ESPORTES: Em clima de Copa do Mundo, Prêmio Paulista de Esportes homenageia atletas e dirigentes

 

O esporte amador da comunidade nikkei teve seu momento de glória no dia 10 de junho com a cerimônia de entrega do 58º Prêmio Paulista de Esportes. Pode-se dizer que o evento, realizado no Salão Nobre da Câmara Municipal de São Paulo, ganhou ares internacionais com a presença do presidente da Federação Peruana Desportiva de Beisebol e ex-ministro dos Esportes daquele país, Gerado Maruy Takayama, um dos homenageados especiais. Mas no país do futebol e em plena Copa do Mundo, quem acabou roubando a cena mesmo foi o ex-jogador e hoje técnico do Criciúma (SC), Wagner Lopes, outro indicado pela Comissão Organizadora para o para Prêmio Especial, que teve ainda o presidente da Associação Harmonia de Educação e Cultura, Tadayoshi Wada, que há 19 anos promove o Torneio de Intercâmbio Brasil-Japão de Futebol Sub 15.

 

Os premiados do 58º Prêmio Paulista de Esportes (foto: Jiro Mochizuki)

 

Foi uma noite de gala e que não seria possível sem a presença daqueles que também merecem todos os aplausos e motivo da existência do prêmio: os atletas e dirigentes que contribuem – ou contribuíram – para preservar as modalidades trazidas pelos pioneiros.

 

Abertura da solenidade (foto: Jiro Mochizuki)

 

 

Apoio – A cerimônia reuniu personalidades, autoridades, convidados, amigos e familiares que fizeram desta edição uma dasmais concorridas dos últimos anos. Estiveram presentes o cônsul geral do Japão em São Paulo, Noriteru Fukushima, o vereador e também anfitrião Aurélio Nomura (PSDB), o “sempre deputado” e patrono do Prêmio Paulista de Esportes pelo segundo ano consecutivo, Hatiro Shimomoto; o deputado federal Walter Ihoshi (PSD-SP); o vereador George Hato (PMDB); o coordenador geral de Esportes de Alto Rendimento do Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa de São Paulo, o ex-judoca Rogério Sampaio; o presidente do Bunkyo (Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social), Kihatiro Kita; o presidente do Enkyo (Beneficência Nipo-Brasileira de São Paulo),Yoshiharu Kikuchi; o presidente do Kenren (Federação das Associações de Províncias do Japão no Brasil), Mikihisa Motohashi; e o vereador Marco Aurélio Cunha (PSD), além de presidente de diversas associações e entidades nipo-brasileiras.

 

Cônsul Noriteru Fukushima (foto: Jiro Mochizuki)

 

Abrindo a série de discursos, o presidente da Empresa Jornalística União Nikkei, Raul Takaki, agradeceu o apoio de parceiros como o vereador Aurélio Nomura e o ex-deputado estadual Hatiro Shimomoto, “que sempre nos deu retaguarda”.

 

Raul Takaki(foto: Jiro Mochizuki)

 

Takaki lembrou a história do Prêmio, que teve início com o extinto Jornal Paulista e posteriormente foi encampado pelos jornais Nikkey Shimbun e Jornal Nippak – frutos da fusão entre o Jornal Paulista e o Diario Nippak.

“Aparentemente, pode parecer um prêmio simples, mas podem ter certeza que ele carrega o peso de uma tradição de 58 anos ininterruptos”, justificou Takaki, acrescentando que o seu ideal permanece até hoje: reconhecer o trabalho de dirigentes abnegados e valorizar o empenho de atletas que se sacrificam para enobrecer o esporte amador brasileiro.

Já o vereador Aurélio Nomura destacou que é o terceiro ano que a Câmara Municipal abriga um dos eventos mais aguardados e tradicionais da comunidade nipo-brasileira. “Trata-se de um reconhecimento ao incansável trabalho daqueles que, muitas vezes, são obrigados a se desdobrarem para levar adiante seus sonhos. Uma condição completamente diferente daquela vivenciada pelo futebol, que movimenta bilhões de dólares”, observou o vereador, lembrando que, “além de educação, trabalho e disciplina, os imigrantes também trouxeram diversas modalidades na bagagem que serviam de alento naqueles dias difíceis feitos de sangue, suor e lágrimas”.

 

Aurelio Nomura(foto: Jiro Mochizuki)

 

“É gratificante constatar que estes legados continuam vivos e sendo transmitidos às novas gerações. O esporte é o caminho mais curto para a união, a amizade e a confraternização entre os homens”, destacou.

 

Premiados(foto: Jiro Mochizuki)

 

Homenageados – Este ano, além dos Prêmios Especiais concedidos pela Comissão Organizadora a Gerardo Maruy Takayama, Tadayoshi Wada e Wagner Lopes, foram homenageados com o Prêmio Paulista de Esportes:

 

Paulo Sergio Cremona (Aikidô)

 

Aikido: Paulo Sergio Cremona (foto: Jiro Mochizuki)

 

 

Marcelo Nakano Daniel (Atletismo)

 

Atlestismo: Marcelo Nakano Daniel (foto: Jiro Mochizuki)

 

 

Andre Rienzo (Beisebol)

 

Beisebol: Andre Rienzo (foto: Jiro Mochizuki)

 

 

Kazushi Sugahara (Gatebol)

 

Gatebol: Kazushi Sugahara (foto: Jiro Mochizuki)

 

 

Mitugu Kiba (Golfe)

 

Golfe: Mitugu Kiba (foto: Jiro Mochizuki)

 

 

Fumie Kobayashi (Kenko Taisso)

 

Kenko Taissô: Fumie Kobayashi (foto: Jiro Mochizuki)

 

 

Danilo Pedroso (Kobudo)

 

Kokudo: Danilo Pedroso (foto: Jiro Mochizuki)

 

 

coronel Yoshio Kiyono (Mira ao Alvo)

 

Mira ao Alvo: Coronel Yoshio Kiyono (foto: Jiro Mochizuki)

 

 

Fernando Satori Matsumori (Softbol)

 

Softbol: Fernando Matsumori (foto: Jiro Mochizuki)

 

 

Mori Nekozuka (Sumô)

 

Mori Nekozuka (Sumô) (foto: Jiro Mochizuki)

 

 

Alexandre Tsuyoshi Tsuchiya (Tênis de Campo)

 

Tênis de Campo: Alexandre Tsuchiya (foto: Jiro Mochizuki)

 

 

Akihiko Nishimori (Tênis de Mesa, in memorian)

 

Tênis de Mesa: Akihiko Nishimori (foto: Jiro Mochizuki)

 

 

Sussumu Takagi (Park Golf)

 

Park Golf: Sussumu Takagi (foto: Jiro Mochizuki)

 

 

Yukio Utsunomiya (Mallet Golf)

 

Mallet Golf: Yukio Utsunomiya (foto: Jiro Mochizuki)

 

 

Wagner Tadashi Uchida (Judô)

 

Judô: Wagner Tadashi Uchida (foto: Jiro Mochizuki)

 

 

Massao Aoki (Radio Taissô)

 

Radio Taissô: Massao Aoki (foto: Jiro Mochizuki)

 

 

Roberto Miyajima (Kendô)

 

Kendô: Roberto Miyajima (foto: Jiro Mochizuki)

 

 

Simone Yonamine Mota (Karatê)

 

Karatê: Simone Yonamine (foto: Jiro Mochizuki)

 

 

(Aldo Shiguti)

 

Publico presente (foto: Jiro Mochizuki)

 

 

Atletas destacam importância do Prêmio

 

Famosos ou quem procura seu lugar ao sol. Tem ainda aqueles que se dedicam por amor ao que fazem. O Prêmio Paulista de Esportes não faz distinção. Foi o que se viu na na cerimônia de entrega da 58ª edição. Para o brasileiro naturalizado japonês, Wagner Lopes, que atuou por 17 anos no futebol japonês, o Prêmio Paulista de Esportes tem um sabor especial. “Acompanho a entrega do Prêmio há muito tempo e estou feliz e honrado em poder receber esta homenagem”, disse Lopes, que reencontrou seu “pai”, uma referência carinhosa ao vereador Marco Aurélio Cunha, com quem trabalhou no São Paulo, pouco antes de se transferir para o Japão.

“É uma responsabilidade a mais e podem ter certeza que vou continuar representando a comunidade nipo-brasileira da melhor forma possível”, afirma o “japonês Ropesu”.

Especialista em provas de fundo, Marcelo Nakano Daniel, de 30 anos, disse que estava “perdido no meio de tanta gente importante”. “Só tenho que agradecer pois esta noite estou fazendo parte desta história”, revelou Marcelo, acrescentando que “corro por mim e pelas pessoas que sempre me apoiaram”.

No caso da técnica da seleção brasileira de karatê, Simone Yonamine, o apoio veio ainda no berço. Seu pai, sensei Yasunori Yonamine, é o único hanshi de 10º Dan no Brasil. “Me orugulho de ter um pai como eu tenho e ele é uma referência para mim. Ele nos forjou a ser o que somos hoje, nos ensinando a encarar a vida de uma forma diferente”, diz Simone, afirmando que “o seu ímpeto, determinação e perfeccionismo serviram para que eu me sobressaísse em um meio dominado pelos homens”. Mãe de quatro filhos, Bruno, Victor, Nicole e Monique – os três últimos também praticantes de karatê, Simone explica que o Prêmio Paulista de Esportes é a certeza de que a história da família Yonamine continuará sendo contada de geração para geração.

(Aldo Shiguti)

 

 

 

‘Sem apoio, nenhuma modalidade vai para frente”, destaca Shimomoto

 

Hatiro Shimomoto (foto: Aldo Shiguti)

 

 

Patrono do Prêmio Paulista de Esportes pelo segundo ano, o ex-deputado estadual e presidente da Organização King de Contabilidade, Hatiro Shimomoto, sabe melhor do que ninguém as dificuldades que enfrentam os atletas amadores que buscam patrocínio. Seja como avô de Erick Higa, de 18 anos, uma das promessas da Seleção Brasileira Paralímpica de Tênis de Mesa, na classe 9, seja como ex-atleta.

No caso do neto, o sacrifício precisa ser em dobro. “O Erick teve que se superar, pois pratica um esporte que não tem público. Patrocino as viagens pois sem isso ele não teria condições de praticar tênis de mesa. E graças a esse patrocínio hoje ele representa o Brsil em competições internacionais e pode treinar em Piracicaba”, explica Shimomoto, acrescentando que “sem apoio, nenhuma modalidade vai para frente”.

Condecorado pelo Governo Japonês no dia 5 de junho com a Ordem do Sol Nascente, Raios de Ouro com Laço – em cerimônia realizada na residência oficial do cônsul geral do Japão em São Paulo – Shimomoto conta que fica feliz se sua presença “servir de incentivo para as pessoas”.

“Sei que as pessoas vão me ver com outros olhos e que minha presença será mais requisitada, não só em eventos esportivos. O que estiver ao meu alcance vou procurar colaborar como faço com o Prêmio Paulista de Esportes”, diz Hatiro Shimomoto.

(Aldo Shiguti)

 

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

RIO 2016: Ingressos para jogos do Torneio Olímpico... Instalada dentro do Centro de Convenções do Amazonas Vasco Vasques, a bilheteria física da Rio 2016 já está vendendo ingressos para as partidas de fut...
FORÇAS ARMADAS: Nikkei assume chefia da 4ª Circuns... O tenente coronel de Artilharia Eduardo Shigueru Hamaoka, de 46 anos, assumiu a chefia da 4ª Circunscrição de Serviço Militar. A passagem de comando o...
LINS: Blue Tree Park promove a 8ª edição da Semana... O Blue Tree Park Lins realiza entre os dias 2 e 8 de agosto a 8ª edição da Semana da Cultura Japonesa. O evento, que atraiu mais de 10 mil pessoas ao ...
INTERCÂMBIO: Inscrições para o JET Programme vai a...   O JET Programme é um programa do governo japonês que visa a promover o enriquecimento do intercâmbio cultural, o ensino de línguas estrangei...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *