ESPECIAL/IMIGRAÇÃO: Bisneto de Affonso Penna e filho de Ryo Mizuno marcam presença em homenagem ao Bunkyo na Câmara Municipal

O engenheiro Affonso Augusto Moreira Penna, bisneto do presidente Affonso Penna, e Ryosaburo Mizuno, filho de Ryo Mizuno – dois importantes personagens que ajudaram a escrever a história da imigração japonesa no Brasil – marcaram presença na sessão solene realizada nesta segunda-feira, 18, no Plenário 1º de Maio da Câmara Municipal de São Paulo em que o Bunkyo (Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social) foi homenageado com a Salva de Prata.

 

Victor Kobayashi entrega a Salva de Prata ao presidente do Bunkyo, Kihatiro Kita (foto: Aldo Shiguti)

 

Affonso Penna, primeiro mineiro a assumir a presidência da República (15/11/1906 a 14/06/1909) e sucessor de Rodrigues Alves, teve marcos importantes como a implantação da política de valorização do café, a participação do Brasil na segunda Conferência de Paz, em Haia, e a organização da Exposição Nacional comemorativa do centenário da abertura dos portos. Foi durante o seu governo que se efetivou a primeira imigração japonesa, devidamente organizada, para o Brasil.

 

 

Kamia, Harada, cônsul Kobayashi, Victor Kobayashi, Kita, Afonso Augusto Moreira Penha, Kokei Uehara e Walter Ihoshi (foto: Aldo Shiguti)

 

Ryo Mizuno, o precursor da imigração japonesa no Brasil, iniciou tratativas, ainda em 1906, para a vinda da primeira leva de imigrante ao país, concretizada em 1908. Sob sua orientação e supervisão, o país recebeu mais quatro levas de trabalhadores japoneses.

“A presença tanto do Ryosaburo Mizuno quanto do Affonso Augusto Moreira Penna só veio a engrandecer e valorizar a homenagem que recebemos. São depoimentos vivos de pessoas que pouca gente conhece e que contribuíram para que esses 104 anos se tornassem realidade”, afirmou o presidente do Bunkyo, Kihatiro Kita.

 

Isidoro Yamanaka recebe homenagem em nome do ex-ministro Roberto Rodrigues (foto: Aldo Shiguti)

 

A ligação do engenheiro Affonso Augusto Moreira Penna com a comunidade nipônica não se deu apenas através das histórias contadas de geração em geração. “Durante minha esportiva e profissional tive bastante contato com a comunidade japonesa. Nos idos de 1949 e 1950, era nadador do Fluminense do Rio de Janeiro e acompanhei de perto a vinda dos nadadores Furuhashi, Hamaguchi, Hashizume e Murayama, os chamados ‘Peixes Voadores’. Só de observá-los melhorei em três segundos minha marca nos 100 metros crawl”, disse o bisneto de Affonso Penna. Para ele, “o progresso da agricultura mostra que meu bisavô acertou em cheio ao incentivar a imigração japonesa ao Brasil”.

A solenidade na Câmara Municipal de São Paulo começou com cerca de meia hora de atraso e contou com um bom público, apesar da realização de uma outra cerimônia marcada para o mesmo dia e horário na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo.

 

Vice reitor da USP, Helio Nogueira da Cruz recebe homenagem do Bunkyo (foto: Aldo Shiguti)

 

Compuseram a Mesa o cônsul adjunto do Japão em São Paulo, Massahiko Kobayashi; o presidente da Casa, vereador José Police Neto (PSD); o proponente da homenagem, o vereador suplente Victor Kobayashi (PSD); vereador Ushitaro Kamia (PSD); o deputado federal suplente e membro do Conselho Superior de Apoio e Orientação do Bunkyo, Walter Ihoshi (PSD-SP); o presidente do Conselho Deliberativo do Bunkyo, o jurista Kiyoshi Harada; o presidente da Associação para Comemoração do Centenário da Imigração Japonesa no Brasil, professor Kokei Uehara; e o engenheiro Affonso Augusto Moreira Penna.

 

Carlos Kendi Fukuhara representeou o prefeito Gilberto Kassab (foto: Aldo Shiguti)

 

Retribuição – Para “não perder o costume”, durante a cerimônia, o Bunkyo retribuiu a honraria concedida pela Câmara Municipal, demonstrando sua gratidão à acolhida da sociedade brasileira aos imigrantes japoneses. Para isso, a entidade homenageou alguns setores fortemente relacionados com a trajetória dos imigrantes.

Desta forma, foram agraciados o ex-ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues (na ocasião representando por Isidoro Yamanaka); o jornalista Boris Casoy (apresentador do Jornal da Rede Bandeirantes e âncora da rádio BandNews FM, que iniciou sua carreira profissional em 1956 trabalhando como narrador esportivo na Rádio Santo Amaro); ao prefeito Gilberto Kassab, simbolizando a cidade de São Paulo (no ato representado por Carlos Kendi Fukuhara); e à Universidade de São Paulo, em nome do reitor João Grandino Rodas (representado pelo vice-reitor da USP, professor Hélio Nogueira da Cruz).

(Aldo Shiguti)

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

SOCIAL: O cantor Joe Hirata se apresentou na 11ª ... JOE HIRATA – O cantor Joe Hirata se apresentou na 11ª Festa Japonesa realizada pelo Lions Clube de Marília no último dia 2, em Guarulhos. Além do show...
SOCIAL: Centenário da Associação Cultural Kagoshim...   KAGOSHIMA – A Associação Cultural Kagoshima do Brasil realizou neste domingo (20), na Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo, cerimôn...
18º Festival de Música Popular Japonesa Há 18 anos o Ikoi no Sono, tem sido contemplado pelo Instituto NAK do Brasil (INB)*, com o Festival de Musica Japonesa Popular em prol do Ikoi no Sono...
3º TEMAKI MATSURI A Associação Dom José Gaspar - Ikoi no Sono convidam a todos a se juntarem em torno de uma boa comida, uma boa diversão e uma boa ação no 3o. Temaki M...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *