HAICAI BRASILEIRO

 

O Jornal Nippak publica aqui os haicais enviados pelos leitores. Haicai é um tipo de poema que se originou no Japão. Seu maior expoente é Matsuo Bashô (1644-1694). O haicai caracteriza-se por descrever, de forma breve e objetiva, aspectos da natureza (inclusive a humana) ligados à passagem das estações. Hoje, no mundo inteiro, pessoas de todas as idades e formações escrevem haicais em suas línguas, atestando a universalidade dessa forma de expressão.

 

TEMAS DE SETEMBRO:  Ipê – Marimbondo – Mar de primavera

 

Sol do meio-dia –
Está toda florida
a sombra do ipê
Alvaro Posselt  – Curitiba, PR

 

 

A rua iluminada
nesta manhã cinzenta –
Florada de ipê
Alvaro Posselt – Curitiba, PR

 

 

Flores de ipê branco
alastram-se pela encosta –
Luz do alvorecer!
Benedita Azevedo – Magé, RJ

 

 

Mar de primavera –
As ondas batem suaves
Na praia deserta
Carlos Viegas – Brasília, DF

 

 

Súbito corre-corre
Um ninho de marimbondos
Espanta as crianças
Elisa Campos – São Paulo, SP

 

 

Centro de São Paulo –
Ao dobrar uma esquina
um florir dos ipês...
Guin Ga Eden – Niterói, RJ

 

 

Como não ouvir
o vento e o ranger das espias?
Mar de primavera.
Guin Ga Eden – Niterói, RJ

 

 

Pássaros marinhos
Acompanham o pescador
Mar de primavera!
Irene M. Fuke – São Paulo, SP

 

 

No topo do morro
chama a atenção dos passantes –
Florada de ipê.
Mario Isao Otsuka – São Paulo, SP

 

 

No beiral da casa
um ninho de marimbondos –
Dizem que dá sorte.
Mario Isao Otsuka – São Paulo, SP

 

 

Calçada na memória,
verdejante incomum
– a cor do ipê amarelo
Michela Brígida – São Paulo, SP

 

 

Divagam as ideias
para lá e para cá –
Mar de primavera
Monica Martinez – Granja Viana, SP

 

 

São tantos ipês –
nossa rua deveria
chamar-se amarela
Neide Rocha Portugal – Bandeirantes, PR

 

 

Do topo ao chão
espalham-se as flores…
Ipê ao vento.
Regina Alonso – Santos, SP

 

 

manhã de setembro
flores de ipês coloridos
caem sobre os túmulos
Rosa Clement – Manaus, AM

 

 

ipês coloridos
ora o barulho dos carros
ora o som dos pássaros
Rosa Clement – Manaus, AM

 

 

Vovó em pânico
Sobre o bolo enfeitado
Uns marimbondos.
Yone – São Paulo, SP

 

 

A lua mergulha
No mar de primavera
Sem fazer barulho.
Zekan Fernandes – São Paulo, SP

 

 

 

Temas de novembro (postar até 10 de outubro):

Gato enamorado – Buganvília – Finados

 

 

Temas de dezembro (postar até 10 de novembro):

Lambari – Jaca – Vestibular

 

 

Relançado “Haikai: Antologia e História”

Acaba de sair a quarta edição do livro “Haikai: Antologia e história”, organizado por Paulo Franchetti (Ed. Unicamp, 240 páginas, R$ 45,00). A primeira edição, de 1990, marcou época por ser a primeira vez em língua portuguesa que um número considerável de haicais japoneses (107) era publicado de forma bilíngue, com cada original acompanhado de sua tradução. Ao lado disso, um informativo capítulo introdutório dava conta das origens e do desenvolvimento dessa forma poética, e de sua chegada ao ocidente e ao Brasil. As três edições anteriores (1990, 1991 e 1996), há muito esgotadas, testemunham a boa recepção que teve este livro, seguramente transformado em um clássico. Esta edição acrescenta dois ensaios de Paulo Franchetti, um sobre o haicai no Brasil e outro sobre o haicai de Paulo Leminski.

 

 

Envie seus haicais (no máximo três de cada tema sugerido) digitados ou em letra legível, com nome (mesmo quando preferir o uso de pseudônimo), endereço e RG.
Cada pessoa pode participar com apenas uma identidade.
A seleção dos trabalhos é feita pelos haicaístas Edson Kenji Iura e Francisco Handa.

 

Envie suas cartas para:
Haicai Brasileiro
A/C Jornal Nippak
Rua da Glória, 332
CEP 01510-000
São Paulo-SP

E-mail:
jornaldonikkey@yahoo.com.br
Cc. ashiguti@uol.com.br

 

Edson Kenji Iura

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

JORGE NAGAO: Silvio do Baú e a menina do bambu Silvio do Baú Silvio Santos vem aí! É o nome da exposição do rei dos domingos no MIS, Museu da Imagem e do Som, em São Paulo, que fica em carta...
MEMAI: RECEITA | TOFU CHEESECAKE 豆腐のチーズケーキ...     Esta é uma tentativa de unir as confeitarias yogashi e wagashi em uma receita delicada, reproduzindo a suavidade de sabor da c...
ERIKA TAMURA: Warley Santana e a Ventriloquia Ventriloquia ou ventriloquismo, é a arte de falar sem abrir a boca ou mover os lábios, manipulando bonecos. Eu, particularmente, nunca tinha vi...
AKIRA SAITO: ARTES PARA A VIDA “A simples prática de uma Arte tem o poder de transcender a matéria e alcançar o espírito”   Assim como no Budo (Caminho Marcial) as artes ja...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *