FESTIVAL DAS FLORES: 50º Hanamatsuri espera cerca de 30 mil visitantes no próximo fim de semana na Liberdade

Em comemoração aos 2640 anos do nascimento do Buda Xaquiamuni, a  Acal (Associação Cultural e Assistencial da Liberdade), em conjunto com a Federação das Escolas Budistas do Brasil, a Associação dos Admiradores do Buda Xaquiamuni e a Aliança Feminina Budista do Brasil, realiza, de 4 a 9 de abril, no Bairro Oriental, a 50ª edição do Hanamatsuri – Festival das Flores 2016.

 

50º Hanamatsuri espera cerca de 30 mil visitantes.

50º Hanamatsuri espera cerca de 30 mil visitantes.

 

A programação tem início no dia 4 (segunda-feira). Até sexta-feira (8), das 10 às 16 horas, quem passar pelo palanque montado na praça da Liberdade poderá banhar o buda, que estará ornamentado com flores naturais, chamado “Hanamidô” – simbolizando o jardim onde o Buda nasceu – com chá adocicado (amachá).

O ritual tem como objetivo lembrar o nascimento do buda que, de acordo com a lenda, uma música celestial ecoou pelos quatro cantos do universo e todos os seres que habitavam o mundo sentiram uma grande bem-aventurança. As flores desabrocharam e do céu caiu uma suave chuva de néctar, simbolizada pelo chá adocicado.

Conforme a crença popular, as pessoas que assim homenageiam são abençoadas e podem ter seus pedidos atendidos. É por isso que durante a semana de comemorações, não apenas fiéis budistas, mas o público em geral sobe ao palanque na Praça da Liberdade, saudando o buda pelo seu nascimento.

 

Uma das atrações do Festival das Flores é a participação de crianças. Foto: arquivo / Jiro Mochizuki.

Uma das atrações do Festival das Flores é a participação de crianças. Foto: arquivo / Jiro Mochizuki.

 

Elefante branco – O ponto alto da festa acontece no sábado, a partir das 10 horas, com a presença de autoridades. Haverá apresentação de corais e distribuição de ramalhetes de flores aos convidados.Uma das atrações mais aguardadas pelo público é o cortejo solene do elefante branco, que sairá da Praça da Liberdade – acompanhado por fanfarra e por crianças de diversas escolas participantes. O desfile seguirá pelas Ruas Galvão Bueno e Américo de Campos, até o número 365 da avenida Liberdade, sede da Acal.

Segundo o presidente da Acal, Hirofumi Ikesaki, a expectativa é receber a mesma quantidade de público dos anos anteriores, quando cerca de 30 mil visitantes passaram pela Liberdade. O empresário conta que a crise que assola o país está prejudicando, e muito, o comércio da região. Segundo ele, desta vez a crise chegou para valer. “Os lojistas estão muito desanimados. Com desemprego e inflação, a economia não anda e isso é muito ruim para o bairro, que é considerado hoje um dos principais cartões postais da cidade de Sãom Paulo”, disse Ikesaki, que foi informado pela reportagem do Jornal Nippak se tratar da edição de número 50. “Nem tinha me dado conta”, disse Ikesaki com ar de espanto.

 

Cerimônia religiosa abre a programação no sábado. Foto: arquivo/Jiro Mochizuki.

Cerimônia religiosa abre a programação no sábado. Foto: arquivo/Jiro Mochizuki.

 

História – Existem várias denominações para o buda: Xaquiamuni, Oshakasama, Shakuson que significam “pessoa venerável da família Sakya. O nascimento do buda ocorreu há aproximadamente 2639 anos, no nordeste da Índia e quando criança era chamado de Siddharta Gautama.

Siddharta era filho do rei Suddhodana e da rainha Maya, o seu nascimento é precedido por um fenômeno muito interessante.

Certa noite a rainha Maya teve um sonho estranho, um elefante branco surgira e entrara em seu corpo através de sua axila direita. Muitos interpretaram o sonho como um bom presságio, pois entendiam que em breve a rainha conceberia um filho.

Em sua biografia, no momento de seu nascimento, o buda deu 7 passos e levantou uma mão para o alto, apontando o céu e a outra para baixo, apontando a terra e em seguida proferiu as seguintes palavras “ Assim na terra como no céu, sou um ser digno ”, significa que em sua essência a existência de todos a vida e digna e que todas as pessoas são iguais. ( Utilizada o ano de 560 a.C com nome de Siddharta Gautama – isto é 560 anos a..C).

Assim, os budistas do mundo inteiro fazem questão de incluir nas comemorações do nascimento do buda a imagem de um elefante branco, pois ele é o mensageiro do seu nascimento.

 

ALDO SHIGUTI

ALDO SHIGUTI

Redator-chefe
ashiguti@uol.com.br
ALDO SHIGUTI

Últimos posts por ALDO SHIGUTI (exibir todos)

     

     

    PROGRAMAÇÃO

     

    De 04 a 08 de abril (segunda a sexta-feira), das 10 às 16 horas:

    Oferenda de chá adocicado (amachá) nas tendas montadas na praça da Liberdade, abençoando o público presente com a sabedoria de Buda.

     

    Dia 09 de abril (sábado) – Solenidades:

    10h00 – Abertura religiosa com presença de ilustres convidados, autoridades civis e militares.

    10h10 – Música.

    10h25 – Palavra das autoridades.

    10h35 – Música e distribuição de ramalhetes de flores aos convidados.

    11h30 – Após a solenidade, o cortejo solene do elefante branco sairá da Praça da Liberdade, acompanhado de fanfarra e de crianças com roupas típicas, de diversas escolas participantes, seguindo pela rua Galvão Bueno, rua Américo de Campos e avenida da Liberdade até o nº 365, sede da ACAL.

     

     

     

     

     

    Related Post

    OSASCO: Tainá Akemy é a Miss Nikkey Osasco Realizado pela Acenbo (Associação Cultural e Esportiva Nipo-Brasileira de Osasco) no dia 20 de maio, o concurso Miss Nikkei Osasco consagrou a beleza ...
    ESPETÁCULO: WARIKI, um universo de música, dança ...   Grupo de performance mescla variadas expressões artísticas, incluindo instrumentos tradicionais e vestimentas típicas   A Fundação Japã...
    JAPAN HOUSE SP: Depois de receber autoridades, Jap... Depois de muita expectativa, com direito a intervenção artística do japonês Makoto Azuma, que coloriu as ruas da cidade com suas bikes floridas, a Jap...
    BENEFICENTE: 36ª edição da Festa do Verde espera ...   A Festa do Verde, que este chega a sua 36ª edição neste fim de semana (27 e 28), na sede da Sociedade Beneficente Casa da Esperança “Kibô-no...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *