FESTIVAL DAS FLORES: ‘Mais enxuto’, 51ª edição do Hanamatsuri acontece neste fim de semana na Liberdade

Em comemoração aos 2641 anos do nascimento do Buda Shakyamuni, a  Acal (Associação Cultural e Assistencial da Liberdade), a Federação das Escolas Budistas do Brasil, a Associação dos Admiradores do Buda Xaquiamuni e a Aliança Feminina Budista do Brasil realizam, esta semana, no Bairro Oriental, a 51ª edição do Hanamatsuri – Festival das Flores 2017.

 

‘Mais enxuto’, 51º Hanamatsuri acontece neste fim de semana na Liberdade. Foto: Jiro Mochizuki

 

Este ano, o evento está “mais enxuto” e apresenta mudanças. A programação da oferenda de chá adocicado (amachá) – abençoando os participantes com a sabedoria do Buda – que normalmente é realizada na Praça da Liberdade, acontece até sexta-feira, 7, no Jardim Oriental (na Rua Galvão Bueno, 72, próxima ao Viaduto Cidade de Osaka), das 10 às 16 horas.

Assim, o palanque para banhar o buda, ornamentado com flores naturais, chamado “Hanamidô” – simbolizando o jardim onde o Buda nasceu – com chá adocicado (amachá), está montado no Jardim Oriental.

 

Oferenda de chá adocicado este ano mudou para o Jardim Oriental; cortejo do elefante sairá da praça. Foto: Aldo Shiguti

 

O ritual tem como objetivo lembrar o nascimento do buda que, de acordo com a lenda, uma música celestial ecoou pelos quatro cantos do universo e todos os seres que habitavam o mundo sentiram uma grande bem-aventurança. As flores desabrocharam e do céu caiu uma suave chuva de néctar, simbolizada pelo chá adocicado.

Conforme a crença popular, as pessoas que assim homenageiam são abençoadas e podem ter seus pedidos atendidos. É por isso que durante a semana de comemorações, não apenas fiéis budistas, mas o público em geral saúda o buda pelo seu nascimento.

O presidente da Acal, Hirofumi Ikesaki, disse que a mudança não deve prejudicar a presença de público, estimado em cerca de 30 mil pessoas. O ponto alto da festa,  o cortejo do elefante branco, será realizado normalmente no sábado, 8, a partir das 10 horas, em seu local habitual, ou seja, a Praça da Liberdade

 

Elefante branco – A cerimônia prosseguirá às 11 horas com o cortejo solene do “elefante branco” carregando a imagem do Buda Criança, com a participação de diversas escolas infantis e acompanhamento de grupo musical. O cortejo solene partirá da Praça da Liberdade, percorrendo a Rua Galvão Bueno, Rua Américo de Campos até a Avenida Liberdade nº. 365.

Segundo Ikesaki, este ano, diferentemente dos anos anteriores, será montada apenas uma pequena tenda e o tempo da festa também será mais curto, com cerca de 2 horas de duração. “Se pedíssemos um tempo maior teríamos que colocar ambulância à disposição”, justificou.

 

ALDO SHIGUTI

ALDO SHIGUTI

Redator-chefe
ashiguti@uol.com.br
ALDO SHIGUTI

Últimos posts por ALDO SHIGUTI (exibir todos)

     

    Related Post

    EXPOSIÇÃO: Takako Nakayama expõe no Centro Cultura...   O Centro Cultural da USP São Carlos promove a mostra Takako Nakayama: Caminhos, de 5 a 18 de novembro. A exposição, composta por desenhos, o...
    COMUNIDADE: Nikkey Matsuri celebra 10 anos em novo... Considerado um dos principais eventos da comunidade nipo-brasileira na capital paulista, o Nikkey Matsuri comemora seu 10º aniversário em 2015. E a da...
    COMUNIDADE: 32º Akimatsuri prossegue neste fim de ... Principal evento da comunidade nipo-brasileira do Alto Tietê e região, o Akimatsuri – Festival de Outono – atraiu cerca de  30 mil pessoas no primeiro...
    4 ENTIDADES: ‘Kansha – Gratidão’,” é o tema do 12º... No dia 13 de novembro, a partir das 19h30 será realizado o tradicional Jantar Show Beneficente, no Espaço Hakka Eventos, no bairro da Liberdade, em Sã...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *