FESTIVAL DO JAPÃO: Exposição comemora um ano de reconhecimento do Monte Fuji como Patrimônio Cultural Mundial

 

Localizado na fronteira entre as províncias de Shizuoka e de Yamanashi e considerado um dos símbolos mais conhecidos do Japão, o Monte Fuji ganha destaque no 17º Festival do Japão. Realizado pelo Nikkey Shimbun em parceria com o Shizuoka Shimbun, a Exposição Fotográfica do Monte Fuji” comemora um ano de seu reconhecimento pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) como Patrimônio Mundial da Humanidade.

 

Exposição reune 40 fotos tiradas durante as quatro estações do ano (foto: divulgação)

 

A exposição, que poderá ser vista pela primeira no Brasil no Pavilhão Cultural do Festival do Japão, reúne 40 fotos tiradas durante as 4 estações do ano. Parte desta exposição foi apresentada em junho, durante a realização do 5º Japan Matsuri da Acenbo (Associação Cultural e Esportiva Nikkei de Osasco).

Com 3.776 metros de altura, o Monte Fuji é objeto de veneração, símbolo cultural e o representante – mor de todas as montanhas. Na justificativa da Unesco, “cone vulcânico solitário, muitas vezes coroado de neve, que se eleva acima das aldeias,mar e lagos arborizados, inspira artistas e poetas há séculos e é um local de peregrinação”.

Amado pelo povo japonês desde os tempos mais remotos, cerca de 350 montes com o nome “Fuji” se procriaram pelo arquipélago. Muitos japoneses emigrantes, ao sentirem saudades da terra natal, evocaram em sonhos ou dentro de seus corações as marcantes imagens que o monte revela nas passagens das quatro estações. Esta nostalgia se traduziu nos apelidos dados a mais de 50 montes dispersos em 23 países e localidades do mundo, como o “Tacoma Fuji (Monte Rainier)”, nos Estados Unidos, ou o “Registro Fuji (Morro do Votupoca)”, no estado de São Paulo.

O reconhecimento do Monte Fuji como Patrimônio Cultural Mundial pela Unesco no ano passado não foi simplesmente a coroação da beleza natural ou da grandiosidade do acidente geográfico, mas o resultado do empenho japonês em querer difundir mais a sua espiritualidade que é de convívio com a natureza.

Depois do Festival do Japão, a mesma exposição será apresentada na cidade de Registro, no Vale do Ribeira, no Tooro Nagashi da Paz.

A mostra conta apoio do Consulado Geral do Japão, Fundação Japão e da Comissão de Apoio para o Reconhecimento de Patrimônio Cultural Mundial. O patrocínio é da Ikai.

 

Monte Fuji é objeto de veneração ( foto: divulgação)

 

Dekassegui – Durante os três dias do Festival do Japão, representantes do escritório da Ikai CO., LTD em São Paulo estarão no mesmo estande em que ocorre a exposição do Monte Fujii  com o objetivo de esclarecer dúvidas sobre o mercado de trabalho no Japão. Com mais de 30 anos de experiência no ramo de recrutamento de mão de obra, a Ikai atua, principalmente, na região de Shizuoka.

“Podemos antecipar que o Japão vive atualmente uma escassez de mão de obra em diversos setores, como autopeças, alimentícios e eletrônicos”, explicou o gerente Rubens Takedomi, acrescentando que, antes da crise e da tragédia de 11 de março de 2011, a empresa tinha cerca de 3 mil brasileiros no Japão em regime de contrato de trabalho. “Hoje, estamos com cerca de 800 a 900 brasileiros e esperamos retomar o mesmo ritmo de antes da crise”, disse o encarregado Hattori Hiromi, lembrando que hoje em dia as empresas exigem que os candidatos a uma vaga tenham pelo menos noção básica do idioma japonês.

(Aldo Shiguti)

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

EXCURSÃO NIKKEY CULTURAL HOTEL TAYO – CALDAS NOVAS... Onibus Super Luxo Saída: 10/08/2015 às 22h Dias 11, 12 e 13/08/2015: Karaokê Dance Volta: 14/08/2015 depois do café da manhã. Reservas: Me...
KIBÔ-NO-IÊ: 38ª edição da Festa do Verde espera ce... Que tal passar um dia agradável com a família e ainda praticar um gesto de solidariedade? O convite é da Sociedade Beneficente Casa da Esperança – Kib...
CIDADES/ARUJÁ: 21ª ExpoAflord começa no próximo fi...   A Associação dos Floricultores da Região da Via Dutra (Aflord) realiza no próximo fim de semana (25 e 26) e nos dias 1º, 2, 7, 8 e 9 de sete...
MÚSICA: SAXOFONISTA DE GUAIMBÊ APRESENTARÁ MONOGR... Altamiro Belmiro Rocha Neto, o pistonista de Guaimbê. (foto: divulgação)     Altamiro Belmiro Rocha Neto sempre gostou de música. ...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *