ESPETÁCULO: “Descaminhos” em busca da identidade Nipo-Brasileira

O ator veterano Henrique Kimura divide o palco com a cantora que estreia como atriz Isis Akagi na peça “Descaminhos”, do Núcleo Teatral Tuiuiú, da Cooperativa Paulista de Teatro. Os atores recebem o público na porta do Teatro Livraria da Vila no Shopping Higienópolis que fica embutido entre as prateleiras das estantes e portas secretas da livraria, quase imperceptível. A partir daí já começa o diferencial da peça das tradicionais, onde os atores entragam ao público um origami em formato de um quadrado, um ambiente a meia luz com 65 lugares, um palco de 4 metros de extensão. “Descaminhos” é uma peça que tem como propósito investigar o homem conteporâneo e, mais especificamente, a busca de identidade do ator mestiço japonês na cena brasileira. Neste sentido, o diretor Samir Sgneu cria um diálogo entre as duas culturas, o teatro ocidental e o oriental, com a perspectiva de entabular uma reflexão sobre o homem, o teatro, e a sociedade. Assim, a utilização de intertextos, criação colaborativa e o uso de depoimentos constituem o material para a tessitura do texto da cena.

 

. Foto: Luci Judice Yizima.

Henrique Kimura divide o palco com a cantora que estreia como atriz Isis Akagi na peça “Descaminhos”, do Núcleo Teatral Tuiuiú, da Cooperativa Paulista de Teatro. Foto: Luci Judice Yizima.

 

O diretor da peça, Samir Signeu fala ao Jornal Nippak que a trama  é  para o público refletir. “É a primeira vez que trabalho com orientais, e abordo as duas identidades”, diz. “A peça discute o conflito de identidade japonesa e  brasileira de um cidadão nipo-brasileiro, como componentes emocionais e de memórias, como se mascara e desmarcara a própria vida”, reflete o dramaturgo.

“Dessa forma, contemplamos sobre a sociedade brasileira, fruto da diversidade da miscigenação, da qual a presença dos japoneses é significativa.  Estamos interessados, em época de globalização e perdas de identidades e quedas fronteiras, de nos aprofundarmos na tradição do teatro japonês e no cotidiano do homem, artista, ator brasileiro. E extrair aquilo que nos afeta enquanto artistas, tanto esteticamente quanto emocionalmente. Mas não no sentido de cópia, mas sim de recriação, da contaminação e os seus desdobramentos, sintetiza  Samir.

 

. Foto: Luci Judice Yizima

No Japão eu sou ‘gaijin’, ‘brasileiro’”, comenta Kimura. Foto: Luci Judice Yizima

 

Para o ator Henrique Kimura revela a reportagem a sua admiração pelo tema, pois já teve claramente esse conflito de identidade quando foi ao Japão. “No Brasil eu sou o ‘japonês’, ‘japa’, ou olhos puxados. No Japão eu sou ‘gaijin’, ‘brasileiro’”, comenta. Segundo Kimura, não se pode esquecer que apesar da aparência oriental, ele é brasileiro com principios e educação japonesa, mas principalmente com os procedimentos da estética do teatro ocidental. “Estou contaminado e mergulhado nessa miscigenação cultural, sendo brasuka com muito orgulho, porém mantendo as tradições japonesas,  que é uma característica ímpar no Brasil”, conclui Kimura.

A estreante Isis Akagi, é cantora de profissão, confessa que por ser sua primeira atuação está encantada com tudo. “Está sendo incrível fazer teatro, atuar com Kimura, ser dirigida pelo Samir”, conta. “A peça é uma construção de ser japonesa e ser brasileira. Tudo muito orgânico, a peça é um projeto perfeito para mim, não tinha como não dar certo”, finaliza Akagi.

Durante o espetáculo, o elenco se maquia e troca de roupas em cena, dançam, cantam, escrevem em ideograma japonês e interagem com o público. Uma ótima oportunidade para conhecerem as excelentes atuações de atores nipos-brasileiros, quem sabe assim os diretores e dramaturgos brasileiros, deixem de insistir que um brasileiro faça o papel de japonês, e façam com que os atores nipos-brasileiros tomem os seus devidos lugares na televisão, no cinema e no teatro brasileiro.

 

LUCI JUDICE YIZIMA

LUCI JUDICE YIZIMA

Jornalista e Fotógrafa
lucijornalismo@hotmail.com
LUCI JUDICE YIZIMA

Últimos posts por LUCI JUDICE YIZIMA (exibir todos)

     

    Serviço

    Descaminhos

    Quando: 3 de abril a 29 de maio de 2016

    Horários: sábados, às 20h e domingos, às 18h

    Onde: Teatro Livraria da Vila – Shopping Higienópolis

    Endereço: Avenida Higienópolis, 618. São Paulo-SP

    Informações: (11) 3660-0230

    Related Post

    SÃO CARLOS: 6° MATSURI ATRAI VISITANTES DE TODA R...   A festa da Colônia Japonesa atraiu visitantes de toda região   O prefeito Paulo Altomani, acompanhado pela primeira-dama e presidente...
    MEIO AMBIENTE: Oficina de horta ensina técnica da ...   A Fundação Mokiti Okada realizará no dia 17 de outubro, a oficina do Programa Horta em Casa e Vida Saudável, na Vila Mariana, na capital pau...
    NESTE FIM DE SEMANA: PARQUE EM SÃO ROQUE RECEBE PR... Para quem quer curtir o feriado de carnaval em meio a muito verde mas também não quer perder contato com a cultura nipônica e, de quebra, usufruir de ...
    PEDRO DE TOLEDO: 2ª Festa Okinawana destaca Centen... A Associação Japonesa de Alecrim, Prefeitura Municipal de Pedro de Toledo e a Fenivar – Federação das Entidades Nikkeys do Vale do Ribeira – realizara...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *