EXPOSIÇÃO: Christiane Grigoretto abre exposição de pintura na Galeria 22 com o tema “Visões Oníricas”

 VISÕES ONÍRICAS

Por Issao Minami 

 

 

Nos tempos antigos, os sonhos significavam  a expressão de um mundo verdadeiro e diferente deste daqui. O mundo espiritual era visto como importante e real, contraposto ao que é o retrato de hoje.  As visões oníricas eram tomadas como o contato do homem com a dimensão desconhecida da existência. Disso decorria a grande importância atribuída aos sonhos nas culturas antigas. Antes, atribuíamos importância mil às experiências oníricas.

Retrato de hoje

Isto significa que dentro da gente existe um universo que é verdadeiro, feito de imaginação, que ao acordar se faz notar incessantemente por meio de desígnios, pensamentos, sentimentos, recordações e dos sonhos, quando então se faz mais espesso e tangível. Esse mundo no qual a ciência está penetrando aos poucos, pertence a uma dimensão desconhecida do espírito humano. Podemos chamar de inconsciente porque não temos, usualmente, contatos conscientes e diretos com ela.

Falando desta coisa de experiências oníricas, deixe imaginar professor Sérgio Martins que nos diz que por conta  de um sonho, devamos ser sempre viajantes – flutuando e flanando – interminavelmente através da terra, do mar, do conhecido e do desconhecido, assim flexibilizando sonhos. Esta referência, no mundo contemporâneo, nos parece que é valorizar os sonhos como uma prática saudável que está felizmente voltando..  O que seria um ceticismo, uma dúvida infindável, retrocede e a realidade fixada no mundo onírico – do sonho e da fantasia – é, assim, buscada incessantemente. Menos mal entender este estado mental ocorrendo em síndromes de alucinações visuais,interagindo com o “sonhador” do professor  enquanto estamos acordados.

deixe imaginar, um sonho e caminhos abertos

Experiências estas – caminhos abertos de uma aparente loucura onírica nos remete ao excelente filme O Príncipe, produzido por Ugo Giorgetti em 2.000. Giorgetti  posicionou o sonho de enfeitar a realidade carente de um fato relevante para motivar interesse com uma pitada de mentira e de boato causando frisson na cabeça de um professor que ensina que coisas podem despertar atenção aos desinteressados alunos contemporâneos , dando a eles uma importância motivacionada.

Envolvido por estas atmosferas comoventes que  Inos Corradini atribuiu-me falar de Christiane Grigoretto, no interstício de tempo  – entre uma exposição que Inos fez aqui em Sampa no final do ano passado e um encontro casual  em Jundiaí, no seu atelier –  onde tivemos o prazer de ver as visões oníricas de Christiane.

Inos tem este caráter formidável e generosidade rara. Atitude nobre de quem sabe dividir, agradar e  agradecer: um verdadeiro artista que brilha boas atitudes e otimismo.

Eu então tomei contato através de Inos da visualidade onírica que  ela estava construindo. As suas colagens em conjugação às suas encáusticas  têm um que de beleza  e era evidente que se trata de uma artista intensa e talentosa. É uma criadora que segue caminhos de sonhadora onírica em descaminhos de sonhadora lógica. O seu percurso está cercada de signos de fantasias.

É evidente Christiane assim onírica. É a  artista em busca de sua visão construída.

em busca

Tudo me fazia acreditar que ela representa o sonho, se bem que  em nossas conversas ela não revelava, porém, cada vez mais acreditava que vivemos durante a vigília, em outra dimensão do inconsciente. Nesta mudanças de luz não é mais possível vê-la  e o seu olhar que fala de  um vago entardecer  e ao mesmo tempo, de uma lembrança cinza.

mudanças de luz e um vago entardecer

lembrança cinza e repouso

Assim se compreende  a visão  de  refletir sobre o que significa sonho enquanto repouso.

Os “sonhadores lúcidos” normalmente descrevem seus sonhos como animados, coloridos, e fantásticos tal qual o encanto das águas pode ser num outono europeu

encontro das águas e outono europeu

SERVIÇO

 Visões Oníricas – Christiane Grigoretto

Quando: 14 a 27 de junho | Segunda à Sexta das  10h às 18h | Sábado das 11h às 15h

Onde: Galeria 22 | Av. Juscelino Kubitschek, 417A – Itaim – São Paulo – SP

Informações: 11 3742-0294 | galeria22@galeria22.com.br

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

LIBERDADE: 35º Tanabata Matsuri – Festival d...   Será realizada neste final de semana (06 e 07/07), no bairro da Liberdade, em São Paulo, a 35ª edição do tradicional Tanabata Matsuri – Fest...
MÚSICA: Após cinco anos no Japão, Eduardo retorna ... Eduardo, que era Toshiaki Yoshikawa, quando saiu do Brasil, há pouco mais de cinco anos, para vencer no Japão como cantor profissional, retornou para ...
RIO DE JANEIRO: Imensas alegrias em Tanabata Matsu... Para serem atendidos pelas estrelas Altair e Vega (casal de enamorados que se encontra apenas uma vez ao ano segundo lenda japonesa) participantes do ...
12º BAZAR SHIMANE BENEFICENTE   12º BAZAR SHIMANE BENEFICENTE Artesanatos Diversos, Capim Dourado, Biscuit, Cerâmica, Origami, Patchwork, Tapetes, Marchetaria, Aroma...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *