HAICAI BRASILEIRO:

Jornal Nippak publica aqui os haicais enviados pelos leitores. Haicai é um tipo de poema que se originou no Japão. Seu maior expoente é Matsuo Bashô (1644-1694). O haicai caracteriza-se por descrever, de forma breve e objetiva, aspectos da natureza (inclusive a humana) ligados à passagem das estações. Hoje, no mundo inteiro, pessoas de todas as idades e formações escrevem haicais em suas línguas, atestando a universalidade dessa forma de expressão.

Envie seus haicais (no máximo três de cada tema sugerido) digitados ou em letra legível, com nome (mesmo quando preferir o uso de pseudônimo), endereço e RG.

Cada pessoa pode participar com apenas uma identidade.

A seleção dos trabalhos é feita pelos haicaístas Edson Kenji Iura Francisco Handa.

Envie suas cartas para:

Haicai Brasileiro

A/C Jornal Nippak

Rua da Glória, 332

CEP 01510-000 São Paulo-SP

E-mail: jornaldonikkey@yahoo.com.br

Cc. ashiguti@uol.com.br

 

 

 


TEMAS DE AGOSTO

 

resized_HAICAI

Bicho-do-pé | Pitanga | Tarde de Inverno

gostosa coceira –

deitado na rede, curto

meu bicho-de-pé

Amauri Solon Ribeiro | Rio de Janeiro, RJ

 

As gotas vermelhas

pingam uma atrás das outras…

pitangas maduras.

Benedita Azevedo | Magé, RJ

 

o pé de pitanga

já coberto de vermelho

pássaros por perto

Carlos Viegas | Brasília, DF

 

Tarde de inverno.

Um casal de mãos dadas

desfila elegância.

Danita Cotrim | São Paulo, SP

 

a coceira do guri

virou motivo de troça

pegou bicho-do-pé

Elisa Campos | São Paulo, SP

 

Não convidei

Mas entrou e se acomodou

Bicho do pé.

Francisco Vitar | Maringá, PR

O ventinho passa

e cobre o chão de frutinhas…

Pitangas maduras.

Iraí Verdan | Magé, RJ

 

lembrança rural –

ida à escola mancando!

bicho-do-pé.

Irene M. Fuke | São Paulo, SP

 

forrado de folhas

o quintal depois da chuva

pitangas vermelhas

José Marins | Curitiba, PR

 

as crianças gostam

da época das pitangas – 

mãos e bocas sujas

Kathleen Lessa | São Paulo, SP

 

Forte ventania –

Como tapete no chão

pitangas vermelhas.

Mario Isao Otsuka | São Paulo, SP

 

Na volta do sítio

lembrança do bicho-de-pé –

Coceirinha boa.

Mahelen Madureira | Santos, SP

Tenho livre escolha.

Quanto mais roxas mais doces

são essas pitangas

Neide Rocha Portugal | Bandeirantes, PR

 

apenas silêncio –

tantos bancos vazios

na tarde de inverno

Regina Alonso | Santos, SP

 

No chão da chácara

enchem de água minha boca

pitangas maduras

Regina Coeli Nunes | Magé, RJ

 

Tarde de inverno

o canto das curicacas

que trazem mais banzo

Se-Gyn | Goiânia, GO

 

Pitangas maduras

Carregadinhas na árvore

Rodeiam pássaros.

Yone | São Paulo, SP

 

Disfarçadamente

pego um pouco das pitangas

da casa vizinha.

Zekan Fernandes | São Paulo, SP

 

 

 

Temas de setembro (postar até 10 de agosto)

Setembro – Dente-de-leão – Queimada

 

Meses também são kigos (termos de estação). Não é o caso de juntar o nome do mês e mais um kigo da época. Trata-se de descobrir qual é o espírito que rege o período e que marcas lhe estão associadas. Setembro é o mês de início da primavera e do fim da seca (no sudeste). A volta das chuvas propicia o início dos trabalhos agrícolas, com a aração e a semeadura das lavouras. Pássaros voltam a cantar e a fazer seus ninhos. A natureza parece renascer, tendo como maior símbolo a florada do ipê-amarelo. Sinais de fertilidade estão por todos os lugares. Por outro lado, é uma época em que manifestações de patriotismo são favorecidas pelas comemorações da Independência. Já foi costume, particularmente estimulado pela Ditadura Militar, envergar um pedaço de fita verde-amarela no uniforme ou atado à antena do carro.

Aumenta na creche

o número de crianças –

Já chegou setembro.

Bompei Ura

 

 

 

Temas de outubro (postar até 10 de setembro)

Dia do professor – Araucária – Beija-flor

 

 

 

Edson Kenji Iura

 

 

 

 

Related Post

ACONTECE: 23a Festa Brasil-Japão da Monte Azul A festa Brasil-Japão é uma celebração da história Brasil-Japão na Monte Azul, da amizade e do intercâmbio entre as culturas brasileira e japonesa. ...
LITERATURA: NO CAMINHO DE SHIKOKU   Nikkei relata, em livro, aventura de 1200 quilômetros a pé em 54 dias   Paulo Kaneko, de 63 anos, tem um semblante sereno. Passa tra...
KARAOKÊ: Clima de Paulistão no 10º taikai do profe...   A começar pelo número de candidatos que, mais uma vez, superou a marca dos 600, e que, devido à proximidade do Paulistão 2014, que ocorrerá ...
MIMIPARTY: Idealizado e realizado por Akemi Matsud... MIMIPARTY – Idealizado e realizado por Akemi Matsuda, a Embaixadora Kawaii no Brasil, o 4º MimiParty – o Festival de Cultura “Fofa” Japonesa – acontec...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *