EVENTO: 41º Encontro Brasileiro de Récita Tradicional de Poesia (Shigin) e Danças da Espada (Kenbu) e do Leque (Shibu)

41º Encontro Brasileiro de Récita Tradicional de Poesia (Shingin) e Danças da Espada (Kenbu) e do Leque (Shibu) (foto: Artes do Japão)

 

 

No dia 7 de Setembro será realizado o 41º Encontro Brasileiro de Récita Tradicional de Poesia (Shigin) e Danças da Espada (Kenbu) e do Leque (Shibu) na Associação Hokkaido de Cultura e Assistência na Rua Joaquim Távora, nº 605 – Vila Mariana – São Paulo, a partir das 10h da manhã. Esta é a chance de apreciar parte da cultura tradicional japonesa em umas das raras artes praticadas fora do Japão.

Haverá também apresentação de Seitei Iaido do Dojo Shokakukan ao som de Shigin.

O evento é realizado pela União Guinkenshibu do Brasil e tem o apoio da Fundação Japonesa para a promoção da Récita Tradicional de Poesia, Dança Marcial da Espada e Dança Tradicional do Leque.

 

 

Kenbu (Dança Marcial do Leque e Espada) e Shibu (Dança Marcial do Leque)

 

O Kenbu/Shibu é uma arte tradicional japonesa que utiliza movimentos baseados em artes marciais para expressar um poema. O poema costuma ser declamado de uma forma bastante característica, chamada de Shigin (pronuncia-se como “shiguin”), servindo de fio condutor para o Kenbu/Shibu.

 

Apresentação da Dança do Leque (Shibu)  de Guinken Shibu (foto: Artes do Japão)

 

A dança da espada propriamente dita é bastante antiga no Japão, remontando desde a época mitológica da Terra do Sol Nascente. Entretanto, o Kenbu/Shibu como é conhecido atualmente possui uma origem bem mais recente, sendo formalizado no século 19. As formas atuais da arte manifestam não apenas uma profunda influência de artes marciais tradicionais japonesas, como o Kendô (arte da esgrima japonesa) e o Judô, mas também traços de artes cênicas extremamente sofisticadas como o teatro nô e o kabuki.

 

Apresentação da Dança da Espada (Kenbu) de Guinken Shibu (foto: Artes do Japão)

 

Deve-se ressaltar que, apesar de ser considerado como uma dança, o Kenbu/Shibu não visa o entretenimento fácil dos espectadores, tampouco persegue a plasticidade artística dos movimentos. Suas raízes marciais fazem com que seja fundamentalmente diferente das danças populares ou artísticas, focando-se essencialmente no desenvolvimento interior do praticante através da incorporação de valores e preceitos expressos por meio dos poemas.

O Brasil é um dos raríssimos países fora do Japão a ter centros de prática do Kenbu/Shibu, tendo a cidade de São Paulo como o principal pólo difusor da arte, regulada pela União Guinkenshibu do Brasil, entidade que representa no país a Fundação Japonesa de Revitalização de Ginkenshibu, órgão máximo da arte no Japão.

É importante salientar que são poucos Senseis (professores) autorizados pelo Japão a ensinar a arte do Shibu e do Kenbu no Brasil. Esta autorização (Menkyo) precisa ser emitida pelo órgão responsável do Japão e assinada pelo (a) Soke (Líder familiar do Estilo). Apenas as pessoas com posse deste documento estão autorizadas a ensinar a arte do Shibu e Kenbu no Brasil.

 

Fonte: Artes do Japão

 

 

SERVIÇO

41º Encontro Brasileiro de Récita Tradicional de Poesia (Shigin) e Danças da Espada (Kenbu) e do Leque (Shibu)

Quando: 07 de setembro a partir das 10h da manhã.

Onde: Associação Hokkaido de Cultura e Assistência  |  Rua Joaquim Távora, nº 605 – Vila Mariana – São Paulo

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

9º Festival dos Imigrantes de Jacareí Uma das maiores celebrações populares do Vale dos Paraíba chega a sua nona edição. O Festival dos Imigrantes de Jacareí acontece dias: 05 de agosto...
KARAOKÊ: Campinas seleciona cantores para o Brasil... A Liga Centro-Oeste promoveu no dia 19, no Instituto Cultural Nipo-Brasileiro de Campinas, a 18ª Seletiva para o 32º Concurso de Canção Japonesa, o Br...
ESPERANÇA FUJINKAI: Seu tradicional Chá Beneficent... ESPERANÇA FUJINKAI – A  Associação Beneficente Feminina Esperança “Funjinkai” realizou no último dia 8, no Salão Nobre do Bunkyo (Sociedade Brasileira...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *