HAICAI BRASILEIRO

Jornal Nippak publica aqui os haicais enviados pelos leitores. Haicai é um tipo de poema que se originou no Japão. Seu maior expoente é Matsuo Bashô (1644-1694). O haicai caracteriza-se por descrever, de forma breve e objetiva, aspectos da natureza (inclusive a humana) ligados à passagem das estações. Hoje, no mundo inteiro, pessoas de todas as idades e formações escrevem haicais em suas línguas, atestando a universalidade dessa forma de expressão.

 

Envie seus haicais (no máximo três de cada tema sugerido) digitados ou em letra legível, com nome (mesmo quando preferir o uso de pseudônimo), endereço e RG.

Cada pessoa pode participar com apenas uma identidade.

A seleção dos trabalhos é feita pelos haicaístas Edson Kenji Iura Francisco Handa.

 

Envie suas cartas para:

Haicai Brasileiro

A/C Jornal Nippak

Rua da Glória, 332

CEP 01510-000 São Paulo-SP

E-mail: jornaldonikkey@yahoo.com.br

Cc. ashiguti@uol.com.br

 


 

 

Contemplação da Lua 2015

 

Foi realizada na noite do último dia 2 de abril, no templo zen-budista Busshinji, em São Paulo, a Contemplação da Lua, evento que se repete anualmente, de forma ininterrupta, desde 1999. Oito poetas se reuniram para compor haicais dedicados à lua cheia de outono, dentre os quais destacamos os quatro seguintes:

 

Vejo um pouco torto

O círculo da lua cheia.

Ah, meus olhos cansados.

Danita Cotrim

 

Lua desta noite

me visite em minha casa.

Deixo a porta aberta!

Francisco Handa

 

Apaga, escreve…

Conta sílabas, murmura:

Lua cheia.

Sergio Baldan

 

Velhice chegando…

Tão igual, tão diferente

A lua no céu.

Zekan Fernandes

 

 

 


 

 

TEMAS DE ABRIL

 

 

resized_haicai abril

 

Estrela Cadente – Sardinha – Crisântemo

 

 

 

festa e cantoria

no mar, redes a jogar –

pesca da sardinha

Amauri Solon Ribeiro | Rio de Janeiro, RJ

 

Batendo a aldrava

peixeiro entrega a encomenda –

Sardinhas fresquinhas.

Benedita Azevedo | Magé, RJ

 

um novo desejo

me invade o pensamento –

estrela cadente

Carlos Viegas | Brasília, DF

 

Estrela cadente

Traz meu amor de volta

Te peço com dor

De Meira | São Paulo, SP

 

num átimo

uma fagulha risca o céu

estrela cadente

Elisa Campos | São Paulo, SP

 

Brilho no mar,

Correrias e coreografias

Sardinhas!

Francisco Vitar | Maringá, PR

 

Feira de domingo

Ao final das barracas

cores dos crisântemos.

Guin Ga | Niterói, RJ

 

Hoje tem sardinha,

Um aroma inconfundível –

Petisco do bar!

Irene M. Fuke | São Paulo, SP

 

prato requentado –

com o gato solitário

divido a sardinha

José Marins | Curitiba, PR

 

Rápido pedido,

Rápida a sua passagem…

Estrela cadente.

Mahelen Madureira | Santos, SP

 

Um risco no céu –

Fugaz estrela cadente

levando desejos.

Mario Isao Otsuka | São Paulo, SP

 

Estrela cadente

no céu límpido de outono –

Meu pedido feito.

Mario Isao Otsuka | São Paulo, SP

 

Infância na roça –

sardinha com arroz branco

ainda sinto o cheiro

Neide Rocha Portugal | Bandeirantes, PR

 

Súbito desejo

de conhecer novos céus –

estrelas cadentes

Neide Rocha Portugal | Bandeirantes, PR

 

 noite já se faz –

pela janela do trem

estrela cadente

Regina Alonso | Santos, SP

 

O cheiro invade a casa,

todos lambem o beiço:

Oba, sardinha frita!

Yara Shimada | Niterói, RJ

 

Crisântemo branco

Num sepulcro gélido

Abranda o tempo.

Yone | São Paulo, SP

 

chega alegre o gajo:

– Maria, prepara o óleo!

é muita sardinha

Zekan Fernandes | São Paulo, SP

 

 

Temas de junho (postar até 10 de maio)

Minuano – Tainha – Buscapé

 

Temas de julho (postar até 10 de junho)

Julho – Batata doce – Sobretudo

 

[Artigo de Edson Kenji Iura]

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

AKIRA SAITO: O ESPÍRITO DE PAZ “A verdadeira força se revela no não combate”   No Budô, a prática constante busca um estado de espírito de tamanha força que não seja necess...
ERIKA TAMURA: Katehomu – A visita do professor Na escola japonesa, logo que se inicia o ano letivo, o professor dos alunos visita a casa de cada aluno. Um por um.   E essa semana foi a v...
ACONTECE: Itariri comemora o Centenário de Imigraç... Para celebrar os 100 Anos de Imigração Japonesa em Itariri, os habitantes nikkeis da cidade, em sua maioria descendentes da província de Okinawa irão ...
JORGE NAGAO: Charles Chibana, Show!   O avô Kohan praticava karatê mas obrigou os netos a aprender judô pois apreciava a filosofia desse esporte. Criado pelo japonês Jigoro K...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *