HAICAI BRASILEIRO

 

O Jornal Nippak publica aqui os haicais enviados pelos leitores. Haicai é um tipo de poema que se originou no Japão. Seu maior expoente é Matsuo Bashô (1644-1694). O haicai caracteriza-se por descrever, de forma breve e objetiva, aspectos da natureza (inclusive a humana) ligados à passagem das estações. Hoje, no mundo inteiro, pessoas de todas as idades e formações escrevem haicais em suas línguas, atestando a universalidade dessa forma de expressão.

 

TEMAS DE SETEMBRO:  Ipê – Marimbondo – Mar de primavera

 

Noite de primavera –

Pelas espumas do mar

uma caminhada

Alvaro Posselt – Curitiba, PR

 

 

No monte de pedras 

as ondas quebram miúdas…

Mar de primavera.

Benedita Azevedo – Magé, RJ

 

 

Mar de primavera –

Na eternidade do tempo

A solidão da praia.

Benedita Azevedo – Magé, RJ

 

 

Brilham na encosta

Dos morros já ressequidos

Os ipês floridos

Carlos Viegas – Brasília, DF

 

 

Os ipês floridos

Cobrem o velho coreto –

A praça deserta

Carlos Viegas – Brasília, DF

 

 

Uma flor vagueia

Na tarde silenciosa

Mar de primavera

Elisa Campos – São Paulo, SP

 

 

Mar de primavera –

O navio deixa uma esteira

sumir no horizonte…

Guin Ga Eden – Niterói, RJ

 

 

Nuvem de gaivotas

Sobrevoam o pesqueiro

Mar de primavera.

Irene M. Fuke – São Paulo, SP

 

 

Arte de crianças

marimbondos irritados –

Dardos de papel.

Mario Isao Otsuka – São Paulo, SP

 

 

Casinha abandonada –

Para onde terão ido

estes marimbondos?

Monica Martinez – Granja Viana, SP

 

 

Volta das férias –

a recepção festiva

das flores do ipê

Monica Martinez – Granja Viana, SP

 

 

Mar de primavera –

velho segura o calção

de elástico frouxo

Neide Rocha Portugal – Bandeirantes, PR

 

 

Alguns marimbondos

movem-se fora da caixa –

lá dentro, não sei

Neide Rocha Portugal – Bandeirantes, PR

 

 

descanso na praia

deixo o mar de primavera

chegar aos meus pés

Rosa Clement – Manaus, AM

 

 

Sob o ipê florido

embelezam de amarelo

as flores que caem.

Sandra Hiraga Yoshimura – Umuarama, PR

 

 

Mar de primavera

Tão abrandado e lento

O tempo parou.

Yone – São Paulo, SP

 

 

Do alto do telhado

Um ninho de marimbondos

Guarda o casarão.

Zekan Fernandes – São Paulo, SP

 

 

Ao sabor do vento

A sombra do velho ipê

Dança sem parar.

Zekan Fernandes – São Paulo, SP

 

 

 

Temas de novembro (postar até 10 de outubro):

Gato enamorado – Buganvília – Finados

 

 

Temas de dezembro (postar até 10 de novembro):

Lambari – Jaca – Vestibular

 

 

Resultados do 5º Concurso de Haicai Masuda Goga

A Associação Cultural Nikkei Bungaku do Brasil, que promoveu, em parceria com o Grêmio Haicai Ipê, o 5º Concurso de Haicai Masuda Goga, divulga seus resultados. O primeiro lugar na categoria adulta coube a Marli Barduco Palma (S. Vicente, SP): “Aberta a janela,/ Um colorido entre as folhas –/ Primeiras azaleias!”. Os demais premiados na categoria, do segundo ao quinto lugar, foram Neide R. Portugal (Bandeirantes, PR), Marilena Budel (Irati, PR), Marco Antonio Soares (Santos, SP) e Fabrício Modesto (Santos, SP). O primeiro lugar na categoria infanto-juvenil coube a Jéssica Jacinto dos Santos (São Paulo, SP): “Flores de azaleia/ No quintal da vizinha/ Um ar de bom dia”. Do segundo ao quinto lugar, temos Giovanni A. da Costa (S. Vicente, SP), Fabrício S. Pericoro (S. Paulo, SP), Larissa S. Ribeiro (S. Paulo, SP) e Helen S. Ribeiro (S. Paulo, SP).

 

 

 

Envie seus haicais (no máximo três de cada tema sugerido) digitados ou em letra legível, com nome (mesmo quando preferir o uso de pseudônimo), endereço e RG.
Cada pessoa pode participar com apenas uma identidade.
A seleção dos trabalhos é feita pelos haicaístas Edson Kenji Iura e Francisco Handa.

 

Envie suas cartas para:
Haicai Brasileiro
A/C Jornal Nippak
Rua da Glória, 332
CEP 01510-000
São Paulo-SP

E-mail:
jornaldonikkey@yahoo.com.br
Cc. ashiguti@uol.com.br

 

Edson Kenji Iura

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

AKIRA SAITO: SOMOS TODOS IGUAIS? “A Igualdade de todos não pode ser uma coisa ocasional, muito menos de acordo com a conveniência de quem diz”   Há algum tempo, na mídia e na...
JORGE NAGAO: Haikais e mais haicais     Fui apresentado aos haicais de Guilherme de Almeida, na década de 70, e fiquei encantado com a beleza e precisão de seus verso...
AKIRA SAITO: VAI DAR TUDO CERTO! “O poder do pensamento produz as atitudes”   Nos dias atuais em que vivemos em nosso país, seja economicamente, politicamente, de segurança o...
CANTO DO BACURI > Mari Satake: A mulher que desapa...   A mulher que desapareceu Nasceu no sertão da Paraíba. Com a mãe e cinco irmãos veio para São Paulo muito criança ainda. Devia ter em torno ...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *