FOTOGRAFIA: Nikkeis expõem trabalhos de fotojornalismo em Campo Grande

Momentos marcantes de Campo Grande (MS) e do interior de Mato Grosso do Sul, registrados pelas lentes de 28 fotojornalistas, podem ser apreciados até o dia 18 de fevereiro na exposição fotográfica coletiva “Fatos e Fotos”, que acontece na praça de alimentação do Shopping Bosque dos Ipês, ca capital sul-matogrossense.

Segundo um dos organizadores, João Garrigó,  esta é a segunda vez que os profissionais realizam a exposição e cada profissional apresentou um trabalho que tenha marcado o seu dia-a-dia. “Cada fotógrafo pode escolher de forma independente seus trabalhos curatorial. A exposição conta com os profissionais que estão diariamente trabalhando no fotojornalismo”, disse.

 

Fotógrafos nikkeis que participam da mostra coletiva “Fatos e Fotos” em cartaz em Campo Grande. Foto: divulgação

 

As imagens abordam construções históricas, questões sociais vivenciadas pelas comunidades, o cotidiano da vida campo-grandense, a vida do trabalhador, além de belezas naturais.

Dos 28 profissionais, cinco são nikkeis e atuam na imprensa de Mato Grosso do Sul, em jornais impressos e na mídia eletrônica.

 

Renan Kubota registrou o cotidiano nas pautas factuais e trabalhadas. Foto: divulgação

 

O jornalista Renan Kubota trabalhou por mais de três anos na mídia eletrônica e registrou o cotidiano das pautas factuais e trabalhadas. “Quando estava na faculdade que despertou o caminho pela fotografia. Comecei fazendo alguns trabalhos do dia a dia, e fui me aperfeiçoando”, disse.

 

Luciano Muta aprendeu a trabalhar como fotografia no Japão e encarou o fotojornalismo assim que retornou ao Brasil. Foto: divulgação

 

Outro nikkei presente na exposição é o fotógrafo profissional Luciano Muta, que aprendeu a trabalhar como fotografia no Japão e encarou o fotojornalismo assim que retornou ao Brasil. “Fiz o curso no Japão e assim que cheguei aqui, tive a oportunidade de trabalhar registrando os acontecimentos diários”, explica.

 

Roberto Okamura começou a fotografar no Japão, mas teve influência dentro da família com o tio e avô. Foto: divulgação

 

Quem começou também do outro lado do mundo foi Roberto Okamura, mas teve influência também dentro da família. Okamura é sobrinho de Wagner Guimarães e neto de Sebastião Guimarães, um dos mais respeitados fotógrafos de Campo Grande. “Quando eu era criança pegava câmera para brincar, mas não imaginava trabalhar com fotografias. Eu sempre quis trabalhar com fotografia artística, mas graças ao meu avô cai no fotojornalismo, devo muito a ele, aprendi muito com ele”, declara.

A exposição também apresenta o trabalho de quem ainda está trilhando os caminhos do fotojornalismo, é o caso do acadêmico de jornalismo Henrique Kawaminani.  A tualmente atua como estagiário em um site de notícias de Campo Grande e pela primeira vez participa de uma exposição. “Entrei no jornalismo justamente pela fotografia, mas não sabia o quanto iria gostar do fotojornalismo. Só quando comecei a estagiar que realmente vi que é a área que me faz feliz”, disse.

 

Henrique Kawaminami entrou no jornalismo por influência da fotografia. Foto: divulgação

 

Veterano – Por ser o novato, Kawaminani se sente privilegiado em dividir momentos com profissionais nikkeys renomados da mídia. “Eu me sinto sortudo em poder conviver e aprender com eles. Saber como trabalham, do quanto se dedicam até hoje pra se tornarem ótimos jornalistas”, finalizou.

 

Roberto Higa veterano no fotojornalismo tem o sentimento de dever cumprido. Foto: divulgação

 

O veterano do fotojornalismo em Mato Grosso do Sul, Roberto Higa, também participa da exposição. Conhecido pelo seu trabalho e rico acervo, Higa já registrou momentos importantes da história do Estado e também da comunidade nipo brasileira de Campo Grande. “Me sinto orgulhoso e com a sensação de dever cumprindo, quando vejo brilhantes e talentosos jovens coleguinhas,  seguindo meus passos na arte de fotografar. E a única Maneira de retribuir esse reconhecimento é participando com eles dessas exposições coletivas que me convidam”, disse.

(Silvio Mori, especial para o Jornal Nippak)

 

Exposição de Fotojornalismo “Fatos e Fotos”

Quando: Até 18 de fevereiro,

Onde: Praça de Alimentação do Shopping Bosque dos Ipês: Av. Cônsul Assaf Trad, 4796 – Novos Estados – Campo Grande (MS)

Entrada franca

Related Post

ESPETÁCULO: Fundação Japão revela o universo do Bi... Akiko Sakurai (foto: divulgação) A Fundação Japão em São Paulo (FJSP) promove neste sábado (17), a partir das 19h, o Encontro Musical com Akiko Sa...
LITERATURA: JAPONESES IMIGRANTES… E ELES FI... あなたはどうして1941年に日本がアメリカ合衆国を攻撃したかを知っていますか。この本で真実の物語を読んでください。 (Você sabe por que o Japão atacou os Estados Unidos em 1941? Leia neste livro a verdadeira ...
KARAOKÊ: HANA NO KAYO SAI, um show exemplar! Abertura (foto: Silvio Sano)   Abertura Oficial (foto: Silvio Sano)   Banda NAK (foto: Silvio Sano)     O ...
MARÍLIA: Cônsul geral do Japão em São Paulo partic... Foram quatro dias de intensa programação, totalizando quase 40 horas de atrações e um exército de 700 voluntários para a realização do 15º Japan Fest,...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *