HAICAI BRASILEIRO

Jornal Nippak publica aqui os haicais enviados pelos leitores. Haicai é um tipo de poema que se originou no Japão. Seu maior expoente é Matsuo Bashô (1644-1694). O haicai caracteriza-se por descrever, de forma breve e objetiva, aspectos da natureza (inclusive a humana) ligados à passagem das estações. Hoje, no mundo inteiro, pessoas de todas as idades e formações escrevem haicais em suas línguas, atestando a universalidade dessa forma de expressão.

 

Envie seus haicais (no máximo três de cada tema sugerido) digitados ou em letra legível, com nome (mesmo quando preferir o uso de pseudônimo), endereço e RG.

Cada pessoa pode participar com apenas uma identidade.

A seleção dos trabalhos é feita pelos haicaístas Edson Kenji Iura Francisco Handa.

 

Envie suas cartas para:

Haicai Brasileiro

A/C Jornal Nippak

Rua da Glória, 332

CEP 01510-000 São Paulo-SP

E-mail: jornaldonikkey@yahoo.com.br

Cc. ashiguti@uol.com.br

 

 


 

 

TEMAS DE JUNHO

 

resized_haicai

 

 

 

Minuano – Tainha – Buscapé

 

 

pesca da tainha

nas tardinhas de domingo –

saudades do pai

Amauri Solon | Rio de Janeiro, RJ

 

nas festas de junho

correria dos guris –

lá vem buscapé!

Amauri Solon | Rio de Janeiro, RJ

 

Sopra o minuano –

Os cabelos desgrenhados

das moças na praça.

Benedita Azevedo | Magé, RJ

 

crianças felizes

correndo dos buscapés

mais um tropeção

Carlos Viegas | Brasília, DF

 

vento minuano

bate portas e janelas

encolho na cama

Carlos Viegas | Brasília, DF

 

que vozerio…

vem dos pampas gaúchos?

minuano, minuano

Elisa Campos | São Paulo, SP

 

Vento minuano…

A praia fica deserta

ao cair a tarde.

Iraí Verdan | Magé, RJ

 

Sopra minuano.

Peões confinados cantam

ao som da sanfona.

Irene M. Fuke | São Paulo, SP

 

Brilhantes ao sol –

tainhas no ancoradouro.

Pescadores cantam.

Irene M. Fuke | São Paulo, SP

 

juntar as varetas

depois de vê-los no ar

ah, meus buscapés!

José Marins | Curitiba, PR

 

Quem foi que comeu?

Na marmita do avô

só a espinha da tainha

Mahelen Madureira | Santos, SP

 

Da fresta da janela

rajada de minuano –

Cobertas bem grossas.

Mario Isao Otsuka | São Paulo, SP

 

Aroma gostoso

se espalha pela casa –

Tainha no forno.

Mario Isao Otsuka | São Paulo, SP

 

Percorre as sandálias –

Desejará vir comigo

vento minuano?

Neide Rocha Portugal | Bandeirantes, PR

 

Quem vem lá?

Encolhe-se o cavaleiro

ao vento minuano.

Regina Alonso | Santos, SP

 

são gritos e vozes

dos heróis e algozes

velho minuano

Se-Gyn | Goiânia, GO

 

Sinto calafrio

No aconchego do lar

Vento minuano

Yone | São Paulo, SP

 

Quase meio-dia

O cheiro da tainha frita

Se sente da rua.

Zekan Fernandes | São Paulo, SP

 


 

 

Temas de agosto (postar até 10 de julho)

Bicho-do-pé – Pitanga – Tarde de inverno

 

 

Pitanga (tema para julho)

 

Seu nome tem origem no tupi, significando “vermelho”, apesar de existirem pitangas alaranjadas e até roxas. A pitanga é arredondada, medindo entre dois e três centímetros de diâmetro, e possui oito saliências. Em seu interior, alojam-se uma ou duas sementes. Sua polpa tem sabor agridoce, é suculenta e perfumada. É consumida “in natura” ou processada como bebida ou doce. A pitangueira é um arbusto ou arvoreta com até cinco metros de altura, encontrado em forma nativa desde o Brasil Central até o norte da Argentina, com predominância na Mata Atlântica. É também facilmente localizável em meio à arborização urbana, atraindo pássaros durante sua frutificação. “Chorar as pitangas” significa lamuriar-se por algo que é negado. A expressão origina-se na imagem de alguém que verte muitas lágrimas até que seus olhos fiquem vermelhos como pitangas.

 

Colhendo pitangas

sobre o lombo do cavalo –

Caminho da escola.

Goga Masuda

 


 

 

Temas de setembro (postar até 10 de agosto)

Setembro – Dente-de-leão – Queimada

 

[Artigo de Edson Kenji Iura]

 

 

 

 

 

Related Post

19º FESTIVAL DO JAPÃO: Culinária japonesa é ‘um fe... Declarada em 2013 pela Unesco “Patrimônio Cultural Intangível da Humanidade”, a culinária japonesa foi o que originou o Festival do Japão, que este an...
GOLFE: Lúcia Guilger e Eder Cisternas vencem o XIX...   Evento válido para Rankings Paulista Masculino e Feminino Scratch e por Handicap Índex reuniu 69 jogadores em Avaré   A Federação Pau...
BUNKYO: Comissão de Reforma do Estatuto convoca as... Em reunião realizada no mês passado, membros da Comissão de Reforma do Estatuto do Bunkyo – Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência ...
COMUNIDADE: Tomoshiro Kojima e Sedi Hirano são os ... Tomoshiro Kojima (Foto: divulgação) O governo japonês divulgou os agraciados com a Condecoração de Outono 2015. Pela jurisdição do Consulado Geral...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *