FUTEBOL: No Avaí, Toshi espera oportunidade de ser titular

O jogador japonês Toshiya Tojo: à espera de uma oportunidade (Foto: Kimio Ido)

O jogador japonês Toshiya Tojo: à espera de uma oportunidade (Foto: Kimio Ido)

Depois de um “hat – trick” (três gols) no treino dos reservas do Avaí, Toshiya Tojo, ou simplesmente Toshi – como é mais conhecido – veio me cumprimentar. “Muito prazer, eu sou Toshiya Tojo”. Para um japonês, não é muito comum falar seu nome completo. Trata-se de um povo modesto, mas que expressa – e muito – sua personalidade forte, essencial para quem quer sobreviver no mundo do futebol. Depois do treino, quando seus companheiros estavam conversando, ele corria na esteira para manter sua condição física.

Até os 18 anos, Toshi – atualmente está com 22 anos –  jogou no time de base do Kawasaki Frontale, da primeira divisão da J-League – a divisão de elite do futebol profissional do Japão – e logo depois de acabar o ensino médio, em 2011, decidiu se aventurar no Brasil com o sonho de virar jogador profissional de futebol.

Já em território brasileiro, ele se profissionalizou no Friburguense Atlético Clube, da primeira divisão do Campeonato Carioca, em 2012. Como experiência, guarda com carinho o dia em que atuou no templo do futebol, o Maracanã, contra o Fluminense.

 

Paciência – Aprimorando seu estilo de jogo e marcando gols, logo despertou a atenção do Avaí FC, time catarinense que estava na Série B do Brasileirão, que o contratou em outubro do ano passado.

Mas, Toshi ainda não teve oportunidade de atuar em nenhum jogo oficial por seu novo clube. Quando foi contratado, o “Leão Azul” atravessava um momento crítico para conseguir acesso à Série A e o técnico preferiu apostar suas fichas em jogadores que já faziam parte do elenco.

No início deste ano Toshi se machucou e sua recuperação levou tempo. Mas nem por isso desistiu.

Até que em maio surgiu uma oportunidade. Pela primeira vez ele foi relacionado para o jogo contra o Flamengo, o time de maior torcida do Brasil.

Desde então, vem sendo constantemente para ficar no banco de reservas, mas ainda espera sua grande chance. “Eu nunca me impacientei. Ao contrário, estou concentrado e treinando duro todos os dias”, disse ele à reportagem do Nikkey Shimbun, que acompanhou o jogador nos jogos do Avaí contra o Corinthians, no dia 16 de agosto, e contra o Santos, no dia 22 do mesmo mês.

 

Mero torcedor – Seja titular ou reserva, todo atleta que for relacionado para o jogo logo após o treino da véspera tem que entrar em regime de concentração e permanecer no hotel em que o time estiver hospedado.

Contra o Santos, o Avaí ficou num hotel próximo à praia, cenário em que Toshi explicou sua motivação de jogar. “Lembro que já faz dois anos. Vim para cá como mero torcedor para assistir ao jogo do Santos e hoje estou aqui, como adversário do grandioso Santos Futebol Clube”, disse ele, admitindo que estava bastante ansioso.

Na hora do jogo, Toshi fazia seu aquecimento com os reservas enquanto o ataque  santista se mostrava impiedoso contra a zaga do Avaí. Foi um massacre. No final, o placar apontava 5 a 2 para o Santos. Gabriel, Thiago Maia, Ricardo Oliveira, Nilson e Lucas Lima anotaram para o time da Vila Belmiro. Léo Gamalho, duas vezes, descontou para o Avai.

Ainda não seria desta vez que ele faria a tão sonhada estréia. Além da frustração por não ter ajudado sua equipe, Toshi ainda se viu obrigado a aguentar gozações de torcedores santistas. Coisa que, garante, não dá bola.

Pelo menos para o Avaí, a situação melhorou um pouco. O clube deixou a zona de rebaixamento num momento importante da competição, quando o Campeonato Brasileiro começa a definir tanto a parte de cima como a de baixo da tabela. Enquanto isso, Toshi espera pacientemente uma oportunidade.

“Sinto orgulho de ser japonês. Pensando nas dificuldades enfrentadas pelos pioneiros, nem acho quie isso seja um desafio”, conta o atacante, que sonha em se transformar no “salvador do time”.

(Kimio Ido, especial para o Jornal Nippak. Colaborou:  Tiago Bontempo)

Related Post

KARAOKÊ: Instituto Nipo de Campinas realiza o 10º ... Incentivar, formar cantores e socializar as crianças para o futuro do Karaokê. Mais do que cantar, simplesmente por fazer, o Departamento de Karaokê d...
RIO DE JANEIRO: 44º Undoukai com intenso desejo de... Esperado com ansiedade por famílias inteiras de inúmeras instituições, em 30 de abril de 2017 aconteceu o 44º Undoukai/Gincana Poliesportiva da Associ...
ATLETISMO: Correndo, casal nikkei realiza sonho de... Nilton e Naoko Kuriyama embarcam em abril para o Japão (foto: divulgação) Casal que treina separado, compete junto. Há praticamente nove anos, ess...
ATIBAIA: 35ª Festa de Flores e Morangos prossegue ... Quem ainda não foi tem ainda até o próximo dia 27 para conferir a 35ª Festa de Flores e Morangos de Atibaia, que acontece de sexta a domingo, no Parqu...

One Comment

  1. Futebol brasileiro tem maior precoçeito com futebolista asiaticos

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *