HAICAI BRASILEIRO

Jornal Nippak publica aqui os haicais enviados pelos leitores. Haicai é um tipo de poema que se originou no Japão. Seu maior expoente é Matsuo Bashô (1644-1694). O haicai caracteriza-se por descrever, de forma breve e objetiva, aspectos da natureza (inclusive a humana) ligados à passagem das estações. Hoje, no mundo inteiro, pessoas de todas as idades e formações escrevem haicais em suas línguas, atestando a universalidade dessa forma de expressão.

 

Envie seus haicais (no máximo três de cada tema sugerido) digitados ou em letra legível, com nome (mesmo quando preferir o uso de pseudônimo), endereço e RG.

Cada pessoa pode participar com apenas uma identidade.

A seleção dos trabalhos é feita pelos haicaístas Edson Kenji Iura Francisco Handa.

 

Envie suas cartas para:

Haicai Brasileiro

A/C Jornal Nippak

Rua da Glória, 332

CEP 01510-000 São Paulo-SP

E-mail: jornaldonikkey@yahoo.com.br

Cc. ashiguti@uol.com.br

 


 

 

Primeiros passos do haicai (5)

 

Todos somos, de alguma forma, compositores de haicai. Alguns são haicaístas, outros interessados, curiosos, bem intencionados, estudiosos e disciplinados. Nem mesmo publicar um livro torna o compositor haicaísta. Acho que um haicaísta é um projeto a ser ainda realizado através da prática constante. Se a prática deixar de existir, a arte do haicai sucumbe. Se um pianista treinar diariamente em torno de três horas, isso o habilitará a ser pianista. O mesmo se dá com o haicai. Necessita-se a disposição do praticante em dedicar-se algumas horas neste treinamento.

Colunas de haicai como as existentes neste jornal são bastante felizes. Possibilitam ao compositor de haicai exercitar as suas habilidades. Assim, o colaborador é incentivado a compor, atendendo à sugestão do kigô apresentado, a postar o seu trabalho. Foi assim que se criaram os grêmios de haicai, a partir do exemplo dos grêmios de haiku, em língua japonesa.

Não achem que o enviar trabalhos à coluna seja algo duro. Enviar um haicai de cada kigô ainda é insuficiente. Pelo menos componham em torno de dez de cada kigô.

 

Francisco Handa

 

 


 

 

 

TEMAS DE FEVEREIRO

 

 

resized_haicai fevereiro

 

Pernilongo – Carambola – Confete

 

meu quarto de infância –

na parede o que restou

do pernilongo

Alexander Pasqual | Lavras, MG

 

pé de carambola –

colho as mais amarelinhas

com mãos de criança

Amauri Solon | Rio de Janeiro, RJ

 

Olha a sobremesa –

Carambola ao natural

na cesta de vime.

Benedita Azevedo | Magé, RJ

 

Confetes colados

no suor do rosto da mãe…

Pula a criancinha.

Benedita Azevedo | Magé, RJ

 

o salão coberto

de confete e serpentina

saudoso passado

Carlos Viegas | Brasília, DF

 

Chuva de confete!

Levo uma cabeçada

No cordão do baile…

Guin Ga | Niterói, RJ

 

Gritaria no rio –

Quem mata mais pernilongos?

Aposta infantil!

Irene M. Fuke | São Paulo, SP

 

crianças surpresas –

de carambolas cortadas

o prato de estrelas

José Marins | Curitiba, PR

 

manhã na avenida

o vento varre os confetes

da noite anterior

José Marins | Curitiba, PR

 

cortada em fatias,

carambola vira estrela

no céu da boca

Madô Martins | Santos, SP

 

Dormir… Nem pensar!

Noite toda a serenata

do pernilongo.

Mahelen Madureira | Santos, SP

 

Carnaval se foi –

Sopra o vento na avenida

vão se os confetes.

Mario Isao Otsuka  | São Paulo, SP

 

No meio do sono

zumbido perturbador –

Voraz pernilongo.

Mario Isao Otsuka | São Paulo, SP

 

Muitos pernilongos?

Sono pesado da lida

soube no outro dia

Neide Rocha Portugal  | Bandeirantes, PR

 

Mosquito no espelho –

por que não vem azucrinar

os meus ouvidos?

Nelson Savioli | Rio de Janeiro, RJ

 

No velho baú

faxina e saudade –

saco de confete

Regina Alonso | Santos, SP

 

No beiral do muro

Carambolas pendentes

Pássaros em disputa.

Yone | São Paulo, SP

 

O velhinho sonha

Com a chuva de confetes –

Ah, quanta saudade…

Zekan Fernandes | São Paulo, SP

 

 

 

Temas de março (postar até 10 de fevereiro)

 

resized_haicai marco

 

Águas de março – Gafanhoto – Manacá

Temas de abril (postar até 10 de março)

 

resized_haicai abril

 

Estrela cadente – Sardinha – Crisântemo

 

[Artigo de Francisco Handa]

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

JORGE NAGAO: VANDRÉ, PRA NÃO DIZER QUE… Pra não dizer que não falei de Geraldo Vandré, a lenda, que, em 12 de setembro, completará 80 anos e será a bola da vez. “Uma canção interrompida”,...
SILVIO SANO > NIPÔNICA: CRONOGRAMA NO PAÍS DA COPA...   A última notícia relacionada aos estádios para a Copa do Mundo que se iniciará em junho informa que o Itaquerão, o da abertura, não será...
MEMAI: LITERATURA — O SEXO NO JAPÃO SOB OLHAR OCID... Capa de “Vita Sexualis” Vita Sexualis, de Ogai Mori (Estação Liberdade, 2014) aborda um tema que perpassa a história das artes japonesas: o sexo. ...
ERIKA TAMURA: A maior exposição de carros na Ásia...   A maior exposição de carros na Ásia, está acontecendo essa semana no Japão, o famoso Tokyo Motor Show, tem atraído toda a sua atenção para a...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *