FORÇAS ARMADAS: Nikkei assume chefia da 4ª Circunscrição de Serviço Militar

O tenente coronel de Artilharia Eduardo Shigueru Hamaoka, de 46 anos, assumiu a chefia da 4ª Circunscrição de Serviço Militar. A passagem de comando ocorreu no dia 31 de janeiro, em cerimônia realizada no Cambuci (zona Sul de São Paulo) e presidida pelo comandante da 2ª Região Militar, general de Divisão João Camilo Pires dos Campos.

 

Cerimônia foi presidida pelo general João Camilo Pires de Campos (centro) (foto: divulgação)

 

Estiveram presentes também à solenidade o general de Exército Adhemar da Costa Machado Filho, comandante militar do Sudeste; o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de São Paulo (Faesp), Fábio Meirelles, o deputado estadual Jooji Hato (PMDB); coronel Aviador Ricardo Beltrão Crespo do IV Comar; capitão de mar e guerra Francisco Calijuri Neto do 8º Distrito Naval; coronel Robinson dos Santos Santiago (ex-chefe da 2ª Inspetoria Contabilidades e Finanças do Exército); coronel Wlademir Martins Padilha; e o coronel Ricardo Eiji Hamaoka, chefe do Departamento de Mecânica do Instituto Militar de Engenharia e irmão do novo chefe da 4ª CSM; 2º tenente Miguel Garofalo; além de comandantes, chefes e diretores de unidades militares da Área de São Paulo, representantes da comunidade nipo-brasileira e familiares.

Casado com Claudia Midori, com quem tem o casal de filhos Roberto e Júlia, o tenente coronel Eduardo Hamaoka foi declarado aspirante-a-oficial em 1991 e classificado no 15º GAC, onde desempenhou por 4 anos as funções de oficial subalterno.

 

O coronel com os pais, a esposa e os filhos (foto: divulgação)

 

Cursou a Esao em 99, realizou o curso de Artilharia de Costa e Antiaérea em 1996 e o curso de Gestão e Assessoramento de Estado Maior em 2013, foi Sub-Comandante da 1ª Bateria do 10º GACosM, como oficial superior comandou a 11ª Bateria de Artilharia Antiaérea.

Foi adjunto e chefe do Serviço Militar Regional na 2ª Região Militar e promovido ao posto atual em 31 de agosto de 2011. Entre as condecorações, foi agraciado com a Medalha Militar de Prata; Medalha Corpo de Tropa Bronze; Distintivo de Comando Prata.

 

Missão – Localizada na Rua Independência, nº 632, no Cambuci, em São Paulo, a 4ª CSM tem como missão ser responsável pelo alistamento dos jovens de São Paulo, Grande São Paulo, Vale do Paraíba, Vale do Ribeira e Litoral. No total, explica Hamaoka, são 27 circunscrições espalhadas pelo território brasileiro, sendo que o quartel do Cambuci é a maior do Brasil em números de jovens alistados, chegando a alistar o equivalente a todos os alistamentos de várias CSM juntas. “Por ano, somos responsáveis por cerca de 250 mil alistamentos”, destaca Hamaoka, acrescentando que a área da 4ª CSM conta com 13 delegacias de Serviço Militar, 114 Juntas de Serviço Militar, e mais 1 Posto de Alistamento Militar.”100% das Juntas de Serviço Militar estão informatizadas”, explica o tenente coronel, afirmando que “não imaginava chegou onde chegou”.

 

 

Humilde – Terceiro dos cinco filhos do casal Massaharu e Eiko Hamaoka, o tenente coronel Hamaoka iniciou sua carreira no Exército em 1988 na Ama – Academia Militar das Agulhas Negras – depois de ter tentado a sorte em várias escolas públicas. “Somosde família humilde, meu pai é de Kagawa e minha mãe é de Osaka. Quando meu pai veio para o Brasil, foi parar em Maringá, onde trabalhou como agricultor e nós tivemos que cursar escolas públicas”, lembra o coronel, afirmando que “não se identificou com nenhum dos cursos. Por eliminação, acabou optando pela área militar.

 

 

“É questão de identificação mesmo, pois já tive oportunidade de sair, mas preferi continuar”, conta. Não fosse assim, a família Hamaoka não seria protagonista de um fato inusitado no país ao colocar três membros nas Forças Armadas. E, curiosamente, os três mais velhos: além do irmão mais velho, Ricardo Eiji, o segundo, Marcos Tadashi, optou pela Marinha onde ocupa atualmente o posto de comandante da Capitania dos Portos de Maranhã. Os dois mais novos, Walter Tsuyoshi e Wilson Kenji, decidiram seguir a carreira civil e hoje são administradores.

Hoje, não se arrepende da escolha. “É um orgulho poder representar a comunidade nipo-brasileira. Minha ideia é trabalhar bem, mostrar serviço e a capacidade dos nikkeis”, observa Eduardo Hamaoka lembrando que, por enquanto, os filhos ainda não mostraram desejo seguir a carreira do pai.
(Aldo Shiguti)

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

TOSA MATSURI: Ryukyu Koku Matsuri Daiko e Animadne...   Se, no sábado, a banda Gaijin Sentai "roubou a cena" no primeiro dia do Tosa Matsuri, no domingo – em que o candidato a prefeito de São Paul...
KARATÊ GOJU-RYU: Brasileiros participarão de Semin... Akira Saito Entre os dias 22 e 29 deste mês acontecerá no Japão, nas cidades de Tóquio e Matsumoto, o Seminário para Mestres de Karate-do Goju-ryu...
CIDADES/PROMISSÃO: Grupo de Escoteiros adota o nom... Apesar de fundado em 19 de agosto de 2011, o Grupo Escoteiro “Shuhei Uetsuka”, de Promissão (SP), já tem 60 componentes de ambos os sexos e idades var...
JAPÃO / MÚSICA: Ale Vanzella divulga novo disco no... O músico, cantor e compositor Ale Vanzella passou pelo Japão em maio para divulgar o novo álbum, “Indie Bossa”, que será lançado ainda neste primeiro ...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *