ESPETÁCULO: Grupo japonês Ban’yu Inryoku se apresenta no Sesc Pinheiros neste fim de semana

O Sesc Pinheiros recebe, neste fim de semana (28 e 29), o espetáculo Instruções aos criados, com o grupo japonês Ban’yu Inryoku. A apresentação ocorre no sábado, às 21h, e domingo, às 18h, no Teatro Paulo Autran. Os ingressos vão de R$ 9 (credencial plena) a R$ 30 (inteira).

 

Grupo esteve no Brasil em 1995, nas comemorações do Centenário da Amizade, e volta nos 120 Anos (Foto: Yuji Kussuno)

Grupo esteve no Brasil em 1995, nas comemorações do Centenário da Amizade, e volta nos 120 Anos (Foto: Yuji Kussuno)

 

O enredo apresenta serventes, faxineiros, arrumadeiras, cozinheiros, um tratador de cavalos e todos os demais empregados de uma grande propriedade. Na ausência do proprietário, disfarçam-se de jovens senhores e encenam uma onírica festa regada de excessos, dançando e cantando músicas desesperadamente alegres, em uma autêntica rebelião de servos.

Dirigido por J.A. Seazer, o espetáculo, cujo nome em japonês é Nuhikun, foi montado a partir do texto homônimo do século XVIII, de autoria do escritor irlandês Jonathan Swift. Originalmente um satírico manual de bons costumes direcionado a serviçais, o material serviu de base para a montagem, em 1978, do espetáculo de mesmo nome por Shuji Terayama, um dos artistas mais polêmicos e relevantes da história das vanguardas artísticas japonesas.

 

Grupo esteve no Brasil em 1995 para celebrar os 100 Anos do Tratado e volta agora para os 120 Anos (Foto: Yuji Kussuno)

Grupo esteve no Brasil em 1995 para celebrar os 100 Anos do Tratado e volta agora para os 120 Anos (Foto: Yuji Kussuno)

 

A versão atual, apresentada por Ban’yu Inryoku, reinventa a versão de Terayama, mesclando questões contemporâneas ao texto montado em 1978. Instruções aos Criados é um espetáculo onde encenação e plasticidade evidenciam o lado radical e contemporâneo da cultura japonesa, em que o real e o virtual são indissociáveis.

Estruturas metálicas gigantescas e máquinas inverossímeis ocupam o palco em diálogo com os corpos também maquínicos dos performers. Objetos surreais criam o chamado “teatro total”, capaz de estimular o público por meio de todos os sentidos, com ações acontecendo em  quinze níveis do palco, envolvendo seus 24 atores e música ao vivo.

 

Crítica define trabalho do grupo como “teatro total” (Foto: Yuji Kussuno)

Crítica define trabalho do grupo como “teatro total” (Foto: Yuji Kussuno)

 

Segunda vez – De acordo com o diretor, que também assina a trilha sonora do espetáculo, “há uma experiência extraordinária e metadramática que atravessa todos os participantes dessa obra, e essa sensação contagia o público. É um super equilíbrio, ou então algo desequilibrado, e não é o roteiro, os atores, a direção de arte, ou a música: harmônicos, mas também irracionais. Um fenômeno para mim ainda indescritível” revela J. A. Seazer.

A apresentação marca a segunda visita do Ban’yu Inryoku ao Brasil – a primeira ocorreu em 1995, no centenário do início das relações diplomáticas entre Brasil e Japão. A apresentação faz parte do programa de intercâmbio político, econômico e cultural estabelecido entre  os dois países, marcado pelo 120º aniversário do “Tratado de Navegação, Amizade e Comércio entre Brasil e Japão”.

 

Ban’yu Inryoku utiliza várias referências em seu trabalho (Foto: Yuji Kussuno)

Ban’yu Inryoku utiliza várias referências em seu trabalho (Foto: Yuji Kussuno)

 

Sobre o Ban’yu Inryoku – A companhia nasceu da iniciativa, das performances e das experiências teatrais do cineasta e dramaturgo japonês Shuji Terayama, na segunda metade dos anos 60, com o nome de Companhia Tenjo Sajiki, no auge da maré de inconformismo e rebeldia que o Japão se viu mergulhado naquela década de plena contestação.

Com a morte de Terayama em 1983, J.A. Seazer, originalmente um dos músicos da companhia, assumiu a direção do grupo, rebatizando-o com o nome atual, mas mantendo suas características originais.

Sua estética traz uma combinação de circo, artes marciais, releituras de Nô e Kabuki, punk-rock, cultura popular, teatro ritual, mimíca, surrealismo, anarquia mascarada, performance, ópera experimental e outras tantas referências. O termo mais utilizado pela crítica teatral é Teatro Total, de ação permanente, simultânea e frenética.

 


 

 

Instruções aos Criados (JAP), com o grupo Ban’yu Inryoku

Local: Teatro Paulo Autran (1.010 lugares)

Dias: 28 e 29 de novembro, sábado, às 21h e domingo às 18h

Duração: 100 minutos

Classificação: Não recomendado para menores de 12 anos.

Ingressos: R$ 30,00 (inteira). R$ 15,00 (meia: estudante, servidor de escola pública, + 60 anos, aposentados e pessoas com deficiência). R$ 9,00 (credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes). Ingressos à venda pelo Portal www.sescsp.org.br a partir de 17/11 (terça-feira), às 16h30, e nas bilheterias do SescSP a partir de 18/11 (quarta-feira), às 17h30. Venda limitada a quatro ingressos por pessoa. Não é permitida a entrada após o início do espetáculo.

 

SESC PINHEIROS

Endereço: Rua Paes Leme, 195.

Bilheteria: Terça a sábado das 10h às 21h. Domingos e feriados das 10h às 18h.

Tel.: 11 3095.9400.

Estacionamento com manobrista: Terça a sexta, das 7h às 22h; Sábado, domingo, feriado, das 10h às 19h. Taxas / veículos e motos: Matriculados no Sesc: R$ 7,50 nas três primeiras horas e R$ 1,50 a cada hora adicional. Não matriculados no Sesc: R$ 10,00 nas três primeiras horas e R$ 2,50 a cada hora adicional. Para atividades no Teatro Paulo Autran, preço único: R$ 7,50.

Related Post

CIDADES/LONDRINA: Grupo Sansey comemora ida ao Jap... O Grupo Sansey realiza neste domingo (6), a partir das 19 horas, no Teatro Marista, em Londrina (PR), um grande show para comemorar sua ida ao Japão c...
KARAOKÊ: Mesmo com seletiva ao Brasileirão, Bunka ... Abertura Oficial (foto: Flavio Nakaoka)   Normalmente, ao tomar conhecimento de que seu taikai coincidirá com algum grande evento, qualque...
KARAOKÊ: Ação da Regional ABCD e Baixada Santista ... A Ação Entre Amigos da regional ABCD e Baixada Santista de Karaokê, filiada a ABRAC - Associação Brasileira da Canção e UPK - União Paulista de Karaok...
ESPETÁCULO: Ingressos para o show de Mizumori Kaor... Os fãs da cantora japonesa Mizumori Kaori já podem agendar. Em agosto ela pisará em solo brasileiro pela primeira vez para duas únicas apresentações n...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *