GASTRONOMIA: Seminário gratuito divulga bebidas típicas do Japão

A Associação de Fabricantes de Saquê e Shochu do Japão (JSS), com o apoio do governo japonês através da Jetro (The Japan External Trade Organization) e do Consulado Geral do Japão em São Paulo, promove na próxima quarta-feira, dia 10, das 15 âs 20h, no Nikkey Palace Hotel, no bairro da Liberdade, em São Paulo, o seminário: Kokushu: Uma Dose de Japão, cujo objetivo é divulgar informações sobre as três bebidas alcoólicas típicas do Japão: saquê, shochu e awamori.

 

O saquê é a bebida-símbolo do Japão mais conhecida no ocidente: Japão conta hoje com mil fábricas. FOTO: Tatewaki Nio.

O saquê é a bebida-símbolo do Japão mais conhecida no ocidente: Japão conta hoje com mil fábricas. FOTO: Tatewaki Nio.

 

A programação terá ainda atrações culturais e degustação de bebidas. Na primeira parte do evento, a partir das 15h, estão previstas palestras com três fabricantes de cada uma das bebidas. O saquê ficará a cargo de Masumi Nakano, presidente da Dewazakura Sake Brewery, empresa que venceu o prêmio da categoria 2016 no  Internacional Wine Challenge (IMC), uma das maiores competições de bebida do mundo; o shochu, com Hisanori Komaki, diretor da Komaki Brewing; e o awamori, com Tsutomu Oshiro, presidente da Chuko Awamori Distillery.

O porta-voz brasileiro é o sommelier de sake Alexandre Tatsuya Iida, proprietário da Adega do Saquê, e um dos principais especialistas da bebida fermentada de arroz no Brasil. Iida é o único brasileiro nomeado Saquê Samurai, uma espécie de embaixador da bebida, pela The Japan Sake Brewers Association Junior Council.

A partir das 18h, começa a parte cultural e gastronômica. Os produtores participantes vão apresentar os rótulos de saquê, shochu e awamori. Será realizada uma degustação gratuita de bebidas para os inscritos.

O público vai ser recebido na calçada por uma performance de taiko. O animê Kampai, dublado em português, vai ser exibido no mezanino. A Associação Brasileira de Ikebana vai estar presente com cinco grandes instalações de ikebana. O ponto alto promete ser a cerimônia de xintoísta Kagami Biraki, que é a quebra dos barris de saquê para desejar sorte e prosperidade.

Na parte musical, haverá um concerto com Shen Ribeiro (flauta), Tamie Kitahara (koto) e um pocket show do cantor Joe Hirata.

 

 

Kokushu: uma dose de Japão

Quando: 10 de agosto, a partir das 15h

Programação:

Seminário: das 15h, às 18h. Degustação e apresentações culturais: a partir das 18h

Inscrições gratuitas:

clique no link  http://kokushu.eventbrite.com

Onde: Nikkey Palace Hotel – R. Galvão Bueno, 425 – Liberdade, São Paulo – SP

 

 


 

 

Conheça mais sobre as bebidas

O saquê é a bebida-símbolo do Japão mais conhecida no Ocidente. É feito a partir da fermentação do arroz há mais de 2 mil anos. A partir do século 19, começou um processo de refinamento da produção que continua até os dias atuais. Com graduação alcoólica próxima de 15%, tem sabor suave, principalmente, o do saquê premium, que é feito de grãos de arroz mais polidos que os dos básicos. Hoje são cerca de mil fábricas no Japão, que ainda produzem saquês típicos de cada região, conforme a dieta do local.

O shochu (lê-se “xôtyu”) é a bebida mais consumida no Japão, mas ainda pouco conhecida dos brasileiros. É um destilado que pode ser feito de diversos ingredientes, como batata-doce, cenoura, arroz, trigo, cevada, trigo-sarraceno, mandioca.  É chamado de “vodca japonesa”. O teor acoólico de 20-25% é relativamente baixo para um destilado.

Assim como o shochu, o awamori é um destilado de arroz típico de OKinawa, província formada por um conjunto de ilhas ao sul do Japão, conhecida por ter uma cultura própria. Sua graduação alcoólica varia de 30% – 43%. É produzida a partir do polimento do arroz tailandês, de grão mais fino e com menos amido que o usado para os sakes. O grão precisa ser cozido duas vezes antes de ser destilado.

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

KARAOKÊ: ABCD Baixada Santista, uma regional organ...   Contando com a participação de mais de 120 pessoas, em uma 6ª feira, à noite, a regional ABCD Baixada Santista deu mostra do que se trata um...
PROGRAMA DE ENVIO DE ESTAGIÁRIOS PARA ENTIDADES: J...   No dia 2 de agosto, durante sua rápida passagem pela capital paulista, o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, fez uma promessa diante da p...
60 ANOS DE BUNKYO: Livro ‘60 Anos de Bunkyo’ receb... Por iniciativa do vereador Aurélio Nomura (PSDB), o presidente do Conselho Deliberativo do Bunkyo – Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assi...
HAICAI BRASILEIRO O Jornal Nippak publica aqui os haicais enviados pelos leitores. Haicai é um tipo de poema que se originou no Japão. Seu maior expoente é Matsuo Bashô...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *