HAICAI BRASILEIRO

 

O Jornal Nippak publica aqui os haicais enviados pelos leitores. Haicai é um tipo de poema que se originou no Japão. Seu maior expoente é Matsuo Bashô (1644-1694). O haicai caracteriza-se por descrever, de forma breve e objetiva, aspectos da natureza (inclusive a humana) ligados à passagem das estações. Hoje, no mundo inteiro, pessoas de todas as idades e formações escrevem haicais em suas línguas, atestando a universalidade dessa forma de expressão.

 

TEMAS DE OUTUBRO:  Bicho-da-seda – Salgueiro – Piquenique

 

 


Ramas do salgueiro –

Brincadeira de criança

Ao vento balança.

Akiko Koike – Jundiaí, SP

 

Rajada de vento –

O salgueiro varre a rua

com os longos galhos

Alvaro Posselt – Curitiba, PR

 

Que barulho é este?

Somente o bicho da seda

No seu mastigar.

Benedita Azevedo – Magé, RJ

 

Ao vento que passa

Brilham folhas do salgueiro –

Uma nova aurora.

Benedita Azevedo – Magé, RJ

 

Deixada na grama

A cesta do piquenique –

Cada um pra um lado

Carlos Viegas – Brasília, DF

 

Não poupa

Nem as tenras folhas

O bicho-da-seda

Elisa Campos – São Paulo, SP

 

Dito popular:

Bom pra doenças de chagas

Chá de salgueiro

Elisa Campos – São Paulo, SP

 

Único menu

Barulho de comilança

Ah, bichos-da-seda!

Irene M. Fuke – São Paulo, SP

 

De madrugada ouço

Bicho-da-seda lagarta

Devorando as folhas.

Izumi Fujiki – São Paulo, SP

 

Espera paciente

A primavera chegar –

Dorme o salgueiro.

Izumi Fujiki – São Paulo, SP

 

Parece tristonho –

Com folhas pendentes

salgueiro ou chorão.

Mario Isao Otsuka – São Paulo, SP

 

Sem pressa nem dúvidas

Tece seu fio com presteza

o bicho-da-seda

Monica Martinez – Granja Viana, SP

 

Os galhos delgados

refletidos nas águas calmas –

Velho salgueiro

Monica Martinez – Granja Viana, SP

 

Folhas de amoreiras

despejadas de balaios –

Ah, bichos-da-seda!

Neide Rocha Portugal – Bandeirantes, PR

 

Até o bebê ronca

ao final do piquenique.

Sol ainda forte.

Nelson Savioli – Rio de Janeiro, RJ

 

Velho ancoradouro –

Os galhos do salgueiro

ao sopro do vento…

Regina Alonso – Santos, SP

 

Tão esbranquiçados

Bichos-da-seda devoram

Folhas esverdeadas.

Yone – São Paulo, SP

 

As formigas chegam

No meio do piquenique

Sem serem convidadas.

Zekan Fernandes – São Paulo, SP

 

 

Temas de novembro (postar até 10 de outubro):

Gato enamorado – Buganvília – Finados

 

 

Temas de dezembro (postar até 10 de novembro):

Lambari – Jaca – Vestibular

 

 

Jaca (tema de dezembro)

Fruto da jaqueira, origi­nária da Índia, que foi trazida pelos portugueses nos tempos coloniais. É uma árvore rústica, que se adaptou bem ao clima do Brasil, mas é sensível a geadas. Os frutos nascem diretamente do tronco e dos galhos, e são grandes, podendo atingir 15 kg. Suas variedades são Dura, Mole e Manteiga. Internamente, dividem-se em gomos suculentos que envol­vem as sementes. Nos supermercados das cidades, têm sido vendidas corta­das e embaladas em pequenas porções, como forma de faci­litar seu consumo pelas famílias menores. Mas as opiniões sobre a jaca são controversas, divididas entre os que amam seu sabor e os que odeiam seu aroma característico. “Enfiar o pé na jaca” significa cometer excessos.

Jacas maduras

entre montanhas, da janela

do trem que sobe a serra.

(Hitomi Hoshino)

 

 

Envie seus haicais (no máximo três de cada tema sugerido) digitados ou em letra legível, com nome (mesmo quando preferir o uso de pseudônimo), endereço e RG.

Cada pessoa pode participar com apenas uma identidade.
A seleção dos trabalhos é feita pelos haicaístas Edson Kenji Iura e Francisco Handa.

 

Envie suas cartas para:
Haicai Brasileiro
A/C Jornal Nippak
Rua da Glória, 332
CEP 01510-000
São Paulo-SP

E-mail:
jornaldonikkey@yahoo.com.br
Cc. ashiguti@uol.com.br

 

Edson Kenji Iura

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

AKIRA SAITO: Todo dia um novo começo   “Quem se prende aos problemas do passado, com certeza não vê as oportunidades do presente que surgem”   Para quem quer evoluir, seja ...
ERIKA TAMURA: De volta à terra do sol nascente!   Cheguei no Japão!! Engraçado esse meu sentimento, mas assim que o avião pousou no Japão senti uma paz, uma tranquilidade, meu coração aca...
HAICAI BRASILEIRO   O Jornal Nippak publica aqui os haicais enviados pelos leitores. Haicai é um tipo de poema que se originou no Japão. Seu maior expoente é Ma...
JORGE NAGAO: Bossa Nova lá e cá   “Era é carioca/ Era é carioca/ Basta o jeitinho dera andar/ Nem ninguém tem carinho assim para dar...   (Ela é carioca, de Tom Job...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *