Jiro Mochizuki

 

Sadao Miyazawa (Kendo). Foto: Jiro Mochizuki

 

Primeira – Praticante de aikidô há 39 anos, Carlos Roberto dos Santos disse que, para ele, “o Prêmio representa tudo”. “Em 39 anos, é a primeira homenagem que recebo. Então, só tenho que agredecer à Comissão Organizadora do evento”, explicou Santos, que começou a praticar com 34 anos no Palmeiras.

 

Carlos Roberto dos Santos (Aikido). Foto: Jiro Mochizuki

 

Kesao Nashimoto (Park Golf). Foto: Jiro Mochizuki

 

Homenageado no atletismo, Seiti Katsumi disse se tratar de “um grande esse reconhecimento”. “Pratico atletismo há 25 anos, com treinos diários, e para mim é um incentivo para que continue me dedicando ainda mais. Quem sabe até minhas pernas aguentarem”, afirmou Seiti, que está com 41 anos e compete nas provas de 1.500m, 5 mil e 10 mil metros. “Pretendo correr ainda por mais dez anos”, garantiu o atleta, lembrando que está invicto há 25 anos no Intercolonial.

 

Aparecido Seiti Katsumi (Atletismo). Foto: Jiro Mochizuki

 

Takaharu Fukada (Golfe). Foto: Jiro Mochizuki

 

Para Francisca Kimura, do Rizumu Taisso, “essa homenagem é muito significativa para todo o meu grupo de Rizumu Taisso porque é um esforço em equipe, desde o nosso presidente até dos praticantes, passando pela sensei e pelos nossos instrutores, que se esforçam sempre para que possamos fazer bonito em todas as apresentações”.

 

Francisca Kimura (Rizumu Taisso). Foto: Jiro Mochizuki

 

Kunio Kazama (Radio Taisso). foto: Jiro Mochizuki

 

Yoneko Kono (Kenko Taisso). Foto: Jiro Mochizuki

 

Forças – Este ano, entre os homenageados estava a japonesa Yuko Fujii, que está há 4 anos no Brasil, fruto de uma parceria entre a Confederação Brasileira de Judô e o Comitê Olímpico Brasileiro, Yuko Fujii está treinando a seleção brasileira feminina de judô. “Atualmente estamos em treinamento de campo em Pindamonhaga”, disse ela, que renovou contrato até os Jogos Olímpicos de 2020. “Estou adorando o Brasil e o meu convívio tem sido ótimo. Gosto muito do ambiente”, destacou Yuko, acrescentando que “estão surgindo atletas novos que certamente vão querer carimbar seu passaporte para Tóquio. “É um trabalho que não para. Terminou um ciclo, começa outro em seguida”, disse.

 

Yuko Fujii (Judô). Foto: Jiro Mochizuki

 

Toshiaki Hishinuma (Mallet Golf). Foto: Jiro Mochizuki

 

Para o dirigente de Sumô, Oscar Morio Tsuchiya, “estou representando toda a classe do sumô”. “Especialmente aqueles que contribuem para manter o sumô vivo na nossa comunidade. Logicamente um Prêmio como esse me dá mais forças para colaborar e continuar atuando intensamente em prol do nosso esporte”.

 

Oscar Morio Tsuchiya (Sumô). Foto: Jiro Mochizuki

 

Toshinori Takamura (Gatebol). Foto: Jiro Mochizuki

 

De pai para filho – Homenageado na modalidade, Kobudo, Edio Yamauti disse que o Prêmio “é resultado de muita dedicação, esforço e tempo, pois tive que deixar de lado minha vida pessoal para dedicar aos treinos”. Responsável pela implantação do Instituto Niten no Nordeste – a primeira unidade foi implnatada em Salvador, na Bahia – Edio conta que o esforço compensou. “Estou com o espírito fortalecido. Antes, não era capaz de aguentar as situações da vida. Me sentia acuado e me retraía diante das dificuldades. Hoje, não. Enfrento as situações, por mais difíceis”, conta ele, lembrando que conheceu sua esposa durante os treinos. Hoje, com dois filhos, espera que os rebentos passem o que passou na noite desta terça-feira. “Meu sonho é que daqui a 30 ou 40 anos, o meu filho receba uma homenagem semelhante a que recebi hoje, fazendo valer todo esforço que por ventura ele tenha tido e seja capaz de perceber que todo esforço e dedicação valem a pena”.

 

Edio Yamauti (Kobudo). Foto: Jiro Mochizuki

 

ALDO SHIGUTI

ALDO SHIGUTI

Redator-chefe
ashiguti@uol.com.br
ALDO SHIGUTI

Últimos posts por ALDO SHIGUTI (exibir todos)

     

     

     

     

     

    Related Post

    FORÇAS ARMADAS: General Rui Matsuda assume novo ca... Em cerimônia realizada no último dia 11, no Salão Nobre do DGP (Departamento Geral de Pessoal), no QG do Exército Brasileiro, em Brasília, o general-d...
    NIPPAK PESCA: Curtas Compressor de ar Maruechii (Piscicultura Chang)     Para aquaristas ou para quem precisa de areação emergencial na falta de energ...
    NIPPAK PESCA: Cachaça – um produto genuinamente na... Quando se fala em pescador o imaginário popular remete ao homem pescando na beira do rio, com uma garrafa de pinga e uma varinha na outra mão. Até hoj...
    BRASIL-JAPÃO: Embaixador do Japão visita prefeito ... O embaixador do Japão no Japão, Kunio Umeda, foi recepcionado no último dia 13 pelo prefeito de Londrina (PR), Alexandre Kireeff. A visita fez parte d...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *